ISSN 2359-5191

21/12/2005 - Ano: 38 - Edição Nº: 22 - Educação - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Arquitetura da USP quer entender favelas de São Paulo

São Paulo (AUN - USP) - Como funciona o mercado de compra, venda e aluguel de casas - e barracos - nas favelas? Se a ocupação é irregular, quais os instrumentos regulam as negociações feitas pelos moradores dessas regiões? Quem são, há quanto tempo vivem lá e quanto pagam pela moradia as pessoas das favelas? O projeto Mercado Informal de Solo Urbano em São Paulo, desenvolvido na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU-USP), quer encontrar respostas a essas questões.

Parte de um estudo feito em âmbito nacional, o projeto está sendo desenvolvido, ao mesmo tempo, em outras cidades. As favelas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Florianópolis, Salvador, Brasília e Belém também estão sendo estudadas. Em cada capital, uma universidade pública é responsável pela pesquisa. Em São Paulo, o estudo ficou a cargo da USP.

"A pesquisa não tem a intenção, neste momento, de apontar soluções para os problemas das favelas, mas de identificar e entender quais eles são. Tem um fundo estatístico", explica Rodrigo Minoru Tanaka, bolsista de iniciação científica (pesquisa feita durante a graduação) do projeto pela FAU.

Ele aponta que alguns fenômenos já conhecidos pelos pesquisadores deverão ser analisados. "? grande a rotatividade de moradia nas favelas. Vamos tentar entender por que as pessoas se mudam de casa, por que vão a outras favelas", afirma Tanaka. Para tanto, questionários serão aplicados por alunos da USP em visitas às favelas.

Outro objetivo do projeto é comparar o fenômeno de "favelização" - formação e crescimento das favelas nas cidades - em diferentes localidades do país. Como há diferenças de definição e uso do termo "favela" entre as regiões, foi estabelecido um critério comum para todas elas. "Favela é a ocupação irregular feita em terreno alheio, público ou privado", diz Tanaka.

O projeto de levantamento de dados sobre as favelas, diz o graduando, é essencial para a definição de políticas públicas de moradia popular. Isso porque, sejam quais forem os resultados da pesquisa, a existência de favelas em diversas cidades aponta para um problema comum a urbanização de todo o país - o do déficit habitacional.

Leia também...
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br