Caramboxina

No dia 14 de maio, às 16h30, tem palestra sobre Caracterização Química e Neurobiológica da Caramboxina, com os professores Norberto Garcia-Cairasco, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) e Norberto Peporine Lopes, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) ambas da USP.

Caramboxina é uma substância tóxica encontrada na carambola, fruta muito comum no Brasil. Estudo coordenado por pesquisadores da USP Ribeirão Preto revelou que caramboxina pode levar a óbito pacientes que sofrem de insuficiência renal crônica. A toxina da carambola foi testada em animais de laboratório, que apresentaram sintomas como: vômitos, confusão mental, agitação psicomotora, coma, convulsões e até mesmo morte. Esses sintomas já tinham sido observados em pacientes diabéticos ou que sofriam de insuficiência renal, após a ingestão do suco concentrado da fruta. Mesmo aqueles que não têm problemas renais devem evitar o consumo excessivo do suco de carambola, segundo os pesquisadores.

O evento faz parte da disciplina de Seminários do programa de pós-graduação em Bioquímica e Biologia Celular e Molecular da FMRP, é aberto ao público e gratuito, sem necessidade de inscrição. Será no Anfiteatro Pedreira de Freitas, Prédio Central da FMRP, na Av. Bandeirantes, 3.900, Ribeirão Preto.

Mais informações: e-mail ivone@fmrp.usp.br

Agência USP de Notícias
| Agência USP agora é Jornal da USP | Créditos | Direitos autorais | Newsletter | Sobre a Agência
Rua da Reitoria, 109 bloco L - 5º andar
CEP 05508-900 - São Paulo - Brasil
E-mail: Fale Conosco


© 2000-2020 Universidade de São Paulo