livre-docência

imago loquens, tacens poesis: entre as artes na antiguidade

paulo martins

PARTE 1 - IMAGO LOQUENS, TACENS POESIS

1. Descontinuidade da arte clássica ou a multiplicidade visual clássica

2. O caminho para o movimento na escultura.

a. Fídias, Lisipo, Míron, Policleto, Praxíteles

b. A questão das afecções: Páthos e éthos

3. Critérios da elocução e da disposição visual: a ética da imagem

a. Realismo e idealismo.

b. Público e privado.

c. Marcas da elocutio.

i. Virtus e uitium

d. A Physiognomonia

4. Modelo e ausência de modelo

a. Páuson, Polignoto, Dionísio e Zêuxis.

b. Alexandre e Lisipo

c. Augusto e Otaviano: o mesmo e outro

d. Ius Imaginum: Políbio e os funerais patrícios: uma migração da imagem

e. Fayoum: o privado e o público

5. Parataxe, Hipotaxe e Sintaxe da imago

a. Parataxe

b. Hipotaxe

c. Sintaxe

6. Ékphrasis/Euidentia e Phantasiai: Aristóteles, De anima

PARTE 2 - INTERSECÇÕES E HOMOLOGIAS

1. A imago precária de Platão: Sofista e República

2. Vt pictura poesis: Horácio

a. Ad Pisones

b. Ode, 4,15

3. Vt pictura elegia: Propércio

a. Elegia 2,12 - pintura do Amor

b. Elegia, 2,31 - arquitetura da imaginação

4. Vt pictura rhetorica

a. Cícero: De iuentione, Livro II

b. Quintiliano: Quintiliano, livro XII

5. Vt pictura epica

a. O símile e a alegoria na Eneida e um intaglio do MFA: Augusto/Netuno.

b. Ékphrasis e Teoria do Conhecimento: Eneida, canto 1.


pesquisador

  • prof.dr.paulo martins