A experiência setorial e regional no Brasil

Atualização de Maio/2009

pdf Versão para impressão (PDF)

Conteúdo

INTRODUÇÃO

Crise Financeira e Sustentabilidade Ambiental: Abordagem Setorial e Regional

Jacques Marcovitch

Resumo/Abstract

Futuros gestores de empresas e atuais estudantes do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de São Paulo reúnem-se nas páginas seguintes para expor as conclusões a que chegaram em suas pesquisas inaugurais. A mitigação dos gases de efeito estufa na modelagem produtiva de quatro setores industriais e a Região Amazônica foi o complexo tema com que lidaram, buscando identificar os avanços obtidos e eventuais dificuldades vivenciadas pelos agentes econômicos.

Os resultados, expostos nos textos a seguir, foram construídos por meio de entrevistas com executivos empresariais, leituras críticas de informações no espaço digital e criteriosa pesquisa bibliográfica envolvendo livros, teses, dissertações, artigos e relatórios. Esta interação entre discurso e práxis é um exercício permanente no cotidiano dos administradores em sua fase final de formação acadêmica. Enquanto adquirem conhecimentos teóricos indispensáveis para a compreensão do universo dos negócios, os pós-graduandos percorrem, com a mesma curiosidade intelectual e o mesmo empenho, as trilhas não menos instigantes da economia real.

pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica

MITIGAÇÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA: ABORDAGEM SETORIAL

A cadeia da carne bovina no Brasil

Resumo/Abstract

Resumo

O presente artigo buscou analisar a contribuição da cadeia da carne bovina para as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e as ações de mitigação empregadas pelos agentes da cadeia: produtores rurais, frigoríficos e varejo. Buscou-se caracterizar o processo de modernização da pecuária de corte bovina que resultou em ganhos de produtividade que permitem menores emissões de GEE, tanto provenientes da fermentação entérica dos bovinos, como mediante maiores lotações das pastagens. A pesquisa foi realizada mediante estudos de caso realizados através de entrevistas e dados secundários, para a indústria (frigorífico Bertin) e para as redes de varejo (Carrefour, Pão de Açúcar e Wal-Mart). As informações obtidas sinalizam que o fortalecimento da coordenação dos agentes, com a liderança do varejo, é condição necessária para a adoção de ações de responsabilidade ambiental e a mitigação de emissões de GEE.
Palavras chave: pecuária de corte, gases de efeito estufa, coordenação da cadeia.

Abstract

This article aims to analyze the contribuition of the brazilian beef chain system to greenhouse gas (GHG) emissions and the mitigation practices used by the agents in this chain: cattle farmers, industry and retailers. The modernization process of the Brazilian beef cattle resulted in productivity gains and consequently lower GHG emission, from both enteric fermentation and higher pasture ocupation. This study was done through case studies – secondary data and interviews with actors from the industry (Bertin Group) and from retailers (Carrefour, Pão de Açúcar and Wal-Mart). The information obtained indicates that a stronger agent coordination, lead by the retailers, is fundamental to the adoption of environmental responsibility practices in the chain and therefore to the mitigation of GHG emissions.
Key words: beef cattle, greenhouse gases, chain coordination.

Leandro José Morilhas, Luciana Sender Scatena e Luís Otávio Bau Macedo
pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica | Vídeo da apresentação

Competitividade e sustentabilidade ambiental da Siderurgia brasileira

Resumo/Abstract

Resumo

Nona maior produtora mundial de aço, a siderurgia brasileira apresenta considerável força, mas existem barreiras associadas à sua competitividade e sustentabilidade ambiental. Ainda que o setor seja um baixo emissor de gases poluidores em função do uso de carvão vegetal e energia elétrica, não possui políticas definidas sobre a adoção de metas setoriais. Ocorrem problemas na produção de carvão vegetal de florestas nativas, controladas por empresas que adotam práticas que favorecem o desmatamento. Além disso, a reciclagem do aço é dificultada pela baixa disponibilidade de sucata se comparada aos patamares norte-americanos e europeus. Baseando-se em tais aspectos, esta pesquisa contribui com alternativas para o desenvolvimento da competitividade e sustentabilidade ambiental da siderurgia brasileira, com o foco na redução de gases de efeito estufa. Seus resultados mostram a importância dos mecanismos de desenvolvimento limpo na expansão do carvão vegetal renovável e dão base para uma perspectiva ambiental integrada do setor.

