Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Blog da USP - 26/10/2016 - Imprimir Imprimir

Professora da Poli, Monica Porto, é agraciada com o título “Eminente Engenheira do Ano”

É a primeira vez que o título é concedido pelo Instituto de Engenharia a uma mulher

profa Monica Porto_FotoMarcosSantos030

Monica é especialista na área de Recursos Hídricos e, atualmente, exerce o cargo de secretária-adjunta da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo

A professora da Escola Politécnica (Poli) da USP, Monica Porto, foi selecionada como “Eminente Engenheira do Ano” pelo Instituto de Engenharia, uma sociedade civil sem fins lucrativos localizada na cidade de São Paulo.

Nos 100 anos do Instituto, comemorados em 13 de outubro, é a primeira vez que uma mulher é reconhecida com o título concedido desde 1963. “Só agora há um número maior de mulheres chegando à idade senhoril e ao tempo de experiência necessários para receber o prêmio”, explica Monica. O que não quer dizer que dê pouca importância ao feito. “É uma tarefa muito gratificante, abrir as portas para uma nova geração”. Ela ressalta que o importante é garantir que o jovem tenha absoluta liberdade para escolher a profissão com que tem mais afinidade, independentemente da proporção de mulheres e homens que fazem a mesma opção.

Não menos importante é o destaque que a escolha traz à sua especialidade na gestão de recursos hídricos, em um momento no qual o grande desafio mundial é manter um suprimento adequado de água potável. “Sustentabilidade significa sustentar populações, não apenas proteger os recursos naturais”, ressalta a professora, que também é secretária-adjunta de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo. Ao passar os olhos pela lista dos mais de 50 Eminentes Engenheiros, Monica só reconheceu o engenheiro Lucas Nogueira Garcez, agraciado em 1968, como colega de especialidade. “Ele foi governador do Estado [durante o período de 31/01/1951 a 31/01/1955] e um profissional muito reconhecido no desenvolvimento tecnológico ligado à água”, conta.

A docente tem graduação em engenharia civil, e mestrado e doutorado na mesma área, todos pela Poli. Foi diretora-presidente da Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica e presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos, cujo conselho consultivo ainda integra, e diretora da International Water Resources Association. Tem experiência na área de Recursos Hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: qualidade da água, gestão integrada de recursos hídricos, gerenciamento de recursos hídricos, gestão de recursos hídricos e qualidade da água. E, atualmente, exerce o cargo de secretária-adjunta da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo.

(Foto: Marcos Santos / Com informações da Revista Pesquisa Fapesp)

•  •  •  •

Deixe um comentário

Política de moderação de comentários

Este blog reserva-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou outros princípios da boa convivência. Dessa forma, serão suprimidos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa ou falsidade ideológica.