ISSN 2359-5191

05/06/2000 - Ano: 33 - Edição Nº: 08 - Ciência e Tecnologia - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
FAU projeta barco para levantamento de dados no Litoral

São Paulo (AUN - USP) - A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU-USP) está trabalhando no projeto de um novo barco a ser utilizado pelo Instituto Oceanográfico (IOUSP) para a coleta e catalogação de dados sobre a fauna, flora e a geologia nas 200 milhas do litoral sul do Brasil. A ONU determina que o levantamento seja feito para que o país prova a exploração de toda a potencialidade do litoral. Sem a apresentação de resultados, o Brasil corre o risco de ter seu litoral reduzido para apenas 12 milhas, como a maioria dos países litorâneos.

Também está envolvida no projeto a Engenharia Naval da Escola Politécnica da USP, encarregada da criação do casco e toda parte de hidrodinâmica. O projeto básico do barco, incluindo divisórias internas, cabines e laboratórios, é desenvolvido na FAU.

Com 50 metros de comprimento e 800 toneladas de deslocamento, o barco terá lugar para 19 pesquisadores, quatro cientistas convidados e 19 tripulantes, sendo estes sete oficiais e doze marujos.

O antigo barco do IO-USP, o Prof. Besnar já não pode trabalhar em condições adversas de clima. Os laboratórios flutuantes do Intituto Oceanográfico chegam a enfrentar ondas altíssimas e verdadeiras tormentas, além de terem de ficar vários dias em alto mar. O novo projeto visa justamente criar um barco capaz de ficar até 22 dias em alto mar sem ter de ser reabastecido em alguma plataforma.

Já existe no computador o modelo tridimensional do novo barco, mas ainda é cedo para dizer que aquele é o projeto definitivo. Segundo o líder do projeto na FAU, o professor Júlio Maia, do departamento de Desenho Industrial, todo o sistema de criação obedece a lógica de uma espiral: primeiro são esboçadas as idéias iniciais, depois é estudado o comportamento de cada componente. A cada imperfeição, o projeto é redesenhado e testado, em um vai e vem constante, até que todas as partes entrem em harmonia e funcionem perfeitamente. Só aí o modelo do computador é transformado em maquete.

? a partir da maquete básica que se irá buscar financiamento para a construção do barco. O projeto completo, contendo todos os detalhes, só será conhecido depois da aprovação do estaleiro, que determina a viabilidade da construção.

O projeto sofreu atraso de 20 dias devido a greve, mas a previsão é que a primeira parte seja terminada antes do Natal. No começo de 2001, devem ser buscados recursos e estaleiros. A construção do barco deverá demorar entre um ano e meio e dois anos.

Leia também...
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br