Como a capoeira pode ajudar no combate ao racismo nas salas de aula

Mesmo obrigatório, pesquisador alerta que o ensino das raízes afro-brasileiras segue deficitário nas escolas do país

A crescente onda de ataques aos terreiros de Candomblé no Rio de Janeiro demonstra que o Brasil ainda insiste em retroceder ao período escravocrata. De acordo com a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), foram registradas cerca de 40 denúncias de intolerância religiosa no estado. A entidade aponta, ainda, que o maior número de casos é contra as matrizes africanas.