Centro realiza formação e tratamento em acupuntura

Luiza Caires, do USP Online  – lucaires@usp.br">lucaires@usp.br

O Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) dispõe de ambulatórios de acupuntura em vários departamentos, onde alunos de graduaçao, residentes, e alunos de especialização – todos supervisionados – aprendem a ministrar a prática. O ambulatório de acupuntura mais tradicional do HC é o do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT). Nas aulas práticas são recebidos até 150 pacientes por dia de atendimento, que é feito sob a supervisão de docentes da FMUSP.

Supervisão do atendimento é feita por professores e monitores voluntários

O professor Wu Tu Hsing, diretor do Centro de Acupuntura do IOT,  explica que a clínica é mantida em função das aulas práticas do Curso de Especialização em Acupuntura oferecido pela unidade, já em sua oitava edição, com uma média de 30 alunos formados por ano.  Terapia chinesa milenar, a acupuntura é reconhecida oficialmente no Brasil e no mundo como especialidade médica. Já consolidada também no âmbito do SUS, com diversos serviços públicos de saúde oferecendo o tratamento aos pacientes.

Elizabeth Pricoli Vilela concluiu o curso de especialização no IOT em 2008, e agora atende como voluntária no Ambulatório de Acupuntura do Serviço de Geriatria do HC, onde também fez estágio durante o curso. “O trabalho com os idosos é bastante gratificante. Sabemos dos resultados porque eles voltam para as outras sessões, muitas vezes vindo de longe, saindo de casa às cinco da manhã”, diz a médica.

Dores
Ela acrescenta que a terceira idade é um público para quem a acupuntura é muito valiosa, amenizando as dores das doenças típicas da faixa etária, como artrose, osteoporose e deficiência muscular. “O idoso não pode tomar anti-inflamatórios porque comprometem rins e coração, além de poder causar úlcera gástrica, então a acupuntura equivale a alguns remédios a menos na sua ‘polifarmácia’”, ressalta.

No Centro de Acupuntura do IOT, dirigido por Wu, também atendem os alunos da graduação da Faculdade que cursam a disciplina optativa de Introdução à Acupuntura, a partir do terceiro ano. Neste caso, a supervisão do atendimento é feita por professores e também por monitores voluntários, que são ex-alunos da disciplina e do curso. Estes formam a Liga de Acupuntura da FMUSP, onde alunos mais experientes, que decidiram continuar se aprofundando na especialidade, ensinam outros alunos e compartilham casos, enquanto “os professores ficam na retaguarda”, como explica o professor Wu.

Com trabalhos de pesquisa premiados internacionalmente, a Liga também desenvolve, desde 2005, uma parceria com a ONG Doutores na Estrada para atendimento da população carente que vive na comunidade de Engenheiro Marsilac, na Zona Sul de São Paulo.

São atendidos nos ambulatórios de acupuntura do HC (além do IOT, a especialidade é praticada nos setores de pediatria, geriatria, clínica médica e no Centro de Dor) pacientes que já possuem cartão do Complexo HC, ou ainda os que são encaminhados de hospitais, postos de saúde e ambulatórios do SUS. No IOT, os pacientes com cartão do HC são atendidos às quintas-feiras, e os encaminhados pelo SUS, às terças-feiras. O Instituto fica na Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 333, Cerqueira César, São Paulo, próximo à estação Clínicas do metrô.

Mais informações: (11) 3067-2367 / (11) 9626-0540 ou email stelamurgel@gmail.com, com Stela Murgel, na Assessoria de Imprensa do IOT

Agência USP de Notícias
| Agência USP agora é Jornal da USP | Créditos | Direitos autorais | Newsletter | Sobre a Agência
Rua da Reitoria, 109 bloco L - 5º andar
CEP 05508-900 - São Paulo - Brasil
E-mail: Fale Conosco


© 2000-2020 Universidade de São Paulo