PROLAM/USP: 15 Anos Pesquisando a América Latina (1989_2004).

Ementas das Dissertações Defendidas

Práticas Políticas e Relações Internacionais
Sociedade, Economia e Estado
Comunicação e Cultura




COMUNICAÇÃO E CULTURA

 

Mariza Bertoli

O mítico e o político na arte do Cone Sul.
Defesa: 12/1993, Mestrado, 118 páginas.
Orientadora: Profª Drª Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves
Palavras-chave: Cultura, arte latino-americana, pintura contemporânea, identidade cultural.
Realiza análise comparada entre a obra plástica de Antonio Seguí (Córdoba, Argentina) e a de Humberto Spíndola (Mato Grosso do Sul, Brasil). Destaca o efeito estético como ato de solidariedade, apontando, na malha simbólica, os nexos de sentido que configuram uma face da identidade cultural. Observa a constituição do sujeito dentro da relação simbólica, tendo a imagem como anteparo. Considera, no plano da visualidade, a presença virtual de um enunciador que faz dos seus enunciantes, atores sociais com quem o receptor se identifica. Discute o mítico e o político e a sua confluência na trajetória dos personagens - tipos que constituem os núcleos temáticos, tal como se revelam na construção da imagem, envolvendo história e memória cultural.



Rodolfo Mata Sandoval

Octavio Paz e Haroldo de Campos: contradições da modernidade na América Latina.
Defesa: 12/1993, Mestrado, 305 páginas.
Orientadora: Profª Drª Irlemar Chiampi
Palavras-chave: Cultura, modernidade, pós-modernidade, vanguardas literárias.
Mostra as diferentes posições de Octavio Paz e Haroldo de Campos perante os debates acerca do fim ou do resgate da modernidade e das vanguardas, a validade ou inexistência da Pós-Modernidade e as aporias que esses fenômenos estéticos e culturais suscitam. Enfatiza os traços que tais fenômenos adquirem na América Latina, criando conceitos como "modernidade periférica", "identidade" e "subdesenvolvimento". Aborda as teorias poéticas, as idéias sobre tradução e as reflexões sobre a identidade latino-americana, que estão articuladas e formam parte essencial do trabalho dos dois poetas-críticos. Parte do diálogo estabelecido entre eles em 1968, principalmente em torno da obra de Mallarmé, do qual surgiram poemas de Octavio Paz e o "Transblanco" de Haroldo de Campos.

 

 

Alida Cecilia Salazar Suarez

Integração fronteiriça. Um estudo de caso: Cáceres - Mato Grosso - e a música das suas fronteiras.
Defesa: 09/1994, Mestrado, 213 páginas.
Orientador: Profª Drª Mary Enice Ramalho de Mendonça
Palavras-chave: Cultura, integração regional, música, expressões culturais.
Aborda os recursos naturais de expressão cultural de que dispõem os povos de regiões fronteiriças e sua integração por meio da música. Analisa as especificidades da musicalidade da região de Cáceres, no Mato Grosso, local onde convergem diversas manifestações musicais provindas de outras regiões latino-americanas (Argentina, Paraguai e Bolívia). Realiza uma avaliação do grau de integração da expressão musical, sua capacidade de incorporação de outros elementos culturais e os efeitos históricos advindos da pluralidade cultural da região

 

Maria Elisa Linardi de Oliveira Cezaretti

Poética metafísica na pintura da modernidade latino-americana.
Defesa: 08/1994, Mestrado, 223 páginas.
Orientador: Profª Drª Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves
Palavras-chave: Cultura, modernismo latino-americano, vanguardas, metafísica.
Analisa quatro pintores célebres (Emílio Petorutti e Xul Solar - argentinos, e Tarsila do Amaral e Ismael Nery - brasileiros), resgatando de suas obras, em estudo comparativo, os elementos estéticos que ratificam a idéia de que a pintura latino-americana correspondente ao período denominado "Vanguardas" engendra uma iconografia específica, com acentos localistas e universalistas, cuja expressão final constitui uma das diversas faces da identidade continental. Localiza suas semelhanças e diferenças, procurando estabelecer o percurso trilhado e formativo do caráter latino-americano. Apresenta os elementos formais, constantes, nas suas produções, perfilando-os em uma expressão final simbólica, a qual propõe, como regra básica, a busca de futuro e da modernidade por meio de um retorno ao passado espaço-temporal, por meio de associações insólitas e de interpretações pessoais, as quais transcendem o momento existencial.

 

José Luis Hernandez Alfonso

Os donos das encruzilhadas.
Defesa: 11/1994, Mestrado, 106.
Orientadora: Profª Drª Dilma de Melo e Silva
Palavras-chave: Cultura, Candomblé, Santeria, imaginário religioso.
Enfoca o Candomblé brasileiro e a Santeria cubana, com base numa análise artístisco-comparativa dos objetos rituais utilizados nos cultos dos orixás Exú e Eleguá. Estuda o comportamento do fato estético nestas religiões e o revela como elemento detonador da identidade cultural entre Brasil e Cuba, assim como da especificidade da cultura latino-americana. Utiliza conceitos derivados dos estudos de Juan Acha e de Nestor Garcia Canclini para a caracterização comparativo-descritivo-analítica dos processos artístico e estético, interpretando-os a partir da realidade onde se desenvolvem.

 

Verónica Patrícia Aravena Cortês

A imprensa na transição de regimes autoritários. Estudo de dois casos: Brasil e Chile.
Defesa: 11/94, Mestrado, 119 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Comunicação, imprensa, autoritarismo, transição democrática.
Observa como a grande imprensa escrita do Brasil e do Chile se posicionou nos períodos de transição democrática. Estuda o discurso de primeira página de dois jornais diários de cada país: o El Mercurio, o primeiro e o principal jornal conservador do Chile, que apoiou o regime militar desde seus primórdios; e, o jornal La Época, nascido em 1987, com o firme propósito de lutar pela democracia chilena. No Brasil, analisa os jornais O Estado de São Paulo e a Folha de São Paulo, por terem concepções distintas de sociedade e Estado naquele momento. Trabalha as vinculações entre linguagem e ideologia, ao assumir a notícia como um discurso jornalístico. Percebe as informações políticas da capa dos jornais como intimamente ligadas à crença do veículo na legitimidade da dominação exercida pelo Estado, o que o leva a aceitar e até a assumir os valores propostos pelo governo, ou a recusá-los.

 

Vivian Fernandez D'Avila

As representações do narcotráfico na imprensa latino-americana.
Defesa: 11/1994, Mestrado, 252 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Fernando Leite Perrone
Palavras-chave: Comunicação, narcotráfico, imprensa, NOMIC.
Estuda os jornais de maior circulação nacional nos países onde o narcotráfico tem maior incidência: na Bolívia, o jornal Presencia; na Colômbia, o jornal El Tiempo; e, no Brasil, a Folha de São Paulo. Apresenta as teorias da "Nova Ordem Mundial da Informação" (NOMIC), as quais afirmam existir órgãos de difusão que atuam no plano global - agências de notícias, por exemplo - que se encarregam de disseminar os valores culturais e interesses dos países desenvolvidos, repetindo o conteúdo informativo dominante, em detrimento da própria realidade. Sobre o narcotráfico, as agências de notícias infiltram, ainda na perspectiva da NOMIC, um discurso de intervencionismo militar, penalização e coação econômica e, principalmente, de denúncias aos países produtores, enquanto os consumidores ficariam isentos de qualquer responsabilidade. Questiona essa teoria, verificando em que medida o contexto histórico da guerra fria (em que tais teorias foram elaboradas) influi nas suas conclusões e impede observar a intervenção das mensagens jornalísticas.

 

Mario Fernando Gutiérrez Olórtegui

As imagens do global: processos de globalização e mundialização nos telejornais do Brasil e Peru.
Defesa: 12/1994, Mestrado, 206 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Marques de Melo
Palavras-chave: Comunicação, globalização, mundialização, comunicação, telejornais.
Trabalha tanto os temas da globalização das relações econômicas como representação de uma realidade política quanto os temas da mundialização da sociedade como significado cultural de uma acelerada circulação de objetos simbólicos. Estuda ainda os telejornais "Jornal Nacional" e "Jornal da Rede Globo", do Brasil; e, "24 Horas" e "Noticiero CNN", da Panamericana de TV, do Peru. Considera-os como agentes dinâmicos de integração e instituições mediadoras do social, os quais impelem a circulação mundial da informação e, com ela, os referentes temáticos, expressivos e simbólicos da hegemonia globalizada e da sua legitimação mundializada. Demonstra que os noticiários, assumidos tradicionalmente como veículos de integração do Estado-nação tornam-se, nos tempos do neoliberalismo econômico, agentes dinâmicos de uma integração acelerada ao mercado-mundo, gerando não só imagens para uma globalização do imaginário como também construindo um imaginário da mundialização.

 

Liliana Rico Sabogal

O narcotráfico colombiano na imprensa latino-americana (Brasil, Colômbia).
Defesa: 04/1995, Mestrado, 69 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Emir Simão Sader
Palavras-chave: Comunicação, narcotráfico, imprensa, Colômbia, NOMIC.
Analisa o discurso jornalístico sobre o narcotráfico na Colômbia, por meio do jornal El Expectador, e no Brasil, por meio do jornal O Estado de São Paulo. Narra as mudanças na caracterização do narcotráfico e dos narcotraficantes na imprensa colombiana, seu papel na sociedade e sua atuação política. Apresenta os pressupostos teóricos da NOMIC (Nova Ordem Mundial da Informação e Comunicação), as reivindicações dos países em desenvolvimento e o surgimento das agências transnacionais de informação e o contexto histórico do nascimento do narcotráfico na Colômbia. Baseada nos estudos de Van Dijk, trabalha com a manchete, o contexto e o comentário dos textos jornalísticos.

 

José Humberto Orduz Maldonado

Glauber e Solanas: a construção da imagem fílmica no novo cinema latino-americano. Estudo comparativo entre os filmes "Deus e o Diabo na Terra do Sol" e "Los Hijos de Fierro".
Defesa: 05/1996, Mestrado, 146 páginas.
Orientadora: Profª Drª Mary Enice Ramalho de Mendonça
Palavras-chave: Cultura, cinema novo, análise fílmica, simbologia.
Estudo comparativo entre os filmes Deus e o Diabo na Terra do Sol de Glauber Rocha (Brasil, 1963) e Los Hijos de Fierro de Fernando Solanas (Argentina, 1974). Analisa os traços mais marcantes da imagem fílmica nestas duas obras, representativas do movimento conhecido como "Novo Cinema Latino-Americano" (NCLA). Por meio de uma metodologia multidisciplinar, cujo eixo é a análise fílmica, busca estabelecer semelhanças e diferenças entre as obras estudadas, centralizando-se na observação dos elementos simbólicos do relato e nas características plásticas da elaboração da imagem. Estes dados são confrontados com as particularidades do contexto sócio-cultural e histórico em que foi produzido cada filme, de forma que a referência e as relações estabelecidas enriqueçam o trabalho de interpretação.

 

Roberto Ribeiro Moreira

As possibilidades da telenovela na integração da América Latina.
Defesa: 10/1996, Mestrado, 132 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Nazareth Ferreira
Palavras-chave: Cultura, telenovela, integração latino-americana, mercado de bens culturais.
Discute o espaço ocupado pela telenovela no mercado de bens culturais, estudando as possibilidades de participação desse produto em um processo de integração latino-americana. Revê as mais recentes contribuições teóricas no campo da comunicação na América Latina. Avalia as formas de produção dos grandes realizadores do gênero; colhe depoimentos de autores, produtores e atores de telenovelas; analisa os últimos investimentos no setor, os quais podem indicar os rumos pretendidos pelos responsáveis por esse tipo de difusão. Na tentativa de se descobrir como são construídos os nexos de significação contidos nesses seriados, é feito uma análise dos aspectos de produção e de conteúdo de duas obras: Carrossel das Américas, novela mexicana; e, Colégio Brasil, brasileira; ambas exibidas em 1996 pelo SBT _ Sistema Brasileiro de Televisão.

