I Colóquio de Metodologías Participativas en Cultura, Comunicación, Territorio y Movimientos Sociales

 

No dia 20 de Outubro foi realizado no CELACC o I Colóquio de Metodologias Participativas en Cultura, Território e Movimentos Sociais. Com a participação de pesquisadores do Brasil e Colômbia, que discutiram os limites e possibilidades das metodologias participativas. 

Entre os conferencistas presentes estavam Andrea Neira e Tatiana Gutierrez, coordenadora  e docente do Departamento de Educação e Desenvolvimento da Universidade Uniminuto de Bogotá na Colômbia. Ambas apresentaram seu estudo intitulado Puntadas sobre la experiencia de un centro de investigación-acción. Luis Alfredo Rodriguez e Jairo Bejarano apresentaram o artigo Las lógicas dominantes en los repertorios de acción colectiva de la ciudad de periferia: Una lectura en clave de hábitat desde la propuesta de la Central Nacional Provivienda en Colombia, que discutiu o papel da Senaprov na luta pelo direito à moradia da classe trabalhadora em Bogotá. Gérman Cortes Millán docente da Universidad Externado de Bogotá apresentou o trabalho Acción colectiva intercultural. Reflexiones metodológicas desde y con el movimiento Congreso de los Pueblos (Colombia). 

Dennis Oliveira e Fabiana Félix Amaral e Silva apresentaram o artigo Metodologias participativas na análise de experiências de movimentos sociais nas periferias latino-americanas. Esse texto apresentou uma prévia das pesquisas do Projeto FAPESP Movimentos Sociais, cultura, comunicação e território na América Latina.

A pesquisadora Ceres Santos discutiu suas pesquisas do doutorado no artigo Pesquisa ativista e a comunicação de Ong’s de mulheres negras brasileiras. Guillermo Gumucio, docente da Universidade Mogi das Cruzes - UMC Descaso e deterioração do lugar de memória no caso da Chacina da Candelária no Rio de Janeiro e Maíra Carvalho de Moraes discutiu seu artigo A Sistematização de Experiências na prática: a pesquisa sobre a história da ocupação o bairro Vila Operária III em Guarulhos, SP.

Em comum, os artigos apresentaram novas abordagens metodológicas, que desconstroem a separação entre pesquisador e "objeto". As metodologias participativas enfatizam a necessidade de participação das comunidades no trabalho de pesquisa, em um intenso diálogo entre teoria e prática. Dentre os autores discutidos estavam Oscar Jara Holiday, Orlando Fals Borda, Archila, e diversos outros autores que procuraram expandir os estudos sobre metodologias participativas e investigação-ação. 

Todos os participantes enfatizaram a necessidade de uma base teórico-metodológica sobre movimentos sociais, especialmente nos trabalhos de Maria Glória Gohn, Dennis Oliveira e sobre o espaço com Milton Santos, David Harvey para auxiliar nas metodologias participativas.

Os artigos serão publicados na Revista Extraprensa e as falas do Colóquio serão divulgadas no canal do CELACC no youtube.

 

 

Português, Brasil