ISSN 2359-5191

24/11/2011 - Ano: 44 - Edição Nº: 109 - Sociedade - Centro de Preservação Cultural
Projeto infantil que une pintura e música erudita vira exposição

São Paulo (AUN - USP) - Não existe idade certa para entrar no mundo das artes; na verdade, aqui, quanto mais cedo melhor. Partindo desse princípio, o Centro Mario Schenberg de Documentação da Pesquisa em Artes da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e o Centro de Preservação Cultural (CPC-USP) desenvolveram em conjunto a exposição Brincando com Arte, em cartaz até dia 9 de dezembro no CPC / Casa de Dona Yayá ?? espaço localizado no bairro da Bela Vista, em São Paulo. Inaugurada no último mês de outubro, a mostra exibe cerca de 50 desenhos e pinturas feitos por crianças entre 7 e 12 anos de idade que revelam a diversidade do universo desses pequenos artistas na interpretação de suas experiências cotidianas.

Os trabalhos selecionados foram todos produzidos por alunos participantes do projeto homônimo (ateliê Brincando com Arte) realizado desde 1993 como um dos núcleos do Projeto Criatividade, orientado pelo próprio Centro Mario Schenberg. O grupo, voltado para o desenvolvimento da capacidade criativa das crianças, atende hoje cerca de 500 integrantes com o intuito de somar a experiência estética à capacidade de humanizar e educar.

Antes de começar a produção específica desta mostra, as crianças foram instruídas a representar desenhos relacionados ao tema Viagem à Itália ?? temática escolhida para acompanhar as comemorações do momento Itália/Brasil 2012. ??Nossa proposta, não só com essa exposição, mas com todo o projeto, é a de realizar um exercício bastante completo para fazer aflorar a criatividade e a reflexão das crianças. Nos desenhos elas idealizam viagens, mostram a maneira peculiar de cada uma de enxergar as cidades, as pessoas. Isso faz com que elas sintam a liberdade dessa esfera artística?, disse a curadora da mostra, professora Elza Ajzenberg.

Um dos grandes diferenciais do projeto é que todas as atividades foram acompanhadas por música clássica. Enquanto se divertiam com os pincéis, as crianças recebiam os sons de Bach, Mozart, Vivaldi e Villa-Lobos. ??Desenvolvemos essa ideia com base nos conceitos de Kandinsky de relação entre cor e som. Em um dos exercícios que fizemos, por exemplo, as crianças pintavam acompanhando o ritmo das músicas. Isso abre as possibilidades dos campos, incentiva a interatividade artística, motiva a reflexão. E observamos resultados claros. Recebemos depoimentos de professores que tem mais contato com elas dizendo que notaram um aumento na concentração em sala de aula também em outras disciplinas?, completou Elza.

Para dialogar com os trabalhos dos alunos, estão expostos também quadros do artista plástico Percival Tirapeli, titular em Arte Brasileira na Universidade Estadual Paulista (Unesp). Pioneiro no uso da xerografia, Tirapeli participou de Bienais Nacional e Internacional de São Paulo e já realizou exposições individuais em galerias de diversas cidades ao redor do mundo. Também tem algumas de suas obras presentes em acervos de renomadas instituições como, por exemplo, no Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC), na Pinacoteca do Estado de São Paulo, na Pinacoteca da Prefeitura de Santo André e no Museu de Arte Contemporânea em Florianópolis, Santa Catarina. Segundo a curadora, esse diálogo entre as obras do artista e os desenhos das crianças auxiliou ainda mais no processo de desenvolvimento do projeto, especialmente por que, assim, os alunos tiveram em quem se espelhar em suas criações.

Ainda de acordo com Elza, imaginação, sensibilidade e liberdade foram os principais fatores que marcaram as atividades do projeto, especialmente esta exposição final. Para ela, o projeto deixou emergir, naqueles trabalhos, imagens bastante peculiares vividas pelas próprias crianças, originando uma exposição única - e no mínimo curiosa ?? que funciona como experiência para tentar compreender um pouco mais um universo ingênuo, sonhador e encantador.

Exposição ??Brincando com Arte?
Período: 14/10/2011 a 09/12/2011
Local: Centro de Preservação Cultural / Casa de Dona Yayá (CPC-USP), Rua Major Diogo, 353, Bela Vista, São Paulo, SP
Funcionamento: Segunda a sexta, das 10h às 16h
Ingressos: Gratuito

Leia também...
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br