ISSN 2359-5191

07/07/2010 - Ano: 43 - Edição Nº: 47 - Saúde - Estação Ciência
Museu da USP recebe mostra de ciência internacional

São Paulo (AUN - USP) - A exposição Epidemik, originalmente desenvolvida na Cité des Sciences et de l??Industrie/Universcience de La Villette, em Paris, ocorrerá de 2 de julho a 26 de setembro na Estação Ciência, da USP. Trata-se de um projeto ousado sobre epidemias mundiais, que aborda tanto aspectos históricos como questões e problemas de saúde pública atuais. A exposição conta com elementos tecnológicos, que estimulam o interesse e a participação dos visitantes.

O projeto obtém apoio institucional da USP, através de um convênio com a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da universidade, que cedeu o espaço da Estação Ciência para a exposição.

A primeira parte da mostra consiste em um panorama histórico, com imagens, documentos, fotografias e reportagens sobre as epidemias no mundo. Além disso, há também depoimentos de pessoas relacionadas às crises epidêmicas ?? como pacientes, médicos e familiares ?? que descrevem o convívio com as doenças. Todo esse conteúdo será apresentado de maneira dinâmica, com projeções, áudios, entre outros atrativos didáticos. Segundo o diretor da Estação Ciência, Helio Dias, houve um grande envolvimento de especialistas em educação e em museologia. Ele ressalta que, antes da inauguração, será feito um trabalho educativo em relação aos monitores, que passarão por um treinamento aprofundado para a devida orientação do público.

Outro diferencial de Epidemik será um jogo interativo, uma espécie de videogame gigante que simula situações como a gripe aviária, em Cingapura, a malária e a AIDS, na África e na Ásia, e a dengue, no Rio de Janeiro. O jogo é em tamanho real e os participantes pisam no tabuleiro virtual para acompanharem seus estados de saúde, que variam de acordo com as medidas preventivas tomadas.Para Dias, uma das razões que desestimulam as visitas em museus de ciências é a falta de renovação de acervo ou de uma programação mais dinâmica, com mais exposições temporárias e variadas. A Epidemik, assim, será uma experiência nova e diferente para os visitantes do museu. ??Ganhamos a oportunidade de trazer ao público uma exposição de altíssimo nível, não só de conteúdos, mas também na forma de apresentação, desenvolvida em um dos mais modernos e visitados museus da França.?, conclui.

Além das atrações e do acervo trazidos da Europa, a exposição no Brasil contará com a adaptação de conteúdo à realidade do país, com materiais sobre dengue, meningite, Aids, tuberculose, doença de Chagas e febre amarela, entre outras informações sobre educação e saúde pública relativas a casos brasileiros, desenvolvidas pela Fundação Oswaldo Cruz, com o apoio do Instituto Butantan.

Epidemik ocorrerá de 2 de julho a 26 de setembro, de terça a sexta-feira, das 8 às 18horas. A exposição é acessível a portadores de necessidades especiais e a pessoas com deficiência auditiva.

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edições Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br