english | español | acesso restrito | t (55 11) 3813.1444 | f (55 11) 3032.8334 | nereus@usp.br

Perenização do Plano Nacional de Logística e Transportes – PNLT: Incremento na Compatibilização Metodológica dos Modelos de Macroeconomia e de Simulação de Transportes e Adequação Metodológica e Atualização das Projeções de Carga Geral

Resumo

O objeto deste estudo é a realização de levantamentos e análises que permitam maior convertibilidade dos resultados do modelo EFES para utilização em modelos de simulação de transportes de quatro etapas.

Na modelagem EFES, os números resultantes de estudos econômicos setoriais normalmente são valores monetários, do que resulta que os números apurados pela FIPE para o PNLT estão expressos em reais. Números resultantes de estudos em transportes primordialmente são valores de quantum, do que resulta que os números apurados pela modelagem de transportes para o PNLT estão expressos em toneladas. Neste cenário, deverá ser efetuada análise detalhada de cada setor e subsetor econômico considerado no modelo EFES e seu rebatimento nos produtos normalmente utilizados nos modelos de transportes.

Paralelamente a este esforço, constitui-se como objeto adicional deste estudo a realização de levantamentos, pesquisas de campo, análises e entrevistas que ajudem na compreensão da questão da alocação modal da carga geral e identifiquem parâmetros e variáveis que possam alimentar o processo de simulação e modelagem de transportes, de forma a permitir a alocação modal da carga geral em termos tecnicamente mais realistas e consistentes.

Levantamentos complementares também deverão ser feitos no sentido de melhor ajustar os fatores de conversão de carga geral para toneladas, considerando as diferentes especificidades e valores de produção que podem ser agregados sob o termo genérico “carga geral”.

Além disso, o estudo deverá indicar medidas passíveis de serem tomadas pelo governo no sentido de indução da transferência de fluxos de carga geral do modal rodoviário para os demais modais, na busca da maior racionalidade da matriz de transporte nacional. Tais medidas poderão ocorrer tanto no âmbito dos usuários quanto no dos operadores de transporte.

Por último, considerando-se a atual disponibilidade de uma nova base de dados de Contas Nacionais, ano-base de 2004 – durante sua elaboração o PNLT dispôs apenas do ano-base 2002 – o estudo deverá providenciar essa necessária atualização.

Coordenador

Eduardo Amaral Haddad

Período

2008-2009

Financiamento

Centro de Excelência em Engenharia de Transportes - CENTRAN (através da FIPE)


© Nereus – Todos os direitos reservados. | Home | Nereus | Equipe | Linhas de Pesquisa | Projetos | Publicações | Dados e Programas | Eventos | Notícias | Contatos | RSS | Mapa do Site