Soluções de baixo custo vão beneficiar comunidades carentes

Com informações da Assessoria de Comunicação do IDDS Brasil

Carregador de celulares movido à energia de bicicletas idealizado em um dos encontros

Durante o mês de julho, pessoas das mais diversas partes do mundo estarão reunidas em São Paulo com o objetivo de desenvolver uma comunidade global de inovadores comprometidos em melhorar as vidas de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza por meio de processos colaborativos de design. Em sua 5ª edição, o Encontro Internacional de Design para o Desenvolvimento Social (IDDS, na sigla em inglês) acontece neste ano em São Paulo e tem como anfitriões a USP e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos. A abertura do evento ocorre nesta segunda-feira (2), na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, a partir das 9 horas, no Auditório Azul. O evento de abertura é gratuito e aberto ao público.

“Iremos atuar em três comunidades. Uma fica no Jardim Keralux [ao lado da EACH]; a outra é no Bairro dos Freitas [próximo ao ITA], e a terceira é na Comunidade Dois Palitos [em Embu das Artes]“, explica o engenheiro Thiago Koji Masuki, um dos organizadores do IDDS e aluno do MBA em Sustentabilidade em Tecnologia da Informação e Comunicação do Laboratório de Sustentabilidade (LASSU) da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Os participantes serão divididos em 8 equipes de 5 pessoas, além de 1 tradutor por equipe. Cada uma irá trabalhar em um determinado projeto, sendo que 2 comunidades terão 3 equipes, e a outra, 2 equipes. Os participantes vão até essas comunidades, identificam os problemas locais e depois se reúnem visando encontrar soluções de baixo custo para os problemas apontados.

Soluções tecnológicas de baixo custo
Nas edições anteriores do IDDS foram desenvolvidas soluções tecnológicas como: um carregador de celular de baixo custo para empreendedores em áreas rurais de Gana; um protetor de mamilo que diminui as chances de transmissão do vírus da aids (HIV) entre a mãe e seu bebê; e um empreendimento de irrigação para que pequenas propriedades agrícolas em Bangladesh tenham abastecimento regular de água para suas propriedades e de seus vizinhos.

O protetor de mamilo JustMilk diminui as chances de transmissão do vírus HIV entre a mãe e o bebê

As primeiras edições ocorreram em 2007 e 2008, no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês). Em 2010, a sede foi o Colorado State University (CSU). E em 2009 e 2011, na Kwame Nkrumah University of Science and Technology (KNUST), em Ghana. Os encontros já criaram uma comunidade de mais de 200 inovadores provenientes de 32 países que foram responsáveis por desenvolver mais de 40 protótipos de tecnologia ou negócios sociais, todos voltados para comunidades carentes.

As inscrições já estão encerradas, mas o público poderá participar de eventos abertos em dois dias ao longo do mês. “No dia 13, haverá apresentações sobre empreendedorismo social e entidades que fomentam esses novos negócios. No dia 28, haverá duas mesas-redondas. Uma é sobre design e inovação social, e terá convidados como a IDEO.org e a Design Possível. A outra será sobre Gestão de Resíduos e Transformação Social. Vamos ter convidados que estão trabalhando com isso, como a professora Tereza Cristina Carvalho, [coordenadora do LASSU], além de representantes de cooperativas de catadores e outras iniciativas”, informa Masuki. Os eventos serão realizados na EACH.

Carregador de celular para empreendedores em áreas rurais de Gana

O LASSU e a EACH são dois dos organizadores do evento, além do MIT, do Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), da Franklin W. Olin College of Engineering, da Cooper Perkins, Inc. (ambas dos EUA) e diversas instituições e empresas de países em desenvolvimento.

Abertura
Na segunda-feira (2), acontece a abertura oficial do evento. Das 9 às 12h30, haverá uma Mesa de Abertura, com representantes da USP, da EACH, do ITA, e da Prefeitura de São Paulo. Em seguida, a professora Amy Smith, do MIT, e idealizadoras do IDDS, ministra palestra sobre a visão e os princípios que permeiam o encontro. Em seguida, o público poderá ouvir um depoimento de uma pessoa que já participou de uma das edições do encontro. Na sequência, será apresentado um estudo de caso: Projeto Zimba – dosador de Cloro (India). Das 13h30 às 16h30, serão realizadas atividades interativas de design e análises de cases de projetos.

Segundo o especialista em inovação social, Paul Polak, “estima-se que 90% dos profissionais de tecnologia e design dedicam seus esforços criativos ao desenvolvimento de produtos voltados aos 10% mais ricos da população mundial”. O IDDS tem o objetivo de reunir esforços para mudar esse cenário.

A EACH fica na Av. Arlindo Bettio, 1000, Ermelino Matarazzo, São Paulo, Próximo à Estação USP Leste da CPTM.

Imagens: Divulgação IDDS 212

Mais informações: email brasil@iddsummit.org ou site www.iddsummit.org

Agência USP de Notícias
| Créditos | Direitos autorais | Newsletter | Sobre a Agência
Rua da Reitoria, 109 bloco L - 5º andar
CEP 05508-900 - São Paulo - Brasil
+55 11 3091-4411 - E-mail: agenusp@usp.br


© 2000-2016 Universidade de São Paulo