 

Mareia Quintero Rivera

A cor e o som da nação _ a idéia de mestiçagem na crítica musical do Caribe hispânico insular e do Brasil (1928-1948).
Defesa: 12/1996, Mestrado, 223 páginas.
Orientadora: Profª Drª Lisbeth Rebollo Gonçalves
Palavras-chave: Cultura, mestiçagem, crítica musical, projetos nacionais.
Examina os discursos em torno da "mestiçagem" como elemento articulador de projetos nacionais, a partir da leitura dos debates sobre a música nas Antilhas Hispânicas (Cuba, República Dominicana e Porto Rico) e no Brasil, nas décadas de 30 e 40 principalmente. Considera textos de crítica musical que vão além da discussão estética ou antropológica da música, oferecendo uma ótica privilegiada para a análise das nuances e contradições das distintas avaliações da "mestiçagem". Estuda as correspondências entre o projeto de delinear uma cor característica a conformação étnica da nação e a busca da expressão sonora dessa cor. Analisa a relação entre as visões operantes na configuração de projetos nacionais (tanto contestatários quanto hegemônicos) e o pensamento em torno à cultura, em particular, à música.

 

Maria Helena Wiechmann

A construção do conhecimento histórico a partir de fontes cinematográficas: análise dos filmes "Cabra Marcado para Morrer" (1981) e "A Espiral" (1975).
Defesa: 01/1997, Mestrado, 245 páginas.
Orientadora: Profª Drª Mary Enice Ramalho Mendonça
Palavras-chave: Cultura, cinema, fontes documentais, análise fílmica.
Discute a utilização da produção fílmica como fonte para construção do conhecimento histórico. Analisa, baseada em teóricos da nova história, os filmes Cabra Marcado para Morrer, de Eduardo Coutinho; e, A Espiral, documentário francês de Chris Marker, Armand Mattelart e Sílvio Tendler sobre a história chilena. Contextualiza historicamente as duas obras, apresentando também fichas técnicas e decupagens dos filmes. Narra o êxodo dos cineastas chilenos para a Europa, após a queda do governo da Unidade Popular.

 

Rosângela Malachias

Ação transcultural: a visibilidade da juventude negra nos bailes black de São Paulo (Brasil) e Havana (Cuba).
Defesa: 10/1996, Mestrado, 194 páginas.
Orientador: Profª Drª Dilma de Melo e Silva
Palavras-chave: Cultura, juventude negra, transculturação, identidade étnica.
Discute a visibilidade da juventude negra brasileira e cubana - nas cidades de São Paulo e Havana - freqüentadora majoritária dos espaços sociais de lazer denominados Bailes Black. Estuda, comparativa e interdisciplinarmente, dois discursos de igualdade racial vigentes nas referidas sociedades: a "democracia racial brasileira" e o alusivo ao "fim do racismo" no período pós-revolução Socialista (1959) em Cuba. Baseia-se em conceitos teóricos desenvolvidos pelos cientistas sociais cubanos Fernando Ortiz e Manuel Moreno Fraginals, respectivamente, sobre a dialética relacional transculturación y deculturación. Narra a Observação Participante feita pela autora em 1995 nos espaços sociais mencionados - mais especificamente, o Santana Samba, em São Paulo, e o Baile Bonche, em Havana - onde a juventude negra conquistaria sua identidade étnica.

 

Elizabeth Robert Moraes Björkström

Ordem no caos. Suecos no Brasil, São Paulo, anos 70 _ história de um encontro de mentalidades.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 180 páginas.
Orientadora: Profª Drª Dilma de Melo Silva
Palavras-chave: Cultura, identidade, memória, instituições escandinavas.
Trata do encontro entre a mentalidade sueca e a brasileira. Pesquisa as instituições escandinavas que operavam na cidade de São Paulo nos anos 70. Aplica recursos de história oral junto aos membros da comunidade, reconstituindo o objeto por meio de estudos etnológicos e historiográficos. Verifica a possibilidade de ressignificação da nacionalidade, como resultado do contato com o "outro", e os modos de ser do indivíduo e da cultura, como ponto de intercessão entre Memória e Identidade.

 

Pedro Manuel Sánchez Gil

Elementos para a análise da comédia cinematográfica na América Latina: os casos de Brasil e México.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 113 páginas.
Orientadora: Profª Drª Mary Enice Ramalho de Mendonça
Palavras-chave: Cultura, comédia, cinema.
Analisa a comédia cinematográfica latino-americana em seus diversos formatos _ comédia rancheira, musical, paródias _ explicitando a relação entre o surgimento e a decadência desses formatos com a sociedade da época. Determina o esquema comum dentro de um período, o tipo de sociedade e de indivíduo colocado pelo enredo e sua relação com a sociedade que o produziu e consumiu. Toma os casos de Brasil e México, destacando os filmes de Oscarito e Cantinflas, cômicos de popularidade em seus respectivos países. Determina o tipo de herói que eles encarnam e sua vigência na vida real.

 

Maria Helena Ramos da Silva

A presença da África na produção plástica de Emanoel Araújo (afro-brasileiro) e Wilfredo Lam (afro-cubano).
Defesa: 04/1997, Mestrado, 204 páginas.
Orientadora: Profª Drª Dilma de Melo Silva
Palavras-chave: Cultura, arte africana, estética afro-brasileira, estética afro-cubana.
Analisa a matriz plástico-estética africana nos trabalhos artísticos do escultor afro-brasileiro Emanoel Araújo e do pintor e escultor afro-cubano Wilfredo Lam. Enfoca especialmente as representações das religiões afro-americanas Candomblé (Brasil) e Santeria (Cuba) na obra dos artistas. Narra suas vidas, discutindo os caminhos diferentes pelos quais chegaram à preservação dos valores herdados de seus ancestrais.

 

Pedro Henrique Falco Ortiz

Z@patistas on-line: uma análise sobre o EZLN e o conflito em Chiapas, sua presença na internet e a cobertura da imprensa mexicana, argentina e brasileira.
Defesa: 10/1997, Mestrado, 590 páginas (2 volumes).
Orientador: Profª Drª Cremilda Celeste de Araújo Medina
Palavras-chave: Comunicação, rebeliões populares, internet, mídia, EZLN.
Enfoca o conflito de Chiapas e o "fenômeno EZLN" (Exército Zapatista de Libertação Nacional) a partir de um ponto de vista comunicacional e jornalístico, contextualizando-o em seu universo histórico, político, social e cultural. Analisa a utilização do espaço comunicacional "eletrônico-virtual" da Internet pelos zapatistas como uma estratégia de comunicação e sobrevivência importante para o diálogo com a sociedade civil e para a contenção do genocídio da população indígena. Retrata a cobertura jornalística do conflito nos principais meio de comunicação do México, Argentina e Brasil, discutindo suas reflexões e interpretações sobre a complexidade do fenômeno zapatista.

 

João Elpídio de Oliveira

Marketing político nas campanhas de reeleição de Carlos Saúl Menem e Fernando Henrique Cardoso.
Defesa: 03/1998, Mestrado, 108 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Comunicação, marketing político, reeleição, jornalismo.
Analisa as maneiras de veicular o marketing político no processo reeleitoral dos presidentes Carlos Saúl Menem e Fernando Henrique Cardoso, por meio dos discursos e entrevistas publicados nos jornais Folha de São Paulo (Brasil) e Clarín (Argentina). Aponta tendências significativas, analisa e mapeia estratégias discursivas e temáticas estabelecidas em torno da recandidatura de ambos os candidatos-presidentes, compreendendo o processo de comunicação como fator constitutivo do marketing político. Fornece uma idéia geral do marketing político bem como analisa a política contemporânea no marco desse fenômeno e do imaginário mítico por ele instituído. Ressalta as tentativas de despolitização do debate reeleitoral, atreladas aos efeitos da globalização.

 

Carlos Manoel Almeida Ribeiro

Carnaval brasileiro e carnaval mexicano: semelhanças e diferenças. Rio de Janeiro, Brasil; e, Veracruz, México.
Defesa: 04/1998, Mestrado, 117 páginas.
Orientador: Profª Drª Dilma de Melo e Silva
Palavras-chave: Cultura, festas populares, visibilidade cultural, carnaval.
Discute as festas carnavalescas do Rio de Janeiro e Veracruz, caracterizando-as como movimentos de suma importância no processo de socialização, por meio de blocos, ranchos e escolas de samba. Analisa, sob a perspectiva comparativa e interdisciplinar, os carnavais brasileiro e mexicano quanto às suas semelhanças e diferenças. Apresenta suas histórias e as vinculações desses carnavais com a indústria cultural, com o turismo e as Relações Públicas. Baseia-se em conceitos desenvolvidos pelos especialistas em estudos culturais latino-americanos Gerardo Mosqueira e Nestor Garcia Canclini. Narra a observação participante feita pelo autor em ambos os carnavais, apresentando descrições das quadras das escolas de samba e dos desfiles.

 

Selene Seragiotto do Amaral

Mural: a arte para o povo?
Defesa: 10/1998, Mestrado, 147 páginas.
Orientador: Profª Drª Inez Garbuio Peralta
Palavras-chave: Cultura, muralismo, arte latino-americana, ideologia.
Analisa a arte mural dentro do contexto histórico-cultural da América Latina, na primeira metade do século, principalmente, nas décadas de 30 e 40. Destaca a vida e a obra de dois expoentes do muralismo latino-americano, analisando-os sob o método comparativo: Cândido Portinari, no Brasil; e, Diego Rivera, no México. Estabelece o momento de mudança da chamada "arte pela arte" para uma arte mais enraizada em suas origens, constituindo-se numa alavanca para o desenvolvimento de uma arte de contexto tipicamente social, vinculada ao movimento socialista mundial. Discute as relações que os artistas mantinham com os governantes do período, as noções da arte comprometida bem como sua função ideológica. Conclui que apesar do envolvimento dos artistas mencionados com os governantes de seus respectivos países, tal "cumplicidade" não comprometeu a composição e o caráter pungente da obra de ambos.

 

Mário Ramão Villalva Filho

Mercosul _ Brasil e Paraguai: a integração (im)possível.
Defesa: 11/1998, Mestrado, 289 páginas (2 volumes).
Orientador: Profª Drª Cremilda Celeste de Araújo Medina
Palavras-chave: Comunicação, integração, discurso jornalístico, Mercosul.
Compara os níveis nos quais são realizados os processos de emissão das notícias no jornalismo do Brasil e do Paraguai, verificando os diferentes tipos de tratamento da questão da dependência e/ou integração entre os dois países, quando da entrada em vigência do Tratado de Assunção, em janeiro de 1995. Observa o discurso de integração veiculado pela Rede Globo de Televisão por meio do Jornal Nacional, questionando o conceito de integração na América Latina, seus antecedentes históricos, as tentativas iniciais de integração desde os primeiros tratados até o Mercosul. Apresenta comentários sobre o material recolhido e realiza entrevistas com profissionais da comunicação.

 

Dina Estella Trascher

O Mercosul: análise crítica da cobertura jornalística na imprensa argentina e brasileira.
Defesa: 11/1998, Mestrado, 224 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Nazareth Ferreira
Palavras-chave: Comunicação, imprensa, integração, globalização.
Analisa o tratamento da informação referente ao MERCOSUL em dois grandes órgãos de imprensa latino-americana: por meio do jornal O Estado de São Paulo, no Brasil; e, na Argentina, por meio do jornal La Nación. Partindo de pressupostos teóricos da comunicação, trabalha a notícia como mercadoria, sublinhando as formas de manipulação da informação em sua transformação e construção em notícia. Aborda a integração econômica entre os países do Cone Sul sob uma perspectiva integral, enfocando os processos de transformação do mundo atual, a consolidação da globalização e o aparecimento do neoliberalismo como doutrina econômica hegemônica no mundo. Entende a formação de blocos regionais latino-americanos como inserida nessa realidade.

