ScriptLattes ajuda a analisar a produção científica no Brasil

Por Flávia Cayres da Assessoria de Comunicação do NAP-SoL

Com a intenção de colaborar para a identificação de áreas de pesquisa, relatórios, diagnósticos, planejamento e internacionalização, pesquisadores do Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC) da Universidade Federal do ABC (UFABC) e do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, em São Paulo, desenvolveram, em software livre, a ferramenta ScriptLattes, que auxilia a análise de produção científica no país.

A plataforma ajudar a investigar a produção acadêmica para diferentes áreas

O ScriptLattes, por meio da Plataforma Lattes, sistema de cadastro de pesquisadores brasileiros disponibilizada e mantida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), extrai informações cadastradas, podendo criar relatórios de produtividade, mapas geográficos, redes de colaboração e contribui para o diagnóstico e análise de áreas de atuação e localização de grupos e temas de estudo para o planejamento de ações.

De acordo com o pesquisador da UFABC, Jesus Mena-Chalco, é possível identificar respostas referentes à área de cientometria e/ou bibliometria e também para gestores de políticas públicas científicas. “O ScriptLattes auxila na investigação da produção acadêmica para diferentes áreas, sub-áreas ou especialidades do conhecimento, assim como no estudo da forma de colaboração acadêmica em coautoria.”

O pesquisador explica que os dados de ferramentas similares ao ScriptLattes podem ser úteis para identificar informações sobre, por exemplo, especialistas de determinados saberes do conhecimento, grupos mais colaborativos, áreas carentes, migrações de pesquisadores e genealogia acadêmica de cientistas.

“É importante destacar que, como a fonte de dados é a Plataforma Lattes, as áreas que não são bem representadas nas bases bibliográficas internacionais (a exemplo da Web of Science e Scopus), como as Ciências Sociais Aplicadas e Humanidades, podem ser analisadas de forma mais abrangente”, salienta Mena-Chalco.

A ferramenta colabora com secretarias de pós-graduação na elaboração dos relatórios de produção acadêmica de seus docentes associados; com secretarias de pesquisa e extensão na construção de relatórios de produção e colaboração acadêmica; com as bibliotecas no registro das novas publicações realizadas pelos pesquisadores, e também é utilizada por diferentes grupos de estudo, assim como para a análise de cooperação.

Em relação à exploração de dados bibliométricos, o pesquisador menciona: “artigos apontam que foram contabilizados 198 trabalhos acadêmicos que utilizaram o ScriptLattes em teses de doutorado, dissertações de mestrado, projetos de fim de curso, capítulos de livros, artigos em periódicos, em eventos e relatórios científicos. Por outro lado, também foram identificados 487 sites que utilizam e disponibilizam publicamente os resultados do ScriptLattes. Ao todo, desde setembro de 2009, ele foi baixado mais de 9221 vezes do repositório registrado no SourceForge”.

O ScriptLattes teve início em 2005 sob idealização do pesquisador e docente do IME, Roberto Cesar Junior, com a proposta da criação de um programa para a coleta automática de dados, como relatórios de produção de bibliografia, dos professores do departamento de Ciência da Computação do IME, registradas na plataforma Lattes.

A ferramenta é composta, atualmente, pela linguagem de programação Python. Adquiriu o nome de ScriptLattes e, a partir de 2008, obteve mais funcionalidades, como a identificação de redes de coautoria e o mapa de geolocalização de pesquisadores, após o registro no SourceGorge, em colaboração com o Centro de Competência em Software Livre (CCSL) da USP e o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Software Livre (NAP-SoL) sediado no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Projeto Genealogia Científica
Com o objetivo de produzir uma plataforma livre sobre genealogia acadêmica de pesquisadores brasileiros, os docentes trabalham com colaboradores, alunos de mestrado e doutorado para desenvolver uma estrutura que identifique as relações de orientação acadêmica de mestrado e doutorado para estudiosos relacionados com a ciência no Brasil.

Por meio do Projeto Universal do CNPq (Processo 461757/2014-1), eles buscam responder questões como: Quais foram os pesquisadores (ou grupos ou instituições) que tiveram um papel importante para a formação e consolidação de diferentes grupos de pesquisa? Qual é a influência de um pesquisador orientador nas diferentes áreas do conhecimento? Existem padrões sobre formação interdisciplinar nas áreas de conhecimento?

Mena explica que “com a nova plataforma, poderemos ter elementos necessários para responder os questionamentos de análise por meio dos dados de orientação acadêmica coletados, principalmente dos últimos 30 anos”.

Fotos: Divulgação

Mais informações: (16) 3373-8171, com Flávia Cayres, na assessoria do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Software Livre (NAP-SoL)

Agência USP de Notícias
| Créditos | Direitos autorais | Newsletter | Sobre a Agência
Rua da Reitoria, 109 bloco L - 5º andar
CEP 05508-900 - São Paulo - Brasil
+55 11 3091-4411 - E-mail: agenusp@usp.br


© 2000-2016 Universidade de São Paulo