Universidade de São Paulo - Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional

Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional

Universidade de São Paulo

Programas/Redes

Programa Erasmus Mundus

Programa Erasmus Mundus – Ação 2

Projeto Be Mundus

O projeto é coordenado pela Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, Itália, e co-coordenado pela USP, com a participação de mais 8 universidades europeias e 10 brasileiras, listadas abaixo.

Instituições do BE MUNDUS:

Universidades europeias (instituições de destino para estudantes, pesquisadores e staff brasileiros)
ITÁLIA – Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, Roma (coordenador)
ITÁLIA – Università degli Studi di Roma “Tor Vergata”, Roma
PORTUGAL – Universidade do Porto, Porto
PORTUGAL – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa
BÉLGICA – Vrije Universiteit Brussel, Bruxelas
REINO UNIDO – Cardiff Metropolitan University, Cardiff
ALEMANHA – Karlsruhe Institute of Technology, Karlsruhe
CROÁCIA – University of Zagreb, Zagreb
POLÔNIA – Silesian University Of Technology, Gliwice

Universidades brasileiras (Instituições de destino para estudantes, pesquisadores e staff europeus)
Universidade de São Paulo, São Paulo (co-coordenador)
Universidade Estadual de Campinas, Campinas
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São Paulo
Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa
Universidade Federal de Goiás, Goiânia
Universidade do Estado do Amazonas, Itacoatiara
Universidade Federal de Pernambuco, Recife
Universidade Estadual do Maranhão, São Luis
Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis
Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão

O projeto é financiado pela Comissão Europeia e concede bolsas de estudo a estudantes de graduação das áreas de Engenharia, Tecnologia e Educação e Formação de Professores, bem como para doutorandos, pós-doutorandos e docentes das áreas de Engenharia e Tecnologia. Funcionários técnicos e administrativos também podem se candidatar para as áreas indicadas no site. As bolsas incluem um subsídio mensal, viagem, seguro e isenção de taxas.

Obs: Não há bolsas disponíveis para estudantes em nível de mestrado e/ou estudantes de outras áreas que não as de Engenharia e Tecnologia e Educação e Formação de Professores.

Para mais informações, acesse o site do projeto – http://www.bemundus.eu.

No caso de dúvidas, entrar em contato com a coordenação do projeto na USP pelo email bemundus@usp.br.

 


Programa Erasmus Mundus – Ação 3

Adde Salem – Double Degree in Europe, South American Leadership and Employability

O objetivo do projeto Adde Salem é estimular a atração dos duplos diplomas e diplomas conjuntos entre universidades europeias e sul-americanas, para incrementar a empregabilidade desses alunos em seus países de origem.

Universidades europeias:

Universidades sul-americanas:
  • Instituto Tecnológico de Buenos Aires (Argentina)
  • Universidad Austral (Argentina)
  • Universidade de São Paulo (Brasil)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil)
  • Pontificia Universidad Católica de Chile (Chile)
  • Universidad Técnica Federico Santa María (Chile)
  • Pontificia Universidad Javeriana (Colômbia)
  • Universidad del Norte (Colômbia)



Um pouco de história

O programa Erasmus Mundus surgiu da iniciativa da Comissão Europeia em expandir o programa de mobilidade original ERASMUS, iniciado em 1987. O órgão responsável por todas as atividades do Erasmus Mundus é EACEA (Education, Audiovisual and Culture Executive Agency), sob supervisão de Directorate-General for Education and Culture (DG EAC of the European Commission) and EuropeAid – Co-operation Office (DG AIDCO of the European Commission).

Eramus Mundus: uma janela de cooperação internacional

O programa “External Cooperation Window”, do Programa Erasmus Mundus, visa atingir o melhor entendimento e mútuo enriquecimento entre a União Europeia e países em desenvolvimento através do intercâmbio de pessoas, conhecimentos e habilidades.

Esta iniciativa é patrocinada pela Comissão Europeia e envolve uma série de redes de ensino, coordenadas por uma universidade europeia. Cada rede inclui geralmente 20 universidades, entre universidades europeias e de países em desenvolvimento.

A Universidade de São Paulo fez parte de seis consórcios da Ação 2:

As áreas contempladas por estes consórcios foram:

Cada rede do programa EM ECW possui métodos e critérios de seleção, universidades, prazos e documentação exigida distintos. Fique atento às informações de cada chamada.