 

Márcia Orlando de Moraes

Os reis magos no espaço urbano: um estudo da cultura religiosa na cidade de São Paulo e Cidade do México.
Defesa: 02/1999, Mestrado, 110 páginas.
Orientadora: Profª Drª Inez Garbuio Peralta
Palavras-chave: Cultura, cultura popular religiosa, festa popular religiosa, identidade cultural, comunidades.
Estuda a permanência de manifestações da cultura popular religiosa no mundo urbano. Descreve e analisa a estrutura e organização de uma festa popular religiosa _ o Dia de Reis _, com suas implicações e significados, nas cidades de São Paulo e do México, durante a segunda metade do séc. XX. Identifica a festa popular religiosa como agente de identificação cultural, que constrói-se e se reconstrói na interação social de algumas comunidades latino-americanas. Neste caso, as comunidades: Vila Santa Maria (Bairro do Limão), na cidade de São Paulo; e, Delegação de Coyoacán (bairro de Los Reyes), na cidade do México. Analisa o modo pelo qual as tradições geram informações com significados coletivos e resgatam o passado, integrando-o ao cotidiano em um processo complexo, que se estabelece com a cultura dominante e as culturas populares.

 

Carlos Ramiro Zapata Guzman

Os eventos de odontologia e sua contribuição para o turismo no Mercosul.
Defesa: 03/1999, Mestrado, 97 páginas.
Orientadora: Profª Drª Beatriz Helena Gelas Lage
Palavras-chave: Comunicação, sociedade, MERCOSUL, turismo, eventos de odontologia.
Apresenta estudo sobre os eventos odontológicos, sua importância social e econômica para o turismo nos países do Mercosul. Analisa os eventos da Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas e da Asociación Odontológica Argentina. Realiza uma análise comparativa dos dois eventos, concluindo com uma avaliação dos resultados obtidos e das perspectivas para o segmento de eventos. Registra que os cirurgiões dentistas têm contribuído significativamente, por meio da organização e participação em eventos, para a melhoria da qualidade de vida da população das cidades-sede destes eventos, quer seja na oferta de melhores serviços prestados por profissionais atualizados nestes eventos, quer seja pela própria organização dos eventos.

 

Ana Soler Chui

Ignácio Núñez Soler, o pintor paraguaio e a modernidade.
Defesa: 05/1999, Mestrado, 214 páginas.
Orientadora: Profª Drª Lisbeth Rebolo Gonçalves
Palavras-chave: Cultura, arte, modernidade, expressionismo.
Reconstitui a trajetória do artista paraguaio Ignácio Núñez Soler. Ressalta a contribuição brasileira (João Rossi e Lívio Abramo) no processo histórico-artístico-cultural paraguaio, para que a arte deste pintor fosse inserida na discussão da modernidade e modernização da América-Latina. Enfatiza a linguagem expressiva do pintor Ignácio Núñes Soler, bem como outros artistas tais como os do Grupo Santa Helena, Pedro Figari, e, ainda, os do muralismo Mexicano.

 

Dimas Antônio Künsch

Maus pensamentos - crise de paradigmas, pensamento complexo e informação de atualidade: a reportagem nas revistas do grupo católico comboniano na América Latina.
Defesa: 05/1999, Mestrado, 293 páginas.
Orientadora: Profª Drª Cremilda de Araújo Medina
Palavras-chave: Comunicação, reportagem jornalística, epistemologia, catolicismo, mediador social.
Examina a reportagem jornalística nas revistas Sem Fronteiras, Iglesia Sin Fronteras, Esquila Misional e Misión Sin Fronteras, editadas, respectivamente, por grupos católicos do Brasil, da Colômbia, do México e do Peru. Ressalta que os novos modos de compreender hoje a Ciência e o conhecimento humano em geral interessam também ao jornalismo. Conclui que a reportagem, dentre todos os gêneros de que se vale o jornalista em sua tarefa de mediador social da informação, é a que melhor pode dar conta dos desafios levantados por uma epistemologia da complexidade. Juntando e tecendo vozes e sentidos plurais, abrindo espaços para personagens e histórias humanas e tentando perseguir as múltiplas causas e múltiplas forças que regem os fatos e fenômenos da contemporaneidade, a reportagem contribui para uma compreensão mais humana e complexa do mundo, da sociedade e da história.

 

Angela Maria Pimenta

Aprendendo a "olhar" a paisagem latino-americana _ arte e ambiência na relação indivíduo-natureza: pesquisa-ação em São Paulo e Santiago do Chile.
Defesa: 05/1999, Mestrado, 239 páginas.
Orientadora: Profª Drª Lisbeth Rebolo Gonçalves
Palavras-chave: Cultura, educação, conservação ambiental, pesquisa- ação, procedimento interdisciplinar.
Compara situações da educação e conservação ambiental por meio da arte em São Paulo (Brasil) e Santiago (Chile). Trabalha a relação Indivíduo-Natureza por meio da educação e da arte, usando um procedimento interdisciplinar. Analisa os resultados de workshops realizados com o objetivo de coligir fundamentos prático-teóricos no aprendizado do "olhar" a paisagem em espaços verdes. Ressalta a importância de conjugar a subjetividade do espectador com o conhecimento dos dados históricos, culturais e físicos da paisagem.

 

Sandra Regina do Nascimento Santos

Vídeo popular e democracia: estudo comparativo de dois casos (Brasil e Chile)
Defesa
: 06/1999, Mestrado, 207 páginas.
Orientador: Profª Drª Cremilda Celeste de Araújo Medina
Palavras-chave: Comunicação popular, vídeo popular, vídeo popular e democracia.
Examina a trajetória do Movimento Popular como produtor de comunicação visual _ por meio da confecção e transmissão de imagens de vídeo _ no período compreendido entre o final das ditaduras militares ocorridas no Brasil e no Chile até à atualidade. Focaliza dois projetos atuais: o projeto da TV Sala de Espera (Belo Horizonte-MG) e ANTU Produciones (Santiago - Chile). Privilegia o vídeo popular em franca expansão no período pretendido. Aponta, no Chile, um enorme esforço, nem sempre exitoso, de esquecer o passado e apologizar o presente, denotando preocupações de cunho mais intimista. No Brasil a temática se volta para os problemas cotidianos, causado pelo descaso das autoridades, principalmente, nos bairros periféricos, onde a falta de infra-estrutura em quase todos os aspectos persiste.

 

João Eduardo Hidalgo

A cultura quechua na obra do antropólogo e escritor José Maria Arguedas e na atualidade peruana.
Defesa: 06/1999, Mestrado, 207 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Nazareth Ferreira
Palavras-chave: Cultura quechua, tradição inca, cultura pré-colombiana.
O trabalho objetiva mostrar o valor histórico e social da cultura quechua peruana e, também, contribuir para que tenha um melhor enquadramento dentro dos estudos antropológicos latino-americanos. Utiliza-se da obra do peruano José Maria Arguedas (1911-1969), o qual definiu e sistematizou o conhecimento até então disperso sobre a cultura quechua. Após examinar o papel desempenhado pela cultura ancestral no cotidiano das pessoas, conclui que os colonizadores espanhóis não conseguiram submetê-la. Essa cultura continua exercendo força, sendo elemento de união entre seus membros frente às adversidades. Para a população mais jovem, a cultura ancestral é sinônimo de desprestígio social, observando-se perda da força da cultura quechua. Por outro lado, as condições para os descendentes da cultura incaica ainda são bastante desfavoráveis. Os meios de comunicação de massa usam apenas o lado exótico da cultura, valorizando, porém, as características e a estética européia. Observou-se uma significativa divulgação via internet da cultura quechua bem como a existência de pequenas associações lutando pela preservação das manifestações características de cada região e a presença de pesquisadores chamados peruanistas, buscando avançar na compreensão desta cultura.

 

Maria Angela do Rego Barros

Política de comunicação das empresas como fator de integração no Mercosul. Estudo de caso: a política de comunicação da empresa Motorola, no Brasil e na Argentina, no ano de 1998.
Defesa: 10/1999, Mestrado, 133 páginas.
Orientadora: Profª Drª Beatriz Helena Gelas Lage
Palavras-chave: Comunicação, política de comunicação, empresa Motorola, integração, Mercosul.
Este trabalho refere-se ao estudo da política de comunicação das empresas especialmente das estratégias empregadas e sua interferência na Integração Regional do Cone Sul. Após elaborar uma restrospectiva da evolução das empresas, desde o início do século XVII até os dias atuais, abordando inclusive as mudanças com a virada do milênio, é delineado o cenário internacionalizado onde atuam as personagens do mundo dos negócios e as ferramentas mercadológicas utilizadas. A partir daí, surge a proposta de uma estratégia de comunicações adequada ao espaço determinado pelo Mercosul, especificamente no Brasil e, em decorrência, na Argentina, restrito ao envio de mercadorias para lá. Especificamente, é apresentado um diagnóstico da Gestão Estratégia de Marketing/Comunicação do caso de estudo: a empresa Motorola, sua atuação nos mercados Brasil e Argentina, desde a estrutura organizacional da área responsável pelo Marketing Internacional,
seu sistema de administração, formulação das estratégias e definição do plano de ação, referentes ao ano de 1998.

 

Monica Yukie Kuwahara

Mercosul: além da problemática comercial.
Defesa: 11/1999, Mestrado, 207 páginas.
Orientadora: Profª Drª Maria Nazareth Ferreira
Palavras-chave: Comunicação, Mercosul, globalização, regionalização, neoliberalismo e meios de comunicação.
Esta pesquisa discute o processo de integração no Cone Sul, buscando uma abordagem que permita um conhecimento além daquele circunscrito aos debates comerciais. Apresenta-se uma análise do contexto histórico no qual constitui-se o Mercosul, refletindo sobre as possibilidades de participação das sociedades envolvidas e sobre a participação dos meios de comunicação no processo. Discute-se a atuação dos meios de comunicação que, norteados por lógicas também comerciais, acabam por comprometer as possibilidades de participação da sociedade civil. A principal conclusão é a de que a redução no grau de conhecimento e de participação da sociedade civil reduz as possibilidades de avanço no processo de integração que também é ameaçado pelos entraves intrínsecos na escolha do modelo neoliberal de integração.

 

Gorky Lenin Yuri Díaz Pino

Atividades de relações públicas e de comunicação interna em instituições públicas de educação: um estudo de caso entre Chile e Brasil.
Defesa: 02/2000, Mestrado, 125 páginas.
Orientadora: Profª Drª Margarida Maria Kroling Künsch
Palavras-chave: Comunicação, relações públicas, comunicação institucional, educação.
Aborda as realidades da comunicação de instituições públicas ligadas à área de educação: Superintendência Municipal de Educação do Município de São Paulo _ São Paulo, Brasil e a Secretaria Regional Ministerial de Educación-Região Metropolitana/Chile. O estudo indica a necessidade de aprimorar os meios de comunicação dessas instituições. Nesse sentido propiciou sugestões, subsídios para a melhoria e dinamização das atividades de comunicação interna e de Relações Públicas de ambas as organizações.

 

Juarez Tadeu de Paula Xavier

Exu, Ikin e Egan: Equivalências Universais no Bosque das Identidades Afrodescendente Nagô e Lucumi - Estudo Comparativo da Religião Tradicional Iorubá no Brasil e em Cuba.
Defesa: 03/2000, Mestrado, 292 páginas.
Orientadora: Profa. Dra. Ronilda Ribeiro
Palavras-chave: Cultura, afrodescendente, iorubá, nagô, lucumi.
Estudo da construção da identidade dos afrodescendentes brasileiros e cubanos. Onde verifica-se traços marcantes e a preservação de núcleos originários da presença de elementos do complexo cultural e o iorubá, que legaram um rico mosaico cultural. Destacam-se três sistemas de equivalências universais: panteão, divinação e a iniciação. Essas equivalências constituíram importantes mecanismos de reelaboração do complexo religioso e na construção da auto-estima dos descendentes dos iorubás nos países focos no estudo. Podendo favorecer ações reversivas das condições de vida e de morte dos afrodescendentes, pautadas pelo preconceito, discriminação e racismo nas sociedades contemporâneas.

