Revista Alterjor, Vol. 1, No 3 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A Inserção das Mulheres no Jornalismo e a Imprensa Alternativa: primeiras experiências do final do século XIX

Eliza Bachega Casadei

Resumo


A entrada das mulheres no jornalismo aconteceu, de uma maneira geral, a partir  de  sua  inserção  e  participação  em  veículos  da  imprensa  alternativa.  O  presente artigo  busca  estudar  a  imprensa  feminista  a  partir desta  ótica,  focalizando as experiências  surgidas  nos  séculos  XIX  e  XX,  como  o lançamento  do  jornal The Revolution,  em  1868,  por  Amélia  Bloomer  e  Elizabeth  Staton,  bem  como  a  atividade das mulheres negras nos jornais publicados após a Guerra Civil Norte-Americana. Além de  analisarmos  como  essas  experiências  influenciaram  o  jornalismo  alternativo brasileiro  (com  o  surgimento  também  no  século  XIX  de O Jornal  das  Senhoras, de Joana Paula Manso de Noronha), investigaremos, também, a relação destes jornais com a inserção das mulheres dentro de uma esfera pública mais ampla.

Palavras-chave: História; Jornalismo Alternativo; Imprensa Feminista


Texto Completo: PDF


ISSN: 2176-1507

Universidade de São Paulo | Escola de Comunicações e Artes

Licença Creative Commons 2009 - 2015 - Alterjor: Jornalismo Popular e Alternativo
Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443 (visualizar mapa)
Prédio 2 - sala 32 - Cidade Universitária
Butantã - São Paulo - SP

CEP 05508-020