ISSN 2359-5191

22/10/2008 - Ano: 41 - Edição N¬ļ: 110 - Meio Ambiente - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Ilhas de ‚??caf√© com mata‚?Ě promovem restaura√ß√£o florestal no oeste paulista

S√£o Paulo (AUN - USP) -Atrav√©s de procedimentos de plantio adequados √© poss√≠vel recuperar forma√ß√Ķes vegetais degradadas e solos desgastados de √°reas com ocupa√ß√£o agr√≠cola irregular. Uma das experi√™ncias com t√©cnicas desenvolvidas pela Esalq-USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queir√≥s ‚?? Universidade de S√£o Paulo) mostra, desde 2006, resultados significativos na restaura√ß√£o de fragmentos de Mata Atl√Ęntica em regi√Ķes de plantio de caf√© no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado de S√£o Paulo.

O grupo respons√°vel pela restaura√ß√£o, integrado ao Lerf (Laborat√≥rio de Ecologia e Restaura√ß√£o Florestal), da Esalq, n√£o apenas encontrou maneiras de recuperar partes da vegeta√ß√£o na √°rea, mas tamb√©m tornou vi√°vel a integra√ß√£o t√©cnica, econ√īmica e socioambiental da popula√ß√£o.

A ocupa√ß√£o do Pontal teve como base, principalmente, a introdu√ß√£o de fazendas monocultoras, que, segundo artigo publicado pelo Lerf, provocaram dr√°stica redu√ß√£o da cobertura vegetal da regi√£o. Atualmente, resta menos de 2% da Mata Atl√Ęntica original e os √ļltimos remanescentes podem ser encontrados em fragmentos existentes em propriedades privadas.

Através de técnicas de irradiação da cobertura vegetal original e da proteção das bordas de matas remanescentes, as iniciativas dos pesquisadores do Laboratório permitiram o desenvolvimento de uma reforma agrária na região, benéfica aos habitantes e harmonizada à preservação da biodiversidade.

O passo principal em direção à reestruturação da paisagem no Pontal foi a introdução das ilhas de agrobiodiversidade. Trata-se de corredores, compostos de cafezais cercados por alguma vegetação nativa replantada, que atuam interligando uma mancha remanescente de floresta a outra.

As ilhas de caf√© com floresta funcionaram como trampolins ecol√≥gicos, estimulando movimentos de dispers√£o para muitas esp√©cies silvestres e reaproximando popula√ß√Ķes que antes estiveram conectadas. Dessa forma, auxiliaram na recoloniza√ß√£o de fragmentos desmatados. Al√©m disso, o encurtamento das dist√Ęncias entre uma ilha e outra, propiciado pelos corredores, permitiu a migra√ß√£o de insetos e p√°ssaros polinizadores, fundamentais na dispers√£o de sementes e outros materiais gen√©ticos vegetais, assegurando a manuten√ß√£o da diversidade.

Os bosques de caf√©, desde sua implanta√ß√£o, mostraram ainda cumprir n√£o apenas fun√ß√£o ecol√≥gica, mas desempenharam ainda importante papel econ√īmico para a popula√ß√£o do Pontal. Al√©m do cultivo de caf√©, a produ√ß√£o de culturas anuais como o feij√£o e a ab√≥bora, plantados entre um fragmento e outro de floresta, trouxeram incremento √† renda dos agricultores da regi√£o.

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edi√ß√Ķes Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de S√£o Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunica√ß√Ķes e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Respons√°veis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conte√ļdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br