 

Denise Maria Botelho

Aya nini (Coragem). Educadores e educadoras no enfrentamento de práticas racistas em espaços escolares _ São Paulo e Havana.
Defesa: 03/2000, Mestrado, 158 páginas.
Orientadora: Profa. Dra. Ronilda Ribeiro
Palavras-chave: Cultura, relações raciais, racismo, educação, cidadania.
Analisa o papel do educador como ator social na superação ou manutenção de práticas racistas em Unidades Escolares. Busca-se novas perspectivas para superação das desigualdades sócio-raciais no contexto latino-americano, apreendendo o papel social dos educadores no enfrentamento de práticas racistas discriminatórias no ambiente escolar, realizado na cidade de São Paulo (Brasil) e tendo como contraponto a realidade educacional de Havana (Cuba). Este estudo indica que os educadores apresentam significativo papel na integração e/ou exclusão escolar apontando necessidades de políticas públicas educacionais, visando a superação do racismo.

 

Soraia Almeida Barros

Transculturação em Los rios profundos: a teoria de Angel Rama e o projeto transculturador de José Maria Arguedas
Defesa: 04/2000, Mestrado,112 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Lisbeth Rebollo Gonçalves
Palavras Chave: Cultura, transculturação, Angel Rama, José Maria Arguedas, modernidade
Esta pesquisa investiga os limites e possibilidades da transculturação narrativa no romance Los rios profundos e o projeto transculturador de Arguedas, tomando como base a análise de Angel Rama que tenta traduzir e representar o mundo indígena. Rama concorda que o processo literário tinha valor prático para Arguedas, afirmando que a literatura operou para ele como o modelo reduzido da transculturação onde se podia mostrar e provar a eventualidade de sua realização. Esta subversão e infiltração de formas culturais no romance, não obstante, não implica que Arguedas realize um projeto que consiga representar uma autêntica "visão interior do índio". Neste sentido, conclui-se que Arguedas opôs o "pensar mítico" ao manejo dos "mitos literários" que utilizam os escritores da modernidade, dotando Los ríos profundos da qualidade de integração transculturadora, onde o choque dos ódios ancestrais converteram-se em diálogo produtivo e salvador.

 

Maria do Carmo Barêa Coutinho

Ecoturismo: Reservas extrativistas no Brasil e experiências da Costa Rica
Defesa: 04/2000, Mestrado, 157 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Beatriz Helena Gelas Lage
Palavras Chave: Comunicação, ecoturismo, reservas extrativistas, recursos naturais, economia.
O trabalho avalia a possibilidade do desenvolvimento da atividade de ecoturismo nas Reservas Extrativistas Estaduais de Curralinho e Pedras Negras, no Estado de Rondônia - Brasil, como alternativa econômica compatível, com o uso tradicional dos recursos naturais, valorização e resgate dos recursos históricos e culturais destas comunidades. Utilizando-se como parâmetro experiências em ecoturismo desenvolvidas na Costa Rica

 

Marcos Teodorico Pinheiro de Almeida

Os jogos tradicionais infantis em brinquedotecas cubanas e brasileiras
Defesa: 04/2000, Mestrado, 300 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras Chave: Cultura, jogos infantis, brinquedos, lídico.
O trabalho aborda a questão dos jogos tradicionais infantis nas brinquedotecas de Havana (Cuba) e de São Paulo (Brasil). O estudo aponta que tanto em São Paulo como em Havana, os jogos tradicionais são utilizados dentro das brinquedotecas: bolinha de gude, pular corda, esconde-esconde, jogo da velha dentre outros, mostrando que os jogos tradicionais encontrados nas brinquedotecas de São Paulo e de Havana fazem parte do acervo universal da cultura lúdica infantil. Conclui-se que as brinquedotecas são espaços adequados para o desenvolvimento dos jogos tradicionais infantis.

 

Luzia Aparecida Ferreira

Ações culturais na Universidade de São Paulo e na Universidade de Buenos Aires: aspectos comparativos
Defesa
: 05/2000, Mestrado, 121 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Dilma de Melo e Silva
Palavras Chave: Cultura, Universidade de São Paulo, Universidade de Buenos Aires, projetos culturais
Este trabalho examina os discursos, os projetos e as tentativas de elaboração e implantação de políticas culturais na Universidade de São Paulo (Brasil) e na Universidade de Buenos Aires (Argentina), com o objetivo de comparar e analisar a administração da política cultural das duas universidades, verificando os mecanismos utilizados nas práticas artísticas dentro do cenário de cada país. No caso de Universidade de São Paulo constatou-se que houve, durante o período 1989-95, uma tentativa de direcionamento e sistematização de diretrizes para o desenvolvimento de projetos culturais. Por outro lado, na Universidade de Buenos Aires no extenso período de intervenção militar _ 1976-83 _ foi criado um centro cultural com o objetivo de direcionar a prática e a política na área cultural.

 

Eduardo Tadeu Figueiredo

Teatro brasileiro e teatro cubano na década 1980-1990: cultura e resistência na América Latina
Defesa: 07/2000, Mestrado, 92 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Dilma de Melo e Silva
Palavras Chave: Cultura, teatro, contexto sócio-político-econômico, resistência, produção teatral
O objetivo do trabalho é identificar e descrever as características das produções teatrais de Cuba e do Brasil (eixo Rio de Janeiro-São Paulo), contribuindo para a compreensão dos mecanismos que operam sobre as formas de relação teatro/sociedade em países latino americanos. O foco do estudo são as mudanças implementadas na produção teatral, a partir do decênio de 80, ocorridas em relação ao que se observava nos períodos que sucederam a Revolução Cubana, em 1959, e a Ditadura militar, em 1964, no Brasil. Assim sendo, considerando as características da produção teatral e os condicionamentos que estas estavam expostas nos dois países, observou-se nas produções selecionadas forte relação e interferência do contexto sócio-político-econômico e cultural no modo de suas produções, identificando diferenças e semelhanças entre os espetáculos em relação ao processo de identidade latino americana.

 

Jorge Marcelo Córdova Jarufe

Internet: Impacto de uma nova mídia _ páginas e portais no Brasil e na Argentina
Defesa: 08/2000, Mestrado, 98 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras Chave: Comunicação, internet, portais, jornais, globalização
O objetivo do trabalho é identificar algumas questões e tendências em relação à Internet a partir do contexto da globalização. Para tal, mostra-se a trajetória, a origem e o desenvolvimento da rede, a adaptação de jornais ao novo meio e o surgimento de um novo meio de comunicação: o portal. O estudo selecionou algumas empresas de comunicação brasileiras e argentinas que possuem portais em ambos os países, comentando algumas das questões surgidas durante a investigação.

 

Gustavo Adolfo Alavedra Saavedra

O cinema latino-americano contemporâneo e suas novas tecnologias: um estudo de caso das produções brasileira e mexicana
Defesa: 09/2000, Mestrado, 188 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Mary Enice Ramalho de Mendonça
Palavras Chave: Cultura, cinema, tecnologia digital, novas formas fílmicas, produção cinematográfica
O objetivo desse estudo é analisar a aplicação das tecnologias digitais na utilização e exploração de novas formas fílmicas no Brasil e no México. O foco do estudo localiza-se na análise dos filmes O Quatrilho, de Fábio Barreto (1995) e de Cabeza de Vaca, de Nicolás Echevarría (1991), por estarem entre os primeiros a incorporar a tecnologia digital na sua realização e em suas produções. O trabalho é complementado por análise de empresas de audiovisual que incorporam tecnologias modernas em suas produções cinematográficas, destacando-se o caso da Casablanca Finish (Brasil) e dos Estúdios Churubusco Azteca (México).

 

Andreia dos Santos Rodrigues

Um retrato do Mercosul (via Gazeta Mercantil Latino-americana)
Defesa: 10/2000, Mestrado, 174 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Maria Nazareth Ferreira
Palavras Chave: Comunicação, MERCOSUL, Gazeta Mercantil Latino Americana, regionalização, globalização
O objetivo deste trabalho é verificar a forma em que o MERCOSUL é retratado através dos fatos noticiados no semanário Gazeta Latino-Americana, nos anos de 1996/1997 e 1998/1999. A pesquisa é centrada nos dados coletados nas notícias veiculadas pelo semanário, de circulação simultânea na região. Assim sendo, após a organização e esquematização dos fatos, concluiu-se que o MERCOSUL se constitui numa síntese de acordos comerciais. Ou seja, o MERCOSUL não se constitui numa tentativa de combate, mas sim de sobrevivência frente ao processo de globalização e de implantação da política neoliberal imposto mundialmente.

 

Edwin Ricardo Pitre Vásquez

A música na formação da identidade na América Latina: O Universo Afro-brasileiro e Afro-cubano
Defesa: 10/2000, Mestrado, 115 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Dilma de Melo e Silva
Palavras Chave: Cultura, música popular, samba, son, identidade latino-americana, afrodescendente
O objetivo do estudo é investigar a presença da música na formação da identidade afrodescendente latino-americana, destacando-se os casos do Brasil e de Cuba. A análise parte do exame do gênero musical samba (Brasil) e son (Cuba), nas décadas de 70 e 80, revelando a presença de elementos africanos nas estruturas melódicas, aplicação harmônicas e nos padrões rítmicos. O trabalho demonstra que a música constitui um dos fatores formadores tanto da identidade musical brasileira quanto da cubana, concluindo que a música popular dos dois países nutriu da matriz africana.

 

Felipe Chibás Ortiz

Barreiras a Comunicação e Criatividade Organizacional: um estudo de caso em hotéis brasileiros e cubanos
Defesa: 12/2000, Mestrado, 135 páginas.
Orientadora: Profa. Dra. Margarida Maria Krhling Kunsch
Palavras chave: Comunicação, criatividade organizacional, cultura organizacional, barreiras a comunicação, organizações empresariais
O estudo aborda os aspectos das barreiras à comunicação e a criatividade de pessoas e de grupos no âmbito das organizações, partindo da conceituação de níveis de criatividade organizacional construída através das variáveis: flexibilidade, originalidade, aceitação de desafios e capacidade de solucionar problemas, e as aplica em hotéis de alto padrão de Belo Horizonte e Porto Alegre (Brasil) e Havana (Cuba). Os resultados obtidos apontam que a relação entre barreiras à comunicação e criatividade é inversamente proporcional ou seja quando uma decresce a outra cresce proporcionalmente, embora essas relações não sejam diretas e sim mediadas através de outras variáveis, como a cultura organizacional, por exemplo.

 

Roberto Torres Tangoa

Educação a Distância (EAD): Contribuições para o Ensino Médio, Profissional e Superior no Brasil e no Peru.
Defesa: 12/2000, Mestrado, 110 páginas;
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras chave: Comunicação; educação a distância; tecnologia de informação; ensino-aprendizagem.
O objetivo do trabalho é analisar o recurso metodológico da Educação a Distância (EAD), no contexto das novas tecnologias de informação e comunicação. A EAD atinge as populações fora do contexto das salas de aula, bem como pode auxiliar nas políticas de capacitação e recapacitação de trabalhadores para o mercado de trabalho. Para tal, a partir de suas bases legais, traça-se um painel de sua implantação no Brasil e no Peru, examinando seus resultados, destacando a utilização das novas tecnologias como elemento auxiliar na EAD.

 

Renato Braz Oliveira de Seixas

Análise Comparativa da Legislação Argentina e Brasileira de proteção ao consumidor contra publicidade enganosa e abusiva no contexto cultural desses países.

Defesa: 24/05/2001, Mestrado, 435 páginas.
Orientador: Profª Dra. Beatriz Helena Gelás Lage.
Palavras-chave: Cultura, ordenamentos jurídicos, proteção ao consumidor.

