Documentário Imigrantes

 

Este mini-documentário, realizado como projeto final da disciplina Teorias da Cultura, retrata a interação entre imigrantes de maioria africana e brasileiros a partir da prática da religião muçulmana.

As filmagens foram realizadas em dois locais da região central da cidade de São Paulo e buscaram mostrar as particularidades das dinâmicas dos ritos religiosos em cada espaço.  

Para os alunos, o filme representa também um olhar sobre suas primeiras experiências como observadores dessa dinâmica cultural em particular. A ideia para o trabalho “Imigrantes” surgiu, em primeiro lugar, da curiosidade dos membros do grupo em relação às formas de preservação da cultura original dos refugiados/imigrantes que procuram asilo no Brasil e da interação deles com a cidade de São Paulo.

O primeiro contato do grupo foi uma visita à feira de tecidos de comerciantes africanos na Praça da República. Neste local, conhecemos Abou, que relatou ter vindo do Senegal para o Brasil em busca de oportunidades melhores de trabalho e de vida. Na conversa, identificamos que o islã ocupava uma posição central na vida da comunidade africana muçulmana residente em São Paulo, não só pela dedicação que a religião naturalmente exige dos seus seguidores – como as orações cinco vezes ao dia, os sermões semanais na mesquita e o estudo do Alcorão –, mas também porque dentro de um país estrangeiro, a comunhão e o encontro para celebrá-la adquire um caráter de fortalecimento dos laços entre os indivíduos.

Foi assim que descobrimos a celebração na Praça da República: uma festa a céu aberto que acontece às segundas-feiras onde os senegaleses muçulmanos, em sua maioria, se encontram para celebrar um novo ciclo, o começo de uma de uma nova semana e continuidade da vida, como nos foi relatado. Fazer isso em um local público, de fácil acesso, é uma forma de divulgar a religião e cultura deles.

Abou também mencionou a mesquita do Anhangabaú como um local importante de encontro entre muçulmanos de diversos países da África, por isso, o grupo resolveu visitá-la para assistir a uma cerimônia e conhecer mais pessoas. Nesse ponto, o assunto do trabalho naturalmente se deslocou para a comunidade islâmica africana residente em São Paulo.

A partir desses contatos, decidimos abordar no vídeo dois aspectos que entendemos como complementares: as percepções desses imigrantes sobre a cultura brasileira/paulistana e as formas de prática de suas tradições religiosas na cidade. Para exemplificar a dinâmica de troca entre as duas culturas brasileira-africana, entrevistamos também mulheres brasileiras revertidas ao islã.

Por ter caráter documental, as opiniões expressas pelos entrevistados não necessariamente estão de acordo com as opiniões dos realizadores do filme. Todos os direitos reservados.

Alunos:

Jussicleya Maria Silva Luchessi
Larissa Maine
Maira Key Takiy
Mariana Marcondes
Mariane Xavier
Marcelo Félix
Paulo Emilio Pucci

Locais de gravação:

- Praça da República / Rua Barão de Itapetininga, Centro - São Paulo.

- Mesquita Bilal Al-Ghabash / Rua Falcão Filho, 151 - Anhangabaú, São Paulo
 

Matéria:

Teorias da Cultura

 

Professor:

Prof. Dr. Dennis de Oliveira

 

Alunos:

Jussi Maria

Larissa Maine

Maira Key Takiy

Mariana Marcondes

Mariane Xavier

Marcelo Félix

Paulo Emilio Pucci

Português, Brasil