ISSN 2359-5191

15/04/2010 - Ano: 43 - Edição Nº: 05 - Economia e Poltica - Hospital Universitário
Procedimento de cicatrização do HU é implantado em outros hospitais

São Paulo (AUN - USP) - Hospitais públicos de Londrina, Barretos e São Paulo já estão utilizando o método de tratamento de feridas com vácuo desenvolvido por pesquisadores da USP. Ele acelera a cicatrização e diminui o tempo de internação dos pacientes com queimaduras, úlceras graves, escaras ou seqüelas de acidentes.

A técnica consiste em colocar uma espuma comum de poliuretano sobre a ferida, selada com película adesiva. Essa espuma é conectada, através de um tubo plástico, ao reservatório de drenagem e à bomba de vácuo. A pressão drena o edema, estimula o fluxo sanguíneo no local e atrai as bordas da ferida para o centro.

O sistema já existia comercialmente nos Estados Unidos desde o início dos anos 90, mas nos hospitais brasileiros, por causa da patente estrangeira, tinha um custo médio de seis a oito mil reais por semana de tratamento. Agora, ele passa a custar por volta de trinta reais. A pesquisa começou há dois anos por iniciativa do médico do HU, doutor Fábio Kamamoto, e do professor da Escola Politécnica José Carlos de Moraes. Segundo Kamamoto, o barateamento foi possível graças à ideia de utilizar própria de rede de aspiração dos hospitais para gerar o vácuo no curativo. A quebra do monopólio norteamericano também foi um fator importante.

A equipe comemorou a descoberta. Para Kamamoto, ver que a pesquisa na universidade resulta em uma aplicação prática benéfica para a sociedade prova que o imposto dos contribuintes está sendo bem investido e estimula novos trabalhos.

O pedido de patente já foi solicitado e, apesar de a finalização do processo levar de oito a cinco anos, o produto está sendo comercializado pela Ventrix, empresa de soluções médicas. A aplicação correta da técnica pode ser aprendida nos treinamentos gratuitos ministrados mensalmente pelo próprio Kamamoto no Hospital Universitário da USP. O curso tem vaga para quarenta pessoas e as inscrições podem ser feitas através do site do HU (www.hu.usp.br). O médico também criou o e-mail curativo@hu.usp.br para responder a dúvidas.

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edições Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br