Abstract

Responsible for the 9th global steel production, Brazilian Steel industry reveals considerable strength. Nevertheless, few barriers related to competitiveness and environmental sustainability inhibits its development. The country presents a low carbon steel production process due to wood charcoal and hydroelectric power from one side, and an ill defined sectorial approach to reduce greenhouse gas emissions. Most of the problems presented by the national wood charcoal production rely on the fact that fifty percent come from native areas controlled by companies adopting illegal environmental practices, such as deforestation. Recycling in Brazil is also a complex due to low steel scrap availability comparing to the United States and Europe. Based on those dimensions, the survey intends to contribute to promote competitiveness and sustainability in the Brazilian steel industry, focusing on the reduction of greenhouse gases emissions. Survey results highlight the importance of wood charcoal expansion through the Clean Development Mechanism (CDM) and support an integrated approach regarding environmental sustainability which includes both steel and pig iron companies.

Álvaro Augusto Araújo Mello, Ricardo Raele, Samir Lotfi Vaz e Sidney Maçazzo Caigawa
pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica | Vídeo da apresentação

Mudanças climáticas e o setor de Papel e Celulose no Brasil

Resumo/Abstract

Resumo

A indústria de papel e celulose brasileira possui vantagens competitivas em seu processo produtivo que podem propiciar ao setor a posição de liderança, caso sejam definidas metas setoriais pós-protocolo de Kyoto.

O objetivo desse estudo é analisar as ações do setor de papel e celulose brasileiro no que diz respeito à mitigação de emissões de gases de efeito estufa, identificando as melhores práticas e oportunidades de melhorias que garantam competitividade e sustentabilidade ambiental.
Para o desenvolvimento do estudo foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com as três maiores empresas do setor no país, especialistas do setor e com o FSC (Forest Stewardship Council). Além dos dados primários, foram utilizados dados secundários dos relatórios de sustentabilidade das empresas do setor.

O estudo concluiu que o setor está obtendo resultados significativos na mitigação de gases de efeito estufa devido à grande extensão de florestas plantadas, às condições naturais favoráveis e ao desenvolvimento de tecnologias florestais e industriais eficientes. Entretanto, há importantes oportunidades de melhorias na análise do ciclo de vida do produto, na mitigação de gases de efeito estufa gerados no transporte e na disposição final do produto.

Abstract

Brazilian pulp and paper industries developed some competitive advantages in the forest and industrial steps of the productive process that can provide to the sector a leadership position in the forthcoming post Kyoto sectorial targets. The aim of this study was to assess the actions of the pulp and paper sector in Brazil on greenhouse gases (GHG) mitigation, identifying best practices and viable improvement opportunities to ensure competitiveness e and environmental sustainability. We applied semi-structured interviews to the three largest pulp enterprises in the country, and also to specialists and to FSC (Forest Stewardship Council). We also got secondary data from published corporative sustainability reports. The study concluded that the sector is getting significative results on GHG mitigation due to the extensive planted forests, to the favorable natural conditions, and to the development of efficient forest and industrial technologies. However, there are important opportunities on improving the life-cycle assessment, the mitigation of transport emissions and the mitigation of GHG in the final disposal of paper products.

Alexandre Igari, Silvia Pela, Marco Mantovan e Zuleica Ferreira
pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica | Vídeo da apresentação

O Setor Elétrico brasileiro

Resumo/Abstract

Resumo

Dentre as possibilidades para a mitigação das emissões de gases de efeito estufa oriundas da geração de eletricidade no Brasil, uma importante vertente se encontra na redução de perdas, tanto com ganhos de eficiência como com a recuperação de recursos energéticos não tradicionais, como os resíduos. Após uma introdução, na qual se apresenta a matriz elétrica nacional, o panorama do setor, suas perspectivas e as respectivas emissões, o presente trabalho aborda a questão sob dois pontos de vista complementares: a gestão da oferta e a gestão da demanda, apresentando para cada um as principais iniciativas nacionais e um estudo de caso. Do ponto de vista de oferta, apresenta-se o caso da geração de eletricidade no Aterro Bandeirante em São Paulo, que recupera o metano originado da decomposição dos resíduos no aterro, e que em dois anos gerou créditos de carbono leiloados por mais de R$57 milhões, além dos correspondentes benefícios ambientais. Quanto à demanda, o caso em questão trata do programa de eficiência energética da Califórnia, que por uma série de ações conduzidas nos últimos 30 anos tem conseguido desacoplar o crescimento econômico do consumo energético – atingindo um consumo energético cerca de 40% abaixo da média per capita dos Estados Unidos. São comentados os programas junto às concessionárias, que já evitaram investimentos de mais de US$10 milhões, e os padrões para equipamentos e edificações, que até 2003 já haviam poupado respectivamente cerca de US$ 56 bilhões e US$ 70 bilhões em energia, além dos benefícios ambientais conseguidos. Ao final do trabalho são coligidas conclusões e feitas recomendações, tanto de caráter técnico como político-institucional, para o aproveitamento destas oportunidades no país.

