Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Press release - 28/11/2016 - Imprimir Imprimir

ICB inaugura exposição em homenagem a Crodowaldo Pavan

O Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) inaugurou, no dia 25 de novembro, a exposição “O Cientista, a larva e a revolução genética”, uma homenagem ao geneticista e professor emérito da USP, Crodowaldo Pavan.

A cerimônia de abertura da exposição também contou com a presença do chefe do Departamento de Microbiologia, Gabriel Padilla Maldonado, diretores de outras Unidades, familiares, docentes, pesquisadores, funcionários e alunos

Organizada pela Comissão de Cultura e Extensão do ICB, com o apoio do Departamento de Microbiologia, a exposição aborda o fenômeno da amplificação gênica a partir da análise das glândulas salivares da larva da mosca Rhynchosciara americana.

“Pavan entrou na USP em 1938 e dedicou quase 70 anos à Universidade. Essa exposição mostra como é necessário externar o nosso orgulho por ter tido um professor como ele. Temos que divulgar mais esses nossos grandes nomes para que eles possam inspirar nossos jovens a se dedicarem cada vez mais à ciência. A Universidade é o que ela é porque pessoas como o professor Pavan trabalharam para essa finalidade. São as pessoas – os alunos, os funcionários, os docentes – os verdadeiros pilares da USP”, afirmou o vice-reitor Vahan Agopyan, na abertura da exposição.

Agopyan também lembrou da importância de Pavan na consolidação das instituições brasileiras de apoio à ciência. “Ele não era apenas um grande cientista e um grande educador. Ele lutava pela ciência no Brasil e sua atuação em instituições como a Fapesp, a SBPC e o CNPq, por exemplo, foi muito importante para a estruturação da pesquisa brasileira”, lembrou Agopyan.

Para pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária, Marcelo de Andrade Roméro, “a exposição tem uma dimensão bastante relevante na difusão da ciência, pois, ao mesmo tempo em que aborda um conteúdo científico importante, levando ao público informações sobre a biologia, a genética e o DNA, consegue também inserir nesse contexto o aspecto humano por trás desse trabalho de investigação e descoberta. Nesse caso, estamos nos referindo especificamente a uma figura ímpar na história da ciência brasileira que foi o professor Pavan”.

O diretor do ICB, Jackson Cioni Bittencourt, lembrou que, para aqueles que o conheceram pessoalmente, “Pavan foi um exemplo de que devemos ser corajosos para expor nossas posições, mesmo que isso represente um confronto com pessoas que estejam em posições superiores. Se o argumento for válido, devemos lutar, assim como ele fez em toda a sua vida”.

Em um depoimento emocionado, Otávio Henrique Pavan, filho do homenageado e também professor da Unicamp, falou sobre a dedicação incondicional do pai à ciência e à Universidade, que pôde ser comprovada até seu último dia de sua vida.

A seguir, assista ao vídeo produzido pelo Instituto de Ciências Biomédicas em homenagem ao professor Crodowaldo Pavan.

Exposição

Composta por réplicas aumentadas de todas as fases da mosca, a exposição permanente “O Cientista, a larva e a revolução genética”, instalada no saguão da escadaria principal do Prédio ICB-II, também apresenta painéis que explicam um pouco da pesquisa desenvolvida por Crodowaldo Pavan.

“Temos como desdobramentos desta exposição eventos como a Virada Cientifica, Visita monitorada, USP e as Profissões, Semana Nacional de Ciência & Tecnologia, além de oficinas sobre extração de DNA destinadas a professores da rede pública, que serão oferecidas por docentes do Instituto”, explica a professora Maria Inês Nogueira, presidente da Comissão de Cultura e Extensão do ICB e curadora da mostra.

A exposição é aberta, gratuita e o horário de visitação é das 8h às 17h. Mais informações ou solicitação de agendamento de visita monitorada pelo e-mail ccext@icb.usp.br ou pelo telefone (11) 3091-7720.

(Foto: Ernani Coimbra)

•  •  •  •