Em suma, são objetivos desta dissertação: (1º) fixar o contexto geral em que se formaram e em que se desenvolveram os ordenamentos jurídicos do Brasil e da Argentina e, em especial, suas respectivas leis de proteção ao consumidor; (2º) examinar o conteúdo, a abrangência e a aplicação das normas jurídicas do Direito argentino e do brasileiro que disciplinam o dever geral do fornecedor de informar o consumidor, incluindo os casos de publicidade enganosa ou abusiva; (3º) analisar como os fornecedores estão cumprindo o seu dever de informar o consumidor especificamente nas mensagens publicitárias; e (4º) verificar que elementos de identificação cultural têm sido retratados nos diferentes casos práticos no que concerne à composição do universo cultural dos consumidores argentinos e brasileiros.

 

Angela Maria Schwengber

Resistência e Utopia: Resgatando e transformando culturas (Reflexões sobre trajetórias do Movimento Sem Terra, MST - Brasil e da Central Independiente de Obreros Agrícolas y Campesinos, CIOAC - México).

Defesa: 05/06/01, Mestrado, 200 páginas (vol. I), 128 páginas (vol. II).
Orientador: Profª Drª Cremilda Medina
Palavras-chave: Cultura, MST, CIOAC.

Os movimentos/organizações escolhidos como fontes para este estudo foram: o Movimento Sem Terra - MST, do Brasil e a Central Independiente de Obreros Agrícolas y Campesinos- CIOAC, do México. Ambos têm transcendência na organização e luta dos camponeses de seus respectivos países. Emergiram no cenário sócio-político na década de 1970 em plena crise do modelo capitalista de "modernização agrícola", formaram-se e desenvolveram-se tendo como eixo principal a luta pela terra e por um programa alternativo de desenvolvimento agrário e agrícola que partisse da viabilização da agricultura camponesa e da descentralização dos recursos, meios e serviços tornando-os acessíveis às populações rurais. Fundaram-se nos princípios de autonomia, organização e participação de base, democracia e mobilização permanente da base social.

 

Teresinha Rodrigues Prada Soares

A obra violonística de Heitor Villa-Lobos (Brasil) e Leo Brouwer (Cuba): a sensibilidade americana e a aventura intelectual.

Defesa: 10/12/01, Mestrado, 266 páginas.
Orientador: Prof. Dra. Dilma de Melo Silva
Palavras-chave: Cultura. Música brasileira, música cubana.

Este trabalho é um estudo comparativo entre a música de Heitor Villa-Lobos e Leo Brouwer, que tenta provar o grande valor de suas obras para a música violonística do século XX. Ambos têm em comum muitos traços e experiências, como a ressonância da música popular; a música da estética Nacionalista; senso de patriotismo; o envolvimento com esferas governamentais, principalmente em Educação e Cultura; entre outros. Suas diferenças também são apontadas, especialmente quanto às suas posições políticas e culturais, vistas como uma conseqüência dentro da época em que atuaram. Como um objetivo secundário, tenta-se demonstrar que suas produções podem ser entendidas como um exemplo considerável de identidade latino-americana.

 

Diego Ivan Carona Riquelme

Cinema Latino Americano: o documentário de gênero político na teoria do desenvolvimento e o resgate da história: o caso do Brasil e da Bolívia nas décadas de 60 e 70.

Defesa: 22/02/2002, mestrado, 326 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Mary Enice Ramalho de Mendonça
Palavras-chave: cinema latino americano, gênero político, teoria do desenvolvimento, Brasil, Bolívia.

O trabalho apresenta uma análise e levantamento de dados gerais sobre o documentário como gênero cinematográfico na América Latina. Os fatos históricos da década de 60 têm desdobramentos na década de 70, algo que se verifica tanto nas áreas culturais quanto políticas. Foi nesta época que surgiram os movimentos chamados culturais que provocaram mudanças nos comportamentos sociais e políticos. Dentro deste contexto, nossa proposta é pesquisar a literatura cinematográfica e filmográfica da América Latina.

 

Rogério Correa Laureano

Cinema e história no Brasil e na Argentina na transição política: estudo comparativo entre os filmes "Pra frente Brasil" e "Nem culpa nem esquecimento".

Defesa: 11/04/2002 mestrado, 147 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras-chave: história, Brasil, Argentina, análise de filmes.

O cinema gradativamente alcançou os estatutos de arte, representação da realidade, fonte documental e fator cultural. Sua dinâmica atrai e distancia muitos historiadores que, mergulhados na cultura escrita, sentem-se desafiados a abordá-lo. A problemática torna-se maior, como no caso das obras aqui analisadas - "Pra frente Brasil" (Brasil, 1982) e "Nem culpa nem esquecimento" (Argentina, 1983) - que, interpretando situações violentas de sua história passada, foram exibidos quando os atores sociais daqueles acontecimentos ainda estavam presentes. Trabalhar esses filmes trouxe a preocupação de contextualizar os períodos ditos de transição política, bem como refletir sobre as relações entre o cinema e a história.

 

Silvia Beatriz Adoue

Cinema de ficção científica e alfabetização cinematográfica. Duas experiências. Estudo comparativo entre São Paulo e Argentina.

Defesa: 19/04/2002, mestrado, 349 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras-chave: cinema de ficção científica, alfabetização cinematográfica, Brasil, Argentina.

Neste trabalho comparam-se duas experiências de alfabetização cinematográfica com filmes de Ficção Científica em 7ª séries de duas escolas de classe média, uma em São Paulo e outra em Buenos Aires. Essas experiências de alfabetização audiovisual crítica focalizam tanto os elementos da "gramática" cinematográfica quanto os procedimentos narrativos comuns a outras linguagens. Esses elementos e procedimentos produtores de sentido são estudados enquanto ideologia considerando o seu contexto de produção e recepção.

 

Fátima Antunes da Silva

 

Manifestações contemporâneas do teatro político. Estudo da produção e da poética da Companhia do Latão e do El Galpón (Brasil e Uruguai).

Defesa: 24/06/2002, mestrado, 175 páginas (mais anexo).

Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano

Palavras-chave: teatro político, Brasil, Uruguai.

O presente trabalho tentou analisar manifestações do teatro político na década de 90. Interessou-nos saber das possíveis ocorrências desse teatro nas cidades de São Paulo e Montevidéu, o que o situou numa perspectiva comparada. Duas companhias teatrais, Companhia do Latão e El Galpón, foram selecionadas devido ao repertório e à história de ambas que pareciam comprometidas com que se convencionou chamar teatro político. Esse fato suscitou perguntas tais como: por que motivo esse tipo de teatro estaria se movimentando hoje? Ou já não seria o teatro político moderno que surgiu no século XX? Então, o que seria?

A problematização da idéia de teatro político, buscando em sua origem o seu conceito primordial foi um passo fundamental para alcançar um dos objetivos desse trabalho, qual seja, o de saber quais são efetivamente os elementos que caracterizam uma obra teatral política. Situar a discussão nos países de interesse, contextualizando histórica, política e socialmente a década de 60, foi importante para o confronto inevitável que ela suscitou com os anos 90. A hipótese de que se trataria sim de “autêntico” teatro político se confirmou apenas no caso da Companhia do Latão, de São Paulo; sendo falso no caso do Uruguai.

 

Derneval Ribeiro Rodrigues da Cunha

 

Entre Gabeira e Guevara: notas sobre os escritos da luta armada.

Defesa: 25/06/2002, mestrado, 182 páginas.

Orientador: Profa. Dra. Dilma de Melo Silva

Palavras-chave: luta armada, Brasil, Bolívia.

O presente trabalho pretende comparar os escritos de dois livros: “O que é isso, companheiro? Um depoimento” de GABEIRA e o “Diário da guerrilha boliviana” de GUEVARA. Os dois livros são testemunhos de um período histórico e representam a tentativa de colocar em prática as idéias de outro livro de GUEVARA, “Guerra de guerrilhas”, texto que influenciou movimentos de Luta Armada em todo o mundo. Com este estudo, pretende-se analisar o contexto histórico em que foram escritos, as características da narrativa, a ideologia e a diferença entre a teoria e a prática da Luta Armada.

 

Vivian Fernandez D’Avila

 

As representações do narcotráfico na imprensa latino-americana

Defesa: 21/11/1994, mestrado, 252 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Fernando Leite Perrone

Palavras-chave: Comunicação, narcotráfico, imprensa, NOMIC.

Estuda os jornais de maior circulação nacional nos países onde o narcotráfico tem maior incidência: na Bolívia, o jornal Presencia; na Colômbia, o jornal El Tiempo; e, no Brasil, a Folha de São Paulo. Apresenta as teorias da “Nova Ordem Mundial da Informação” (NOMIC), as quais afirmam existir órgãos de difusão que atuam no plano global - agências de notícias, por exemplo - que se encarregam de disseminar os valores culturais e interesses dos países desenvolvidos, repetindo o conteúdo informativo dominante, em detrimento da própria realidade. Sobre o narcotráfico, as agências de notícias infiltram, ainda na perspectiva da NOMIC, um discurso de intervencionismo militar, penalização e coação econômica e, principalmente, de denúncias aos países produtores, enquanto os consumidores ficariam isentos de qualquer responsabilidade. Questiona essa teoria, verificando em que medida o contexto histórico da guerra fria (em que tais teorias foram elaboradas) influi nas suas conclusões e impede observar a intervenção das mensagens jornalísticas.

 

Andreia dos Santos Rodrigues

 

Um retrato do Mercosul (via Gazeta Mercantil Latino-americana)

Defesa: 05/10/2000, mestrado, 174 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Nazareth Ferreira

Palavras-chave: Comunicação, MERCOSUL, Gazeta Mercantil Latino Americana, regionalização, globalização.

O objetivo deste trabalho é verificar a forma em que o MERCOSUL é retratado através dos fatos noticiados no semanário Gazeta Latino-Americana, nos anos de 1996/1997 e 1998/1999. A pesquisa é centrada nos dados coletados nas notícias veiculadas pelo semanário, de circulação simultânea na região. Assim sendo, após a organização e esquematização dos fatos, concluiu-se que o MERCOSUL se constitui numa síntese de acordos comerciais. Ou seja, o MERCOSUL não se constitui numa tentativa de combate, mas sim de sobrevivência frente ao processo de globalização e de implantação da política neoliberal imposto mundialmente.

 

Monica Cristina Araújo Lima

 

Nelson Pereira dos Santos e Fernando Birri: imagens do (sub) desenvolvimentismo

Defesa: 25/04/2000, mestrado, 122 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani

Palavras-chave: Comunicação, cinema, desenvolvimentismo, modernidade econômica, modernidade cultural

Este trabalho tem como objetivo a análise da inter-relação do discurso ideológico desenvolvimentista e a produção cinematográfica de Nelson Pereira dos Santos (Brasil), no período do governo Kubitschek (1956-61), e Fernando Birri (Argentina), no governo de Arturo Frondizi (1957-62). Os filmes Rio, Zona Norte (1957) e Rio, 40 Graus (1955) de Nelson Pereira dos Santos e Tiri dié (1958) e Los Inundados (1961) de Birri são analisados em perspectiva comparada, com as idéias de economistas e cientistas sociais ligados a CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina) e ao ISEB (Instituto Superior de Estudos Brasileiros). Através do entendimento das transformações ocorridas na área cinematográfica foi possível perceber a existência de uma articulação entre a modernização dos campos políticos e econômicos e a modernidade cultural e artística que se processava na sociedade naquele momento.

 

Ângela Maria Schwengber

 

Resistência e Utopia: Resgatando e transformando culturas (Reflexões sobre trajetórias do Movimento Sem Terra, MST - Brasil e da Central Independiente de Obreros Agrícolas y Campesinos, CIOAC - México).

Defesa: 05/06/2001, mestrado, 328 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Cremilda Celeste de Araújo Medina

Palavras-chave: MST, CIOAC, transformação cultural, Brasil, México.

Os movimentos/organizações escolhidos como fontes para este estudo foram: o Movimento Sem Terra - MST, do Brasil e a Central Independiente de Obreros Agrícolas y Campesinos- CIOAC, do México. Ambos têm transcendência na organização e luta dos camponeses de seus respectivos países. Emergiram no cenário sócio-político na década de 1970 em plena crise do modelo capitalista de “modernização agrícola”, formaram-se e desenvolveram-se tendo como eixo principal a luta pela terra e por um programa alternativo de desenvolvimento agrário e agrícola que partisse da viabilização da agricultura camponesa e da descentralização dos recursos, meios e serviços tornando-os acessíveis às populações rurais. Fundaram-se nos princípios de autonomia, organização e participação de base, democracia e mobilização permanente da base social.