Abstract

Regarding the Brazilian power generation, amongst some possibilities of greenhouse gas emission mitigation, there is an important approach that takes into consideration waste reduction in terms of more efficient processes such as the recovery of non-traditional power resources and by-products as well. After an introductory section in which the national energy matrix, the sector overview encompassing perspectives and related emissions are presented, this work highlights two complementary views on the subject: supply and demand management. The most relevant initiatives in both situations and a case study are reported. On the supply side, the Bandeirante landfill case is presented as an example of electricity generation through methane emission recovery. Besides environmental benefits, the landfill had its carbon credits auctioned for over R$ 57 millions. As for the demand side, this work refers to the California's Appliance Efficiency Program as an example of more efficient processes leading to economic growth uncoupled from energy consumption over the last 30 years (Californian energy consumption is 40% below USA per capita average). Furthermore, programs of licensees are commented in this work. Mentioning some of their achievements, savings of US$ 10 millions have been made, another savings related to equipments and facilities have amounted to US$ 56 billions and US$ 70 billions respectively and environmental benefits have been derived from their operations. Finally, some conclusions were drawn and technical, political and institutional recommendations were made to take advantage of these opportunities in Brazil.

Flávio de Miranda Ribeiro, Francisco Carlos B. Santos e Marcos Praxedes
pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica | Vídeo da apresentação

MITIGAÇÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA: ABORDAGEM TERRITORIAL

O Setor Madeireiro e a emissão de gases de efeito estufa na Região Amazônica

Resumo/Abstract

Resumo

A Amazônia, responsabilizada por 75% das emissões de gases de efeito estufa através do desmatamento em seu território, tem sido foco das atenções da mídia e dos pesquisadores. Conseqüentemente, tem se buscado o grande vilão pelo desmatamento. Este estudo procura mostrar, de forma inicial, que não há um grande responsável pelo desmatamento na Amazônia, e sim um conjunto de fatores, de fundo social, econômico e até cultural, que formam um sistema complexo a ser entendido, para então buscar soluções para o desmatamento.

Em mostra de algumas soluções tomadas pela iniciativa privada e pública, este trabalho estuda o Fundo Amazônia, e ações de empresas do segmento madeireiro no estado do Pará, sendo o Grupo Orsa e o Grupo Cikel. Estes exemplos mostram o quanto ações na área de pesquisa quanto na área social podem reduzir o desmatamento, criando alternativas viáveis de geração de renda e produção para as populações locais.

Abstract

The Amazon, responsible for 75% of emissions of greenhouse gases through deforestation in its territory, has been the focus of the media and researchers. Consequently, it has sought the great villain by deforestation. This study attempts to show, so original, that there is not a great responsible for deforestation in the Amazon, but a number of factors, to fund social, economic and even cultural, which form a complex system to be understood, then seek solutions to the deforestation.

In shows of some solutions initiative taken by private and public, this work has studied the Amazon Fund, and shares of companies in the segment timber in the state of Para, with the Orsa Group and the Cikel Group. These examples show how actions in the field of search as in the social area can reduce the deforestation, creating viable alternatives to generate income and production for local populations.

Elke Irene Bürgers e José Hamilton Maturano Cipolla
pdf Download do Capítulo | Versão eletrônica | Vídeo da apresentação

Debate

Assista ao vídeo

com debate sobre os temas apresentados.

Como citar este trabalho/Ficha catalográfica

MARCOVITCH, Jacques (Org.). Mitigação de gases de efeito estufa: a experiência
setorial e regional no Brasil. São Paulo: FEA/USP, 2009. Disponível em: <http://
tellus.uspnet.usp.br/mudarfuturo/2009>.


© 2006 — 2008 por FEA-USP. Todos os direitos reservados.