ROTEIROS DE VISITAÇÃO

O CienTec-USP é um órgão vinculado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo, tendo como objetivo proporcionar para a população a realização de atividades de cultura e lazer da melhor qualidade. Com um aprendizado espontâneo, por meio de programas educacionais orientados, e num ambiente privilegiado e circundado por mata nativa, o Parque oferece uma alternativa moderna para o aprendizado da ciência, da tecnologia e da cultura humanística em geral.

Obs.: As visitas serão realizadas de terças-feiras a sextas-feiras e excepcionalmente nos outros dias da semana.

Os agendamentos devem ser feitos pelo telefone: (11) 5077-6312.

As atividades são divididas nos blocos abaixo, todos com duração aproximada de 3 horas.

Agendamentos 2011 Atualizado em 03/11.

Agendamentos 2010

ATRAÇÕES OFERECIDAS
:: NAVE MÁRIO SCHENBERG (SISTEMA 3D FIXO)

Com o intuito de criar uma atividade inovadora, a equipe do LSI, especializada em desenvolvimento de soluções para aprendizagem e de ambientes em Realidade Virtual entre outros, montou uma equipe multidisciplinar para criar, implementar, testar e instalar um espaço diferenciado onde um grupo de aprendizes irão viver uma "aventura no espaço". O interior da nave, batizada de Nave Mário Schenberg, foi criado cenograficamente para proporcionar uma maior imersão do ambiente projetado, com o painel frontal da nave e seis estações interativas de controle totalmente interconectadas, incluindo uma projeção estereoscópica do Celestia, animações em três dimensões, filmes, sistemas de interação e jogos interativos.

A Nave encontra-se em um prédio do Parque CienTec, especialmente remodelado para abrigá-la. Foi elaborado um roteiro da atividade proposta que consiste numa missão espacial, quando o grupo de aprendizes vai pilotar uma nave espacial com o objetivo de salvar uma população que vive num planeta distante e que está sendo ameaçada pelo seu sol prestes a explodir.

A Nave terá 4 sessões diárias, com sessões às 8h30, 10h30, 13h30 e 15h30. A duração é de 50 min. Faixa etária indicada: de 8 a 14 anos. Adolescentes e adultos também podem participar. A Nave comporta 22 pessoas, no máximo.

:: GRUTA DIGITAL (SISTEMA 3D MÓVEL)

O objetivo da Gruta Digital é criar um espaço de realidade virtual, com projeção estereoscópica, ou seja, duas imagens são projetadas, simulando o princípio da visão tridimensional. Com o uso de óculos especiais e o som estéreo, o resultado é uma sensação de imersão

Constitui parte do conjunto de itinerância do Parque CienTec, com a finalidade de atingir escolas da periferia e de outras cidades do Estado.

Os temas que já estão finalizados para uso no sistema permitem viajar num ambiente virtual em um vôo sobre o Rio de Janeiro, viajar no universo entre os planetas e as estrelas, e mergulhar em uma molécula.

A Gruta, terá 4 sessões diárias, com sessões às 8h30, 10h30, 13h30 e 15h30. A duração é de 50 min. Faixa etária: acima de 8 anos.

:: ALAMEDA DO SISTEMA SOLAR

Conjunto de esculturas artísticas ilustrativas que representam o Sistema Solar completo, a Lua, a Terra em três períodos geológicos diferentes, estrutura interior do Sol e da Terra.

A Alameda do Sistema Solar tem duração aproximada de 30 minutos. É oferecida aos alunos do ensino fundamental, médio e também ao público em geral.

Grupos superiores a 30 pessoas, serão divididos em duas turmas.

:: EXPOSIÇÃO DE MATEMÁTICA

A Exposição Interativa de Matemática é um réplica da Exposição Permanente de Matemática da Estação Ciência. São cerca de 100 experimentos, baseados na Exposição Francesa Maths 2000 (Museu Cité des Sciences et I'Industrie La Villette, Paris) e complementados com apoio do Instituto de Matemática e Estatística da USP. Todos os experimentos são interativos, o que convida o visitante a explorar e pensar os fundamentos da matemática, confrontando-os com aspectos do cotidiano e com outras áreas como, por exemplo, estimar a quantidade de votos de uma eleição.

É uma atividade para todas as idades, pois se trata de um conjunto de experimentos em diferentes mesas, sendo que cada mesa tem conteúdos que atendem uma diferente faixa etária ou complexidade.

Tem duração de 1 hora e grupos superiores a 30 pessoas, serão divididos em dois.

:: MINI BACIA HIDROGRÁFICA COM VERTEDOUROS

Conheça o belíssimo lago do Parque de Ciência e Tecnologia, o qual é abastecido por nascentes do riacho do Ipiranga. O nome "Parque Estadual das Fontes do Ipiranga" é devido às nascentes deste riacho. Nestas margens, foi declarada a Independência do Brasil (o grito de Independência).

Neste local são abordados diversos assuntos: ciclo da água, fauna e flora do parque, histórico da região, a importância da qualidade da água na vida cotidiana entre outros. Esse roteiro abrange a interdisciplinaridade entre várias áreas da ciência, trabalhando a educação ambiental de uma forma diferente, com discussões críticas.

Em breve, teremos novas atividades dentro desta área.

A mini bacia hidrográfica com vertedouros tem duração de 40 a 60 minutos. A atividade é voltada para ensino fundamental, médio e público em geral. O número máximo por visita, é de 40; e grupos superiores a 30 pessoas, serão divididos em dois.

