Universidade de São Paulo - Brasil

Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional

Internacional

Sistema de Créditos

Unidades de crédito são medidas em horas e correspondem às atividades que os alunos devem desempenhar. A atribuição de créditos na Universidade de São Paulo (USP) é fundamentada na definição de créditos estabelecida pelas Resoluções 3745/1990 e 7493/2018. A USP atribui aos estudantes unidades de crédito tanto para tempo de contato como para carga horária de trabalho.

Graduação

- Crédito aula: é o crédito baseado em horas de contato que correspondem ao número de horas que os estudantes devem cumprir em aulas presenciais. Um período de aula padrão corresponde a uma hora (pelo menos 45 e, normalmente, 50 minutos). Uma unidade de crédito aula semestral baseada em tempo de contato equivale a quinze aulas com duração de 50 minutos despendidas pelos alunos em atividades conduzidas pelo corpo docente. As sessões de aprendizagem e ensino incluem conteúdos teóricos e práticos, bem como workshops.

- Crédito trabalho: horas relativas a créditos trabalho são consideradas como o tempo despendido pelos alunos em atividades que podem ou não ser baseadas em horas de contato (aulas). Cada crédito trabalho semestral equivale a trinta horas despendidas em sessões de aprendizagem orientadas pelo corpo docente, como pesquisa (planejamento, realização e avaliação), trabalho de campo, estágios supervisionados que fazem parte do currículo de um curso, leitura recomendada ou obrigatória, atividades especiais, dependendo da natureza dos cursos, e excursões organizadas pelos departamentos. Disciplinas que consistem exclusivamente de créditos trabalho são raras e podem ser restritas a estudantes regulares.

A despeito de ser uma parte essencial do processo de aprendizagem, o tempo despendido em atividades realizadas fora do contexto de sala de aula e que excedem as horas previstas para crédito trabalho, como, por exemplo, estudos independentes, preparação para exames, revisão, redação, consultas ao corpo docente e discussões informais com outros estudantes não são, necessariamente, considerados quando da atribuição de créditos, ainda que consumam mais tempo. Portanto, a quantidade de tempo calculada meramente pela soma de horas correspondentes a créditos aula e créditos trabalho não representa a carga horária total cumprida pelos estudantes.

A atribuição de créditos a uma disciplina consiste, geralmente, de uma combinação de créditos aula e trabalho, independentemente da quantidade de horas extraclasse, e pode ser resumida e exemplificada da seguinte maneira:

Disciplina
(como indicada no catálogo):
e.g. Aspectos da Cultura Brasileira
Créditos aula: 2 (i.e. 30 horas de contato)
Créditos trabalho: 1 (i.e. 30 horas de trabalho)
Horas extraclasse: Não estimadas
Total de créditos: 3 (i.e. sessenta horas aula e trabalho, não contabilizadas as horas extraclasse excedentes)

 

Pós-graduação

Em nível de pós-graduação, uma unidade de crédito corresponde a quinze horas de atividades que os estudantes devem cumprir.

Como regra geral, tanto estudantes de mestrado como de doutorado devem acumular um mínimo de 96 unidades de crédito para obterem a respectiva qualificação. A atribuição de créditos é baseada na frequência a disciplinas e na quantidade de horas dedicadas à elaboração da dissertação ou tese. Programas de pós-graduação variam com relação ao número mínimo de créditos obrigatórios e duração, a depender da natureza do programa, portanto, recomenda-se que estudantes consultem a Coordenação do Programa de interesse sobre os requisitos específicos para cada um. A relação proporcional entre créditos atribuídos para disciplinas cursadas e para o tempo despendido para elaboração da dissertação ou tese é determinada também pelo Programa. De acordo com as normas vigentes, o número de créditos atribuído às disciplinas cursadas não deve exceder 50% do total de créditos exigidos para a conclusão do curso.

Ver também Sistema de NotasEquivalência de créditos e notas e Estrutura de Ensino Superior.