                                                                                                             

João Batista Neto

 

Os Vestígios de um Naufrágio. História das Igrejas de Gian Battista Primolo nas Reduções Jesuíticas dos Guaranis – Um Estudo Comparativo Brasil/Paraguai

Defesa: 23/05/2003, mestrado, 320 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves

Palavras-chave: Patrimônio cultural; conservação; preservação; monumento; reduções jesuíticas; jesuítas; guaranis; missões jesuíticas.

A proposta deste trabalho é analisar historicamente os vestígios arquitetônicos das Reduções Jesuíticas dos Guaranis, enquanto monumento cultural. Nesse sentido, analisaremos as igrejas construídas de pedra, projetadas pelo arquiteto italiano Gian Battista Primoli, nas reduções de Trinidad, no Paraguai, São Miguel, no Brasil. Como integrante da companhia de Jesus, Primoli veio para a América do Sul entre 1717 e 1747. A execução dessas igrejas modificou o sistema construtivo autóctone e, em 1983, elas foram tombadas pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade. A análise desses monumentos foi desenvolvida através de um método comparativo da ciência histórica, usando como referencial teórico os estudos do historiador francês Marc Bloch, tocando o sistema construtivo, as modificações introduzidas por Primoli e as intervenções realizadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), no Brasil, e pela Secretaria Nacional de Turismo (SENATUR), no Paraguai.

 

Vilma Andrade dos Santos

 

Poéticas dos Imaginários: cultura popular e mitos ancestrais nas obras de João Sebastião da Costa (Brasil), Marisa Lara e Arturo Guerrero (México)

Defesa: 29/04/2003, mestrado, 159 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Cremilda Medina

Palavras-chave: cultura popular, mitos ancestrais, povos pré-colombianos, imaginário, Brasil, México.

Este estudo aborda alguns elementos simbólicos pertencentes à cultura popular e a mitos ancestrais dos povos pré-colombianos, presentes nas obras pictóricas do brasileiro João Sebastião da Costa e dos mexicanos Marisa Lara e Arturo Guerrero. Para o desenvolvimento desta investigação, os procedimentos metodológicos mantiveram-se apoiados numa perspectiva interdisciplinar e comparativa, a partir da noção de leitura cultural, seguida da apreciação de conceitos de: cultura; cultura popular; imaginário; mito; representação; simbolismo; signo artístico; iconografia e iconologia. A busca pela compreensão das obras despertou-nos o interesse pelo conhecimento dos artistas e de seus contextos culturais. A análise das pinturas de João Sebastião da Costa, de Marisa Lara e de Arturo Guerrero possibilitou a verificação da existência de um elemento simbólico comum – o Jaguar. Portanto, a constatação da figura desse animal, nos mitos cosmogônicos dos povos pré-colombianos e sua presença nas obras desses artistas contemporâneos, revelou-nos a permanência do Jaguar e a força de seu simbolismo, no imaginário coletivo de Cuiabá e da Cidade do México.

                                                                                                        

Luiz Fernando Ferreira

 

Ecoturismo: estágio no Brasil e Peru. Experiências brasileiras em capacitação

Defesa: 17/04/2003, mestrado, 196 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone

Palavras-chave: conservação ambiental, conservação cultural, ecoturismo, turismo, Brasil, Peru.

Esta dissertação apresenta o ecoturismo como ferramenta para a conservação ambiental e cultural, e como uma das alternativas econômicas para contribuir na direção de um modelo de desenvolvimento sustentável para o Brasil e Peru. Analisa-se a evolução contemporânea do ecoturismo, como segmento de mercado do turismo, respectivamente no Brasil e Peru. São discutidas as experiências brasileiras em capacitação não formal para o ecoturismo, e desenvolvida uma análise sobre o volume e abrangência do ensino formal de turismo e ecoturismo nestes países. Destaca-se a importância da formação e capacitação de comunidades anfitriãs, nas localidades de destino de ecoturismo, como forma de possibilitar sua inclusão e participação efetiva neste processo de desenvolvimento. Por fim, procede-se uma análise comparativa do estágio atual de desenvolvimento do ecoturismo nos dois países.

 

Lia Madalena Ramponi Atonioli

 

Fontes Semelhantes, Vertentes Diferentes. A Formação do Professor Primário no Brasil e em Cuba na Década de 1960. Um Estudo Comparativo

Defesa: 15/08/20003, mestrado, 128 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Inês Garbuio Peralta

Palavras-chave: Professor primário, curso normal, curso primário, técnico, militante político, escolanovismo, tecnicismo, pedagogia socialista, Brasil, Cuba.

O tema de interesse do presente estudo é o da fundamentação teórica estabelecida para a formação do professor primário, enquanto profissional da educação no curso primário (séries iniciais do Ensino Fundamental) na década de 1960, no Brasil e em Cuba. Buscamos apreender, em cada uma das realidades estudadas e no contexto histórico delimitado, as diretrizes que foram assumidas pelo Brasil e por Cuba no momento histórico vivido pelos dois países. Por meio da metodologia comparativa buscamos compreender o direcionamento das diretrizes teóricas que foram estabelecidas e dos instrumentos legais que foram exarados para dar visibilidade e sustentação à formação do Professor Primário em momentos de opções político-econômicas. Comparando as duas realidades, foi possível entender o direcionamento proposto para o perfil do profissional a ser habilitado para a docência na década de 1960 pelo Brasil e por Cuba. Conclui-se que diretamente influenciada pelas condições econômicas e políticas do Brasil, a proposta referia-se à formação do Professor Técnico e em Cuba do Professor Militante Político.

 

Eduardo Gonçalves Fernandes

 

O Arranjo Vocal de Música Popular em São Paulo e Buenos Aires

Defesa: 04/07/2003, mestrado, 139 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Kazadi Wa Mukuna

Palavras-chave: Música Popular, arranjo vocal, São Paulo, Buenos Aires.

Esta pesquisa foi motivada pela forma preconceituosa com que é tratado o arranjo vocal de música popular, a despeito da sua larga utilização nos coros de uma maneira geral.
Este trabalho tem como objetivo principal fazer um levantamento dos arranjadores corais das cidades de São Paulo e Buenos Aires, traçar um pequeno perfil biográfico de cada um, colocar à disposição dos interessados um catálogo da sua produção de arranjos corais de música popular e viabilizar, assim, formas de acesso a este repertório.
Acreditamos que este levantamento e sua conseqüente análise possam servir como base de dados para pesquisas futuras, uma vez que a literatura sobre o assunto é muito escassa e a difusão das partituras de música popular para coro ainda é realizada de uma maneira muito irregularr e difusa.
Este levantamento foi feito a partir de um questionário enviado a regentes brasileiros e argentinos que, através de suas respostas, permitiram que chegássemos a um determinado elenco de arranjadores. Este questionário revelou também aspectos importantes da atividade coral em São Paulo e Buenos Aires.
Finalmente, a análise de alguns arranjos e a reflexão sobre o hibridismo do arranjo coral, vaso comunicante entre a cultura popular e erudita, procuram demonstrar que a música e o seu meio de expressão podem estar além de rótulos e convenções que lhe são atribuídas.

 

Denise Mota da Silva

 

Vizinhos Distantes: Circulação cinematográfica no Mercosul (1991-2003)

Defesa: 04/02/2004, mestrado, 268 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani

Palavras-chave:  cinema; integração regional; Mercosul; Brasil; Argentina.

Esta dissertação de mestrado investiga condições, problemas e perspectivas que atravessam o cinema no Mercado Comum do Sul de 1991 a 2003, concentrando-se na realização de longas-metragens comerciais nos países-membro efetivos do bloco – Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai – a partir da criação do Mercosul, em março de 1991, pelo Tratado de Assunção. Toma-se como ponto de partida para a pesquisa que vínculos há entre a aproximação econômica prevista pelo tratado, as expectativas e iniciativas geradas por esse mecanismo nas sociedades envolvidas pelo bloco e as transformações pelas quais passou o cinema local a partir do início dos anos 1990.
Primeiramente, são apontadas diferenças e semelhanças entre esses países durante as três instâncias fundamentais do processo fílmico: produção, distribuição e exibição. Numa segunda etapa, é apresentado um panorama do pensamento da classe cinematográfica do bloco, a partir de questionários enviados a 40 profissionais da área.
Por fim, e como resultado das informações elencadas acima, analisa-se de que modo o cinema no Mercosul se desenvolveu ao longo destes 13 anos. As características que marcam cada cinematografia - e como elas atendem a realidades nacionais – e em que medida o bloco oficialmente constituído contribui para p estado cinematográfico que Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai apresentam neste início do século XXI.

 

 

 

PRÁTICAS POLÍTICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

 

Mestrado

 

Andrés Éfren Montalvo Sosa

Relações internacionais nos países do Grupo Andino.
Defesa: 12/1992, Mestrado, 222 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca
Palavras-chave: Relações internacionais, Grupo Andino, instituições públicas latino-americanas.
Discute a teoria geral das Relações Internacionais, destacando a teoria do realismo da interdependência e dependência. Realiza a síntese histórica da formação do Grupo Andino, reconstituindo sua estrutura institucional. Apresenta, analiticamente, o Acordo de Cartagena, sua estrutura, sua organização e os demais órgãos que o compõem. Analisa a "situação de tensão" dos países andinos e descreve os instrumentos de seu sistema de integração, apresentando os principais convênios de cooperação, tais como o convênio Andres Bello, o convênio Hipólito Unanue e o convênio Simon Rodriguez.

Luis Enrique Rambalducci Estenssoro

O sistema econômico latino-americano (SELA): integração e relações internacionais (1975-1991).
Defesa: 07/1994, Mestrado, 186 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Relações internacionais, integração regional, sistemas econômicos.
Traça um panorama teórico e histórico do contexto internacional do pós-guerra, da crise da ordem estabelecida por Bretton Woods e da perspectiva de uma Nova Ordem Econômica Internacional (NOEI). Estuda o subsistema regional latino-americano, com os seus diversos  esquemas de integração existentes (ALALC/ALADI, MCCA, GRAN, CARICOM, MERCOSUL). Descreve a criação do SELA, as expectativas que gerou e a natureza, propósitos, objetivos e estrutura da organização, como definidas no Convênio do Panamá (1975). Comenta e avalia alguns aspectos da atuação do SELA frente à dívida externa e à crise das Malvinas bem como perante aos novos processos de industrialização e tecnologia, com a intenção de definir melhor a utilização dos conceitos de seguridade e desenvolvimento econômico. Analisa seu papel em relação aos EUA, União Européia, Japão, GATT e UNCTAD, esclarecendo a posição da organização nos marcos do diálogo Norte-Sul.

 

Anida Rosaura Yupari Aguado

Subsídios para o estudo do direito ambiental internacional
Defesa: 04/1996, Mestrado, 247 páginas.
Orientador: Profª Drª Araminta de Azevedo Mercadante
Palavras-chave: Relações internacionais, direito ambiental internacional, integração econômica, ecologia.
Estuda a formação do Direito Ambiental Internacional em suas diversas fases, focalizando a inserção da proteção ao meio ambiente mundial no sistema jurídico internacional. Levando em consideração que os Estados não são mais os principais atores no cenário internacional, apresenta o estudo da inserção da proteção ambiental no processo de integração econômica, tendo como modelo representativo a experiência da União Européia, cujo processo de desenvolvimento econômico integra os assuntos ecológicos. A tendência a considerar a proteção ambiental e o desenvolvimento econômico como compatíveis ficou enfatizada nas normas ambientais estabelecidas pelo NAFTA, assim como nos esforços do MERCOSUL e do Acordo de Cartagena em incorporá-las nas suas normas básicas. Analisa ainda os sistemas de Política Ambiental dos Estados Unidos, Brasil e Peru, tendo em vista o fato de que, na América Latina, os princípios de proteção ambiental foram sendo incorporados progressivamente.