Clique a seguir para ver vídeos da nascente: Vídeo 1 (247 Kb) / Vídeo 2 (279 Kb) / Vídeo 3 (127 Kb)

:: ESPAÇO GEOFÍSICA

É uma aula sobre Geofísica, sobre a estrutura interna do Planeta Terra, sua dinâmica (planeta vivo, com Terremotos, Tsunamis e Vulcanismo) e um breve relato sobre as atividades desenvolvidas pelo Geofísico, incluindo-se o mercado de trabalho para o Geofísico, principalmente na prospecção de petróleo no pré-sal.

Tudo será apresentado através de filmes e imagens, usando-se programas didáticos no computador. Em especial, o Seismic (Terremotos no mundo, desde 1.960), Ondas Sísmicas (SW), Terremoto da Sumatra em 2004 com 300 mil mortos, Prospecção de Petróleo, A Deriva Continental, A Deriva Continental e a Tectônica de Placas.

Ao final, apresentação do sensor de vibrações e do sismógrafo digital, onde o aluno pode provocar um terremoto e ver como é registrado instrumentalmente.

A visita ao Espaço Geofísica tem duração média de 1h20. A atividade é voltada para alunos a partir da 6ª série, universitários e público em geral. O limite é de até 45 pessoas por sessão e, quando se tratar de escolas, é obrigatório que os alunos já tenham estudado “Deriva Continental” e a “Tectônica de Placas”.

Em breve disponibilizaremos a palestra usada no Espaço Geofísica.


Espaço Geofísica numa escola em São Paulo, em maio de 2009.
Clique nas fotos para ampliá-las.
:: ESTAÇÃO METEOROLÓGICA

Apresentação de audiovisual no auditório mostrando:

• Meteorologia e seus objetivos;
• Equipamentos e instrumentos usados para observar e medir a atmosfera;
• Formação de nuvens e fenômenos por elas produzidos;
• Tempestades, relâmpagos e trovões, granizo, tornados e furacões.

Visitas ao Cercado Meteorológico (externo) com instrumentos que ali se encontram e à sala de observações (interna), com demais instrumentos.

O limite é de até 40 pessoas e, quando se tratar de escolas, exige-se a presença de 2 professores ou monitores.

Observações:
• Não haverá audiovisual para grupos com menos de 10 pessoas.
• Havendo precipitação (chuva) no dia da visita, o item 2 poderá ser suspenso.

:: ESPAÇO ASTRONOMIA

São abordados os seguintes tópicos:

• Apresentação
• Visita ao telescópio
• Observação do Sol (se as condições atmosféricas permitirem)
• Bate-papo sobre temas astronômicos: origem do universo, sistema solar, estrelas e constelações, etc.

O limite é de até 40 pessoas e, quando se tratar de escolas, exige-se a presença de 2 professores ou monitores.

:: BRINQUEDOS DE FÍSICA

Como aprender Física, sem aquele trauma que todos nós temos com esta ciência? Optamos pela interação alunos & equipamentos, que chamamos de brinquedos, pois o aluno literalmente brinca com eles, aprendendo conceitos físicos de dinâmica, estática, eletricidade, eletromagnetismo, ótica, hidráulica, etc. São cerca de 40 experimentos, em 2 andares distintos. Todos os experimentos são interativos, o que convida o visitante a explorar e a pensar os fundamentos da física, acompanhados por um ou mais estagiários da USP.

A atividade é indicada para alunos a partir do 5° ano, pois sempre é possível ajustar o experimento à faixa etária.

Tem duração de 1 hora, para grupos de até 40 alunos.

:: ENERGIAS ALTERNATIVAS

Nesta atividade, são apresentadas as energias alternativas, como a Solar, Eólica, Mecânica, etc.

Como converter energia mecânica (você no simples ato de pedalar uma bicicleta) em energia elétrica (acender uma lâmpada, por exemplo), é um dos brinquedos existentes nesta atividade. Esse roteiro abrange a interdisciplinaridade entre várias áreas da ciência, trabalhando a educação ambiental de uma forma diferente, com discussões críticas.

Energias Alternativas tem duração de 45 a 60 minutos. A atividade é voltada para o ensino fundamental, médio e público em geral. O número máximo por visita, é de 40; e grupos superiores a 50 pessoas, serão divididos em dois.

:: LABORATÓRIO DE ÓPTICA - OFICINA DE FOTOGRAFIA COM LATAS

Oficina em que é mostrado o princípio da fotografia através da câmara de orifício. É apresentada uma breve introdução do processo de formação de imagens na câmara escura e do registro da imagem no papel fotográfico. Após esta apresentação cada aluno poderá tirar uma foto com uma máquina fotográfica construída com lata de tinta e acompanhar o processo de revelação em um laboratório.

O Laboratório de Ótica tem duração aproximada de 2 horas. É voltada para alunos a partir da 5ª série, universitários e interessados em geral.

O manual "Fotografia com Latas" pode ser baixado AQUI. (1,21Mb em PDF, requer Acrobat Reader ou similares)

:: LABORATÓRIO DE ÓPTICA - INVESTIGANDO O OLHO HUMANO

Consiste em uma oficina em que é mostrado o princípio da formação de imagens por refração utilizando experimentos simples que visam o entendimento da formação de imagens pelo olho humano.

Nesta oficina são abordados os seguintes tópicos:
• Breve introdução teórica do processo de formação de imagens por refração;
• Formação de imagens pelo olho humano;
• Os defeitos da visão e como corrigi-los com o auxílio de lentes;
• Funcionamento de determinados instrumentos ópticos;
• Simulação da correção de um olho míope com experimentos práticos.