logotipo do Claro!

Contato imediato com o desconhecido

Por Lidia Capitani

Era outubro de 1977 quando a população da pequena ilha de Colares, no Pará, presenciou estranhos fenômenos. O povo começou a relatar ataques de luzes que vinham do céu, perseguiam-nas e colhiam seu sangue. A médica da cidade, Dra. Wellaide, recebia pacientes reclamando de fraqueza, paralisia e pequenas queimaduras de radiação, porém, continuava cética, até que duas mulheres vieram a óbito. A população estava apavorada por causa do ‘chupa-chupa’, como chamaram o raio de luz. O prefeito e algumas famílias fugiram com medo dos ataques. Jornalistas e a Força Aérea foram acionados, e assim começou a Operação Prato, um dos maiores fenômenos estudados pela ufologia brasileira.

O inesperado veio em dezembro, quando a Operação foi abortada pelo governo militar e os arquivos foram classificados como confidenciais por mais de 20 anos. Até que, em 1997, Uyrangê Hollanda, comandante da operação, deu entrevista aos editores da revista UFO, revelando tudo. Em outubro do mesmo ano, Hollanda foi encontrado morto em seu quarto por asfixia, mas ainda restam dúvidas se a morte teria sido acidental, suicídio ou homicídio.

Esse e outros mistérios são estudados sob diversas óticas dentro da ufologia. Desde vertentes mais científicas e históricas, até espiritualistas e filosóficas.

Já ouviu falar sobre os Antigos Astronautas e o Paleocontato? André de Pierre é historiador e explica que o Paleocontato consiste na ideia de que extraterrestres já visitaram a Terra na Antiguidade, e, segundo escritos antigos, teriam sido considerados deuses por algumas civilizações.

Segundo André de Pierre, os egípcios, por exemplo, teriam aprendido com suas divindades as faculdades da filosofia, da música, da magia, e a escrita egípcia. Já os escritos sumérios relatam a existência de reis que viviam idades sobre-humanas, como Alulim, que governou Eridu por 28.800 anos.

O historiador ainda ressalta que há citações na literatura indiana sobre aeronaves chamadas Vimanas. Na chinesa, há especulações sobre seu fundador Fu Xi, ao qual se atribui a invenção da escrita, da caça, da pesca e do sistema de trigramas e hexagramas do Livro das Mutações. A disposição dos hexagramas de Fu Xi é idêntica ao sistema de números binários utilizado atualmente na matemática moderna.

A escala Hynek, a mais utilizada por ufólogos, classifica os tipos de contatos imediatos entre humanos e aliens contato de primeiro grau (avistamento de ovnis), segundo grau (avistamento e marcas físicas), terceiro grau (contato com seres), quarto (abdução) e quinto (contato psíquico), sexto (quando há mortos ou feridos) e sétimo (contato sexual).

Juliano Pozati é um dos que dizem já ter experimentado o contato imediato de quinto grau. Em sua experiência, seres disseram que sua missão era divulgar o conceito de expansão da consciência, para alertar os humanos de que fazemos parte de uma família universal, como já afirmou Chico Xavier em 1971 no programa Pinga Fogo. É diretor do documentário No Meio de Nós (2017) e atualmente realiza uma pesquisa sobre os contatos mentais com outros seres inteligentes, em que até agora conseguiu 501 respostas.  

Ovnis, aliens, raios de luz, abduções, agroglifos e contatos imediatos sem dúvida formam campos de pesquisa misteriosos e que geram muita curiosidade. Quer saber mais? Há muitos documentários, revistas, arquivos oficiais e casos que você pode pesquisar sobre. Seguem vídeos e links de referências para matar a curiosidade:

 

Documentário No Meio de Nós

 

Programa Pinga Fogo com Chico Xavier (52:30)

 

Pesquisa No Meio de Nós

 

Blog do André Pierre

http://andredepierre.com/2016/01/contatos-extraterrestres-descritos-nas-antigas-escrituras-2/

 

Entrevista Uyrangê Hollanda

 

Revista UFO

http://ufo.com.br/home

 

Documentos oficiais

http://www.ufo.com.br/servicos/documentos/1

 

Casos:

Caso de Varginha, Operação Prato, Noite Oficial dos UFOS, Antônio Villas Boas, Fotos de Almiro Baraúna, Caso Onílson Patero

 

O suplemento Claro! é produzido pelos alunos do 3º ano de graduação em Jornalismo, como parte da disciplina Laboratório de Jornalismo Impresso III.

Tiragem impressa: 8.000 exemplares

Expediente

Contato

Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, Bloco A.

Cidade Universitária, São Paulo - SP CEP: 05508-900

Telefone: (11) 3091-4211

clarousp@gmail.com