 

Inês de Oliveira Lima

Direito marítimo _ uma comparação entre as legislações da Argentina, Brasil e Uruguai.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 125 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Antônio Carlos Robert Moraes
Palavras-chave: Relações internacionais, direito marítimo, integração
regional.
Descreve a evolução do papel do Direito Marítimo, desde simples regulador do tráfego de navegações, até instrumento limitador dos interesses decorrentes da nova importância que o mar passa a ter na vida dos povos. Trata das legislações marítimas do Brasil, Argentina e Uruguai e sua atuação como veículo regulador da exploração marinha, vista como alternativa a possível escassez terrestre de recursos minerais e de matérias-primas.

 

Adriana Vilma Ferreira de Martinez

MERCOSUL e federalismo.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 109 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca
Palavras-chave: Relações internacionais, integração regional, MERCOSUL, federalismo.
Analisa as práticas utilizadas no âmbito do Tratado de Assunção e as de seu documento adicional, o Protocolo de Ouro Preto, que determinam a estrutura institucional definitiva do MERCOSUL. Estuda as organizações regionais latino-americanas, no período entre meados de 1940 e início dos anos 90, procurando explicar a descontinuidade histórica com relação aos ideais federalistas do século XIX. Indica que as normas estabelecidas pelo MERCOSUL não só colaboram com técnicas que beneficiam primordialmente o setor empresarial, como também limitam o processo de integração, impedindo a possibilidade de uma união política assentada no federalismo descentralizado.

 

Peggy Beçak

O Mercosul e a trajetória da integração latino-americana: as dimensões da integração restrita e ampliada.
Defesa: 04/1999, Mestrado, 162 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Relações internacionais, MERCOSUL, ALCSA, ALCA, protecionismo, discriminação.
Analisa a trajetória da integração latino-americana até a criação do MERCOSUL, os projetos hemisféricos da ALCSA e da ALCA, além dos projetos transcontinentais entre a Europa e a América do Norte. Considera que a superposição de inúmeros acordos comerciais e de cooperação técnica indicam uma predisposição mundial em tornar as relações internacionais, e sobretudo o comércio, mais livre e harmonioso. Entretanto, permanecem as práticas protecionistas e discriminatórias. Conclui que a reduzida participação da América Latina no comércio internacional, atrelada a exportação de baixo valor agregado, perpetuam a vulnerabilidade regional em relação aos principais protagonistas mundiais, a Europa e os Estados Unidos.

 

Patrícia Reis Maragliano

O poder da cultura: o papel e o impacto da identidade cultural nas relações internacionais.
Defesa: 03/2000, Mestrado, 105 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Raimundo Novaes Chiappin
Palavras-chave: Relações Internacionais, Lakatos, Chiappin e Guerra Fria.
Investiga o descrédito do modelo da Guerra Fria no cenário das Relações Internacionais, consistindo na investigação de duas posições teóricas: realismo e liberalismo. Propõe a reconstrução destas propostas teóricas baseando-se na metodologia dos programas de pesquisa científica de Lakatos (1979), avaliando virtudes e fraquezas de cada programa, chegando-se ao cenário colocado nos anos 80. Introduz o construtivismo como via de reformulação de ambos os programas, aplicando os instrumentos teóricos construtivistas e avaliando a posição atual da América Latina no cenário internacional.

 

Adriana Bragheta

Conflito entre lei interna e tratado no âmbito da arbitragem _ o Brasil e o Mercosul
Defesa: 04/2000, Mestrado, 388 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo Borba Casella
Palavras Chave: Relações internacionais, MERCOSUL, Arbitragem, Convenção do Panamá de 1975, Lei 9307/96
O presente estudo trata da relação entre o direito interno e os tratados no âmbito da arbitragem, analisando a evolução da legislação brasileira sobre arbitragem (leis e tratados); doutrina, direito comparado e tratados sobre a relação entre lei e tratado; evolução jurisprudencial brasileira e a jurisprudência internacional; finalizando com a análise da possibilidade de harmonização entre a Convenção do Panamá de 1975 sobre arbitragem e a lei interna brasileira e sua repercussão para o Mercosul face a situação do Acordo sobre Mediação e Arbitragem privadas do MERCOSUL, assinado pelos países membros, mas ainda não ratificado.

 

Ruth Coelho Monteiro

Foro consultivo econômico_social do Mercosul: um espaço democrático para a integração regional
Defesa: 05/2000, Mestrado, 107 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Araminta de Azevedo Mercadante
Palavras Chave: Relações internacionais, mercosul, foro consultivo, integração regional.
O estudo foca a instituição do Foro Consultivo Econômico-Social do Mercosul-FCES, cujo objetivo é definir a estrutura institucional permanente do Mercado Comum do Cone Sul. O Foro constitui-se no único órgão, dentro da estrutura institucional do Mercosul, composto exclusivamente por representantes do setor privado, de forma paritária, com a função de emitir recomendações, pareceres e diretivas sobre temas de relevância social e econômica, em resposta à consultas do Grupo Mercado Comum ou por iniciativa própria. A criação do FCES veio responder a uma necessidade de aprofundar a participação da sociedade na discussão do processo de integração em curso na região, constituindo-se num organismo vivo e reconhecido.

 

Fernanda Florentino Fernandez Jankov

A liberalização do comércio internacional: O caso dos países do Mercosul e as medidas antidumping
Defesa: 07/2000, Mestrado, 131 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Antonia Fernanda Pacca de Almeida Wright
Palavras Chave: Relação internacional, liberallização comercial, regulamentação antidumping, Mercosul.
A pesquisa parte das relações internacionais de comércio, dentro das tratativas que originaram a Organização Mundial do Comércio (OMC), enquanto supridora da lacuna deixada pela inexistência de um organismo para regular o comércio internacional. Assim, parte-se do estudo da regulamentação antidumping norte-americana, sob o ponto de vista de seu Direito Interno, para posterior estudo do caso relativo ao procedimento antidumping sobre o Aço laminado provenientes do Brasil e da Argentina nos Estados Unidos, iniciado em junho de 1999. Por meio desta análise, alcançou subsídios suficientes para qualificar as relações entre Brasil, Argentina e Estados Unidos como fomentadoras de um sistema de cooperação entre estes países, o qual justifica e, torna iminente a constituição de uma Área de Livre Comércio, dentro do Princípio de Liberalização do Comércio preconizado pela OMC.

 

Sueli Guerreiro Morales

A imigração dos "Confederados" norte-americanos: São Paulo e México no século XIX.

Defesa: 31/01/2001, Mestrado, 150 páginas.
Orientador: A. Fernanda P. Wright
Palavras-chave: Relações internacionais, imigração, confederados norte americanos.

"São Paulo abriga sulista que o vento levou", é o título de um artigo que relata a saga da corrente migratória dos sulistas estadunidenses que imigraram para o Brasil na segunda metade do século passado. Este também é o tema da nossa dissertação de mestrado, que versa sobre a leva de americanos aqui estabelecidos, quando reinava D. Pedro II no Brasil e quando acabamos de nos bater em guerra com o Paraguai. Foi também uma guerra que trouxe para o Brasil estes imigrantes: a Guerra de Secessão (1861-1865). Esta guerra foi do sul contra o norte dos Estados Unidos e causou um dos maiores números de mortes em guerras americanas. Ao final da Guerra Civil Americana, mais de 3.000 sulistas imigraram para o Brasil, e se estabeleceram principalmente no oeste paulista, a 138 quilômetros da capital. Propomos, para nossa dissertação, o desenvolvimento de um estudo comparativo sobre a imigração norte-americana para o Brasil, especificamente para São Paulo, e para o México, na segunda metade do século XIX, em conseqüência da derrota sulista, na então mencionada Guerra de Secessão Americana.

 

Sueli de Oliveira Martins
Cooperação Bilateral para o Meio Ambiente e Desenvolvimento entre Alemanha e Países do Mercosul.

Defesa: 20/02/01, Mestrado, 142 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Relações Internacionais, CNUMAD, projetos de parceria Alemanha-Brasil.

No atual contexto mundial marcado ao longo das três últimas décadas do século XX por aceleradas transformações estruturais, a Cooperação Internacional, multi ou bilateral para o meio ambiente e desenvolvimento, no âmbito técnico, científico e/ou financeiro, é um dos principais itens que alicerçam os princípios da Convenção das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento - CNUMAD (Rio-92), sintetizados na Agenda 21. Em termos gerais, a cooperação entre os Estados embasa, de forma integrada e interativa, as diretrizes estabelecidas em todos os capítulos da Agenda, como uma das condições básicas para minimizar os desequilíbrios de produção e consumo, através do Desenvolvimento Sustentável. Neste contexto, esta pesquisa visa contribuir para uma percepção mais aprimorada dos processos de cooperação internacional, que se desenvolvem através de projetos de parceria entre Alemanha e Brasil, com desdobramentos para o MERCOSUL.


Elizete Regina Nicolini

Políticas de Estabilização Recentes de Argentina e Brasil e a Estratégia de Integração Econômica Proposta com o Mercosul.

Defesa: 12/06/01, Mestrado, 112 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Leonel Itaussu de A. Mello
Palavras-chave: Práticas Políticas, políticas de estabilização, Mercosul.

Esta dissertação aborda as políticas de estabilização recentes adotadas na Argentina e no Brasil e o encaminhamento do processo de integração entre os dois países com a criação do Mercosul nos anos 90. Neste período, o Plano de Convertibilidade, implantado na Argentina, em 1991, e o Plano Real, no Brasil, em 1994, ambos de cunho liberal, foram eficazes no combate à inflação e, amparados pelas reformas institucionais, modificaram o padrão econômico dos países. Ao mesmo tempo, o projeto de integração econômica, iniciado pelos dois países desde os anos 80, foi acelerado, resultando na formação de uma união aduaneira, em 1995, que incluiu também Paraguai e Uruguai.

 

Antonio Carlos Datte

O comércio Brasil e Argentina do Setor de Autopeças - uma análise empírica do comércio intra-indústria.

Defesa: 06/12/01, Mestrado, 225 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Simão Davi Silber
Palavras-chave: Relações internacionais, comércio intra-industrial, setor de autopeças

A importância e a expansão do comércio intra-industrial são algumas características dos países industrializados. Entretanto, uma série de estudos comprovam a existência desse tipo de comércio em países menos industrializados ou com pouca tradição ligada à indústria, em razão, principalmente, da liberação do comércio dos anos 60 em diante. A conclusão a que se chegou no que diz respeito à evolução do comércio intra-industrial do setor de autopeças do Brasil e Argentina, no período 1990 a 1999, é de que houve um forte incremento comercial entre esses dois países a partir, principalmente, com a criação do Mercosul. Vale destacar que grande parte dos fluxos comerciais foram originados pelas montadoras existentes nos dois países, representando, assim, a estratégia de especialização/complementação.

 

Fábio Rocha Frederico

A área de livre comércio das Américas e as políticas externas de Argentina e Brasil (1994-2001): uma análise comparativa.

Defesa: 13/12/2001, Mestrado, 194 páginas
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Práticas Políticas, ALCA, política externa

Esta dissertação tem por objetivo analisar comparativamente as políticas externas de Argentina e Brasil, entre 1994 e 2001, diante da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA). Deste modo, este trabalho divide-se em duas partes: a primeira concentra-se na política externa dos Estados Unidos e no surgimento e desenvolvimento da proposta da ALCA; a segunda intenta compreender as políticas internacionais dos dois países latino-americanos sob a ótica da idéia do bloco.
Finalmente, este trabalho tem a intenção de contribuir para o debate sobre a conveniência do ingresso de Argentina e Brasil em uma área de livre comércio hemisférica.

 

Ana Carolina Yoshida Hirano

Sistemas eleitorais e desproporção na Câmara dos Deputados (Brasil e Argentina - 1989/1995).

