ISSN 2359-5191

22/12/2010 - Ano: 43 - Edição Nº: 125 - Ciência e Tecnologia - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Laboratório da Veterinária da USP é referência mundial em estereologia

São Paulo (AUN - USP) - O Laboratório de Estereologia Estocástica e Anatomia Química (LSSCA) é referência mundial, quando o assunto é estereologia aplicada na quantificação e análise de partículas de interesse médico e biológico. O laboratório, criado em 2005, pertence ao Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP.

A estereologia é uma ciência que permite a análise de imagens em três dimensões (largura, comprimento e profundidade), e até mesmo quatro, considerando o fator tempo. Diferentemente dos métodos tradicionais, que consideram apenas duas dimensões (morfometria). Com isso é possível que se seja estimado o número total de objetos, e qual o volume que eles ocupam, o que torna o método muito mais preciso e confiável.

Segundo Antonio Augusto Coppi, docente responsável pelo laboratório, a grande vantagem da estereologia, em relação à morfometria, é exatamente o fato de uma análise considerando-se as quatro dimensões ser muito mais profunda, com possibilidade de se observar fatores como volume, número e conectividade, entre outros. Em duas dimensões nota-se apenas o superficial, ??sem noção do que pode ter em baixo?, completa. Além disso, tem-se também o fator tempo, que permite a análise de um certo intervalo e assim uma maior facilidade no sentido de se realizar uma amostragem.

Ação do LSSCA
O laboratório, que é o único membro da América do Sul na Sociedade Internacional de Estereologia, atualmente conta com 15 membros. Ele tem como objetivo a qualificação de pesquisadores, além da publicação de artigos científicos e da participação em projetos de pesquisa, dando apoio a outras instituições que necessitem da utilização do método de estereologia.

De acordo com Coppi, a ação do laboratório se baseia em três aspectos básicos. ??A gente procura contemplar o tripé da universidade, que é ensino, pesquisa e extensão?, afirma. Ensino através dos programas de treinamento, pós-graduação e iniciação científica oferecidos, pesquisa pelo apoio fornecido a outros laboratórios em estudos em que a aplicação da estereologia é necessária, e extensão, através de palestras e cursos ministrados em outras localidades, até mesmo no exterior.

Um exemplo de como se dá a ação do LSSCA no campo da pesquisa, foi a participação do laboratório em um estudo realizado em conjunto com a Universidade Federal do Ceará (UFCE) e do Centro de Saúde Global da Virgínia (EUA). Nele ficou comprovado que glutamina e zinco protegem contra efeitos da desnutrição. O papel do LSSCA no estudo foi analisar, através da estereologia, os cérebros dos animais utilizados no estudo, e com isso comprovar que os filhotes desnutridos que foram suplementados com as duas substâncias apresentaram melhora em sua função cognitiva.

Aqueles que se interessarem em participar dos programas de treinamento, pós-graduação e iniciação científica oferecidos pelo LSSCA devem entrar em contato pelo telefone (11) 3091-1214. Mais informaçõe podem ser conseguidas através do site http://www2.fmvz.usp.br/lssca/ ou pelo email guto@usp.br.

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edições Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br