Destaques

Projeto Remama ganha barco-dragão

Data: 09/10/17

No dia 3 de outubro, o Projeto Remama apresentou e batizou uma nova embarcação oficial para competições de remo, o barco-dragão. O projeto é realizado desde 2013 pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e pela Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em parceria com o Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo (Cepeusp) e com a participação da EEFE-USP. É inspirado em um movimento mundial de superação da doença por meio do esporte. A iniciativa busca minimizar a reincidência da doença em virtude do aumento da resistência física e melhora do sistema imunológico. Para completar, resgata a qualidade de vida das mulheres, estimulando a interação social e elevando a autoestima. 

 

 

A aquisição do barco-dragão, que veio da China, foi patrocinada pela Associação para a Educação, Esporte, Cultura e Profissionalização da Divisão de Reabilitação do Hospital das Clínicas e vai permitir o aumento no número de vagas no programa. Além disso, credencia a equipe a participar de um movimento com mulheres em recuperação que promove competições internacionais em barcos-dragão.

 

 
A cerimônia, que marcou também o lançamento das ações do Outubro Rosa no Estado [campanha de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama], contou com a presença do governador Geraldo Alckmin; do diretor da EEFE Valmor Tricoli, dos docentes Patrícia Chakur Brum e José Alberto Aguilar Cortez, do diretor do Icesp, Paulo Hoff; da secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella; do pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da USP, Marcelo de Andrade Roméro; da coordenadora médica do serviço de reabilitação do Icesp, Christina May Moran de Brito; entre outros convidados.
 
 
 
 
 
---