ISSN 2359-5191

22/12/2004 - Ano: 37 - Edição Nº: 24 - Sociedade - Instituto de Geociências
Fotos de férias viram exposição científica
A exposição contém 21 fotos, tiradas na Patagônia, que juntam o olhar artístico com a visão científica.

São Paulo (AUN - USP) - Está em exposição no museu de geociências da USP o ensaio ??Patagônia ?? Da Terra do Gelo à Terra do Fogo?, de Danilo Reis Rolim. O autor cursa o quarto ano de Geologia na USP, e aprendeu fotografia por conta própria.

No ano passado, Danilo decidiu passar o fim-de-ano na Patagônia. ??Sempre gostei de viajar?, conta. ??Já conhecia muitos lugares no Brasil, e queria viajar para o exterior?. Com os amigos, comprou um pacote turístico para a região. Quando chegaram à Patagônia, ficaram alguns dias acampados no Parque Nacional Torres del Paine (Chile). Parte do passeio passaram hospedados em pousadas ou albergues, e foram até Ushuaia, a cidade mais meridional do mundo.

As fotos, tiradas durante a viagem com uma máquina semi-profissional, retratam as belezas naturais, tanto a geologia quanto a fauna e a flora e também elementos da ação humana na região. Satisfeito com as fotos, Danilo fez um projeto de exposição, que foi aceito pelo Museu de Geociências da USP. Para enriquecer a exposição, o autor propôs colocar informação científica junto com as fotos. Fez uma pequena pesquisa para inserir, em cada quadro, explicações e curiosidades sobre o lugar retratado.

Danilo gosta de fotografia desde criança, em casa ou em viagens com seus pais. Quando entrou na faculdade, decidiu dedicar-se mais quando entrou na faculdade. Aprendeu sozinho técnicas de fotografia, através de livros e fazendo saídas fotográficas. Danilo diz que não se sente satisfeito com fotos puramente artísticas, ou documentalmente ientíficas. Para mostrar a dinâmica dos fenômenos naturais, ele introduz a arte. ??A Terra possui uma dinâmica, e a foto é viva, dá conta de mostrar isso?. Essa é sua primeira exposição, que não tem data para encerrar.

A Patagônia é geologicamente interessante principalmente devido à Cordilheira dos Andes e às geleiras, algumas que remetem à última glaciação. O solo é de formação vulcânica e sedimentar, e sofre a ação dos rios e dos glaciais, que transportam e depositam sedimentos. Fica na região sul da América, dividida entre a Argentina e o Chile. Os dois lados são separados pela Cordilheira dos Andes, e possuem um ambiente muito semelhante, de estepes, montanhoso, com geleiras e lagos. Lá se localiza a Terra do Fogo, região mais meridional do mundo antes da Antártida. A fauna é pontuada por animais característicos de climas polares, como pingüins, leões marinhos e eventualmente orcas.

Exposição: Patagônia ?? Da terra do gelo à terra do fogo
Local: Museu de Geociências. Rua do Lago, 562, 1º. Andar ?? Cidade Universitária, São Paulo
Horário de visitação: das 8h00 às 12h00, e das 13h30 às 17h00
Entrada franca
Mais informações: 3091-3952, ou 3091-4670

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edições Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br