Projeto busca melhorar a criação de frangos em aviários

Com informações de Leonardo Zacarin, da Assessoria CEPID-CeMEAI

Um sistema que conta com a participação do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), sediado no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, está sofisticando a criação de aves em uma granja na região de Jundiaí, no interior de São Paulo. O sistema é aberto e gratuito, com variáveis que outros ainda não possuem.

Programa monitora níveis de água, ração e ventilação durante todo o dia

Os mais de 23 mil frangos do aviário são monitorados 24 horas por dia, sete dias por semana. Níveis de água, ração, ventilação são fiscalizados durante todo o tempo por um programa desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS). O software reúne os dados obtidos e, a cada cinco minutos, envia essas informações para pesquisadores do CeMEAI, que, com base nestes dados, utilizam a matemática para tomar as melhores decisões em relação ao bem-estar dos animais e otimizar o processo.

A ideia central de todo o sistema é utilizar os dados coletados para chegar ao melhor método possível de criar as aves, adaptando o processo às mudanças das variáveis. Os frangos ficam cerca de 45 dias no aviário antes de seguir para o frigorífico. Durante esse tempo, os animais recebem ração cara e de boa qualidade, além de serem observados por câmeras instaladas na granja. A conversão desses investimentos em alimento para o ser humano é o coeficiente o qual mede a eficiência do criadouro e o custo do frango, que será maior caso ele tenha realizado seu potencial genético.

Segundo dados divulgados em julho pela Associação Brasileira de Proteína Animal, a produção para exportação de frango deve crescer de 2% a 3% ainda este ano, totalizando 13 milhões de toneladas até o fim de 2015. O consumo nacional deve passar de 43 kg para 45 kg por pessoa, devido a alto no preço da carne bovina.

Impulso na produção
A pesquisa do CeMEAI na granja ainda está em andamento e pode, no futuro, ajudar outros aviários e impulsionar ainda mais a produção e as vendas do setor. Todas as informações obtidas pelo software da faculdade sulista podem ser acessados pela internet, de qualquer lugar do mundo. O projeto é coordenado pelo professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) José Mario Martinéz.

O CeMEAI, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O Centro é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial. As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais.

As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras seis instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica (IMECC) da Unicamp, o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas (IBILCE) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Unesp, o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e o Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP.

Foto:  Marcos Santos / USP Imagens

Mais informações: (16) 3373-6609, contatocemeai@icmc.usp.br

Agência USP de Notícias
| Agência USP agora é Jornal da USP | Créditos | Direitos autorais | Newsletter | Sobre a Agência
Rua da Reitoria, 109 bloco L - 5º andar
CEP 05508-900 - São Paulo - Brasil
E-mail: Fale Conosco


© 2000-2019 Universidade de São Paulo