Defesa: 21/12/2001, Mestrado, 114 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Leonel Itaussu Almeida Mello
Palavras-chave: Práticas Políticas, sistema eleitoral, Câmara dos Deputados.

O objetivo desta dissertação é analisar, comparativamente, o sistema eleitoral do Brasil e da Argentina, entre 1989 e 1995, enfocando a desproporção na Câmara de Deputados destes países. Inicialmente, busca-se ressaltar a importância dos sistemas eleitorais. Enfatiza-se as eleições nas democracias ocidentais, nas quais aquelas têm como propósitos fundamentais formar o governo e constituir representação. Analisa-se, também, as técnicas instrumentais, bem como determinadas fórmulas empregadas na realização das eleições. Posteriormente, estuda-se o caso argentino e o brasileiro, em suas especificidades. Aborda-se, então, a origem da desproporção sob o enfoque das Constituições vigentes em ambos os países. Considera-se que as origens da desproporcionalidade traduz a influência do poder regional e político que obedece a critérios econômicos e sócio-culturais moldados num dado momento histórico.

 

Sheila Barroso Alves Antunes

Leasing. Aspectos jurídicos do arrendamento mercantil internacional no Brasil e na Argentina.

Defesa: 26/04/2002, mestrado, 221 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Araminta Azevedo Mercadante
Palavras-chave: leasing, institutos jurídicos, Brasil, Argentina.

A presente dissertação buscou analisar o contrato de Leasing internacional, traçando um estudo comparativo entre as legislações do Brasil e da Argentina. Inicialmente, dedicou-se a relatar a evolução histórica do instituto, sua conceituação, investigação da natureza jurídica e análise de suas principais modalidades, além de efetivar o cotejo entre o Leasing e outros institutos jurídicos afins, tais como a locação, a compra e venda, e o mútuo. Passa, então, a identificar o contrato de Leasing internacional, traçando suas principais características e observando as distinções com os contratos internos. A seguir, examina o Leasing no Brasil e na Argentina, apresentando um esboço histórico do instituto nesses paises, analisando suas legislações e apontando as afinidades e dessemelhanças observadas em cada ordenamento. Encerra-se o trabalho, oferecendo um cenário provável do Leasing no ordenamento jurídico do Brasil e da Argentina e as conclusões finais extraídas dos estudos desenvolvidos.

 

Adriana Noemi Pucci

 

A arbitragem comercial nos países do MERCOSUL: contribuição ao estudo da arbitragem na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai

Defesa: 17/06/1996, mestrado, 260 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Prof. Dr. Luiz Olavo Baptista

Palavras-chave: Economia, arbitragem comercial, mercado comum, Mercosul

Apresenta a Arbitragem Comercial como forma de solução a ser utilizada nas controvérsias e disputas surgidas no mercado regional ampliado. Centraliza o estudo na análise comparativa da legislação, jurisprudência e doutrina dos autores da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai sobre a Arbitragem Comercial, com o objetivo de apresentar a discussão sobre a referida temática na região. Estuda os conceitos sobre o instituto em análise como também mostra a realidade prática da arbitragem no Mercosul, apresentando uma pesquisa entre empresários e escritórios de advocacia da região.

 

Elizabeth Xavier de Oliveira

 

A nação sonhada e editada: análise do discurso totalitário na década de 30 – Brasil e Uruguai

Defesa: 12/12/1997, mestrado, 108 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani

Palavras-chave: Sociedade, totalitarismo, integralismo, jornalismo.

Analisa o discurso totalitário veiculado por jornais de movimentos integralistas do Brasil - Ação Integralista Brasileira, por meio do jornal “Acção”, publicado na segunda metade da década de 30; e, do Uruguai - “Acción Nacional”, por meio do jornal “Avdacia”. Analisa a documentação do líder do movimento integralista brasileiro, Plínio Salgado, a qual se encontra no Arquivo Municipal de Rio Claro. Traça o perfil histórico e jornalístico dos dois movimentos, realizando uma análise do discurso que considera a posição sócio-histórica do emissor e a relação de seu enunciado com a sociedade. Por meio do levantamento dos temas mais recorrentes nos referidos jornais, estabelece suas semelhanças e diferenças, ressaltando as características de seu projeto totalitário na América Latina.

 

Maria Mónica Arroyo

 

O Mercosul além da integração comercial: as estratégias empresariais argentinas e brasileiras

Defesa: 23/05/1997, mestrado, 170 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano

Palavras-chave: Sociedade, globalização, MERCOSUL, integração regional, estratégias empresariais.

Caracteriza o processo de globalização para entender o porquê das tentativas de criação de mercados regionais no momento atual. Estuda a implementação do Mercosul como proposta de formação de um espaço e de um tempo supranacionais, superpostos àqueles dos territórios nacionais. Analisa as estratégias empresariais argentinas e brasileiras, mostrando as diferenças existentes em função do poder econômico e político de cada tipo de empresa e enfoca o processo de transnacionalização do território, que decorre tanto das políticas de aberturas, implementadas pelos governos nacionais, quanto da forma diferenciada em que as empresas se inserem no novo contexto.

 

José Dalmo Silva de Souza

 

O comércio como elemento estratégico de negociação internacional – Estados Unidos, Argentina e Brasil: uma agenda neoliberal nos anos 80

Defesa: 02/04/1997, mestrado, 230 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone

Palavras-chave: Economia, neoliberalismo, relações internacionais, teoria do poder.

Aborda, baseado na teoria de poder desenvolvida por Albert O. Hirschman, a dinâmica das inter-relações dos Estados independentes dentro da sociedade internacional. Aplica tal modelo ao caso particular dos Estados Unidos, Argentina e Brasil na década de oitenta. Procura compreender a orientação dessa relação, seu vetor de transmissão, seu veículo, o objetivo perseguido, e os expedientes utilizados. Avalia seus resultados como década perdida ou “el aprendizage dolorozo” para os países latino-americanos e a não reversão do quadro de declínio, em relação ao Poder Internacional, para os Estados Unidos.

 

Márcia Guena dos Santos

 

Operação Condor - uma conexão entre as polícias políticas do Cone Sul da América Latina, em particular Brasil e Paraguai, durante a década de 70

Defesa: 08/04/1998, mestrado, 342 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano

Palavras-chave: Sociedade, repressão, direitos humanos, polícia política

Reconstrói parte da história da Operação Condor, conexão estabelecida entre os militares e as polícias políticas do Cone Sul da América Latina (Bolívia, Brasil, Chile Paraguai e Uruguai), durante a década de 70, cujo principal objetivo era a troca de prisioneiros e informações sobre os diversos movimentos de oposição existentes nessa parte do continente. Focaliza a conexão estabelecida entre Brasil e Paraguai, retratando os ramos civis e militares que a constituíram. Consulta o “Archivo del Horror”, oficialmente denominado “Centro de Documentación y Archivo para la Defensa de los Derechos Humanos del Poder Judicial”, órgão uruguaio, o qual contém documentos da polícia política da extinta ditadura do general Alfredo Stroessner Matiauda, além de acervos dos extintos Departamentos de Ordem Política e Social dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Analisa, ainda, o funcionamento da Operação Condor, tipo e características dos documentos trocados bem como testemunhos de militares e ex-presos políticos. Apresenta, em anexo, cópias de documentos dos referidos arquivos.

 

José Ricardo Meirelles

 

Os Impostos indiretos no Mercosul e integração

Defesa: 27/09/1999, mestrado, 207 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo Borba Casella

Palavras-chave: Economia, impostos indiretos, Mercosul, integração

Traçam-se as linhas gerais do processo de integração, trazendo à baila as experiências européia e latino americana bem como enfatizando as diretivas do Tratado de Assunção no que tange à harmonização das legislações. Adentra-se no estudo das estruturas das normas tributárias, especialmente dos impostos indiretos, e na análise dos sistemas nacionais de tributação indireta, incidente em cada um dos países-membros do Mercosul. Além disso, abordam-se os problemas específicos do Brasil e dos demais países-membros, e definem-se os caminhos e propostas de harmonização da tributação indireta do Mercosul. Reafirma-se a necessidade da harmonização dos impostos indiretos para se chegar à almejada integração no âmbito do Mercosul.

 

Sérgio Pereira Antunes

 

O sistema bancário do Mercosul - O Papel do Banco do Brasil e do Banco de La Nacional Argentina na Integração

Defesa: 05/05/1999, mestrado, 114 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone

Palavras-chave: Economia, sistema bancário, banco do Mercosul, convênio de créditos recíprocos.

Discute a formação de um sistema bancário do Mercosul. Contextualiza a importância do papel dos bancos estatais nacionais, em especial, do Banco do Brasil e do Banco de La Nación Argentina, destacando que pouco tem sido feito no interesse de explorar o setor na integração da região. Pontua que em contrapartida, ações isoladas têm sido implementadas, como o oportuno Convênio de Créditos Recíprocos e a incipiente constituição de um Banco do Mercosul, seja por meio da transformação do FONPLATA ou da efetivação das operações conduzidas pelo BANASUR.

 

Sabrina Rodrigues dos Santos

 

Algumas práticas contratuais no comércio de alimentos do Mercosul: uma contribuição aos estudos dos contratos internacionais

Defesa: 13/09/1999, mestrado, 185 páginas.

Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca

Palavras-chave: Economia, práticas contratuais, comércio de alimentos, Mercosul

A integração econômica entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, por meio do Mercosul, fomentou o surgimento de algumas práticas contratuais no comércio de alimentos, que não a forma solene. São, pois, os princípios gerais de direito e os usos e práticas do comércio internacional, além das leis, que fundamentam as relações comerciais entre comprador e vendedor. Entre as principais conclusões, destacam-se: a) a falta de uma teoria específica dos contratos, concluídos em diferentes territórios, é óbice para os estudos dos contratos internacionais do comércio; b) as práticas contratuais e as formas de que se revestem os contratos de compra e venda no Mercosul variam em razão das necessidades, dos entendimentos, e do grau de confiabilidade; c) a transferência dos riscos e da propriedade da mercadoria dá-se de acordo com a modalidade de INCOTERM escolhida; d) o contrato verbal nem sempre possui requisitos para ser considerado como título extra-judicial apto a ensejar a execução forçada da obrigação, sem contar o fato de que estes requisitos variam de acordo com as legislações internas dos Estados-membros.

 

Samarone Lima de Oliveira

 

A penumbra compartida – solidariedade e resistência na noite de terror do Cone Sul da América Latina: a ação do grupo Clamor (1978-1991)

Defesa: 28/09/2000, mestrado, 155 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano

Palavras-chave: Sociedade, CLAMOR, ditadura, resistência, solidariedade

O trabalho reconstrói a história do CLAMOR (Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul), grupo criado na Arquidiocese de São Paulo em 1978, para dar apoio ao crescente número de vítimas das ditaduras do Cone Sul que chegavam ao Brasil. O grupo teve uma destacada atuação na denúncia internacional das violações de direitos humanos, especialmente nos casos referentes às crianças, filhos de desaparecidos políticos. O grupo encerrou oficialmente seus trabalhos em 1991. Através de depoimentos orais e de consultas a arquivos de entidades congêneres no Chile, Argentina e Uruguai, fez-se uma narrativa mostrando o surgimento, formas de atuação e impacto do CLAMOR e seu gesto solidário no Cone Sul da América Latina.

 

José Aparecido Rolon

 

O Paraguai no Mercosul: limites e possibilidades

Defesa: 12/05/2000, mestrado, 104 páinas.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali

Palavras-chave: Economia, Mercosul, integração regional, política externa

Este trabalho analisa algumas dimensões do processo de integração ao Mercosul, sob a ótica do Paraguai, privilegiando alguns aspectos de sua política externa. Procura-se a partir da perspectiva guarani, avaliar qual o significado da integração para este país, sua forma de relacionamento com os demais países, particularmente Argentina e Brasil, e o seu modo de fazer política externa, resgatando um pouco desta trajetória em sua história. Assim sendo, partindo do processo da integração regional, procura-se fazer um recorte nacional a partir do Paraguai, tendo como pano de fundