ISSN 2359-5191

09/12/2010 - Ano: 43 - Edição Nº: 116 - Ciência e Tecnologia - Estação Ciência
USP faz parceria com Estação Ciência para Ano Internacional da Química
Atividades monitoradas para o primeiro semestre e exposição durante o segundo fazem parte da divulgação do evento mundial pelas duas instituições

São Paulo (AUN - USP) - A parceria firmada entre o Instituto de Química (IQ) da USP e a Estação Ciência, órgão subordinado à Pró-reitoria de Cultura e Extensão, preveem para 2011 uma série de exposições e oficinas monitoradas para comemorar e divulgar esse evento mundial promovido pela Unesco e pela Iupac (União Internacional de Química Pura e Aplicada).

Tendo obtido resultados positivos na parceria que fizeram no último mês de outubro, o IQ e a Estação Ciência renovam suas forças o ano que vem, agora também com dinheiro vindo de edital específico do CNPq. ? o que declara o professor Guilherme Marson, responsável pelos assuntos do Ano da Química no IQ.

Segundo Marson, ??a Estação entra com o know-how e com monitores e o IQ envia alguns de seus graduandos para apoio?. Como reflexo do sucesso da última experiência, Marson exemplifica com os quatro monitores que decidiram trabalhar voluntariamente no projeto, ??tamanho foi seu interesse?.

Ainda sem um cronograma de experiências definidas, Marson afirma que as escolhidas deverão se enquadrar em quatro critérios: ??serão experimentos que sejam inofensivos, que não gerem resíduos problemáticos para o meio ambiente, que utilize coisas usadas diariamente e que possam ser apresentados de maneira acessível?. Como o público alvo é, de acordo com Marson, ??qualquer pessoa que tenha algum interesse ou curiosidade por Química?, o professor demonstra estar ciente de algo bastante importante: ??fazer uma adequação de linguagem durante a apresentação.?

Dentre os exemplos de experimentos que a equipe estuda realizar, o professor cita um em que se utiliza suco de repolho roxo como indicador de acidez, transformando a coloração para vermelho quando tende ao ácido e para o verde quando tende ao alcalino. Essa experiência foi recentemente feita pelo professor e acompanhada pela equipe do suplemento Folhinha do jornal Folha de S. Paulo para divulgação de vídeo em seu portal da internet.

Outra experiência estudada é que busca provar a solubilidade de dióxido de carbono em água. Quando se coloca um reagente específico em água para mostrar a presença desse gás, a água muda de cor. No entanto, quando aquecida, essa água volta a ser incolor, pois libera o gás para a atmosfera. Isso, segundo o professor, é uma prova de como o aquecimento global faz com que seja liberado mais dióxido de carbono pela água aquecida de oceanos e mares que de florestas. ??Mas tudo isso é explicado a quem assiste: não fazemos apenas um show, mas tentamos fazer uma conexão com o mundo real.?

??Estamos vivendo um momento importante de interesse em se divulgar a Química para a sociedade?, afirma Marson. A parceria entre a infraestrutura e o apoio técnico da Estação Ciência com o conteúdo das atividades elaboradas pelo IQ só devem trazer ainda mais resultados positivos a esse momento. Apesar do interesse de todos no público, ??o feed-back das crianças é impagável?, encerra Marson, ??elas nem piscam?.

A Estação Ciência fica na Rua Guaicurus, 1394, em São Paulo, próxima ao Terminal da Lapa e à Estação Lapa de trem. Para contato, ligar para o número (11) 3673 7022 ou entrar no site www.eciencia.usp.br.

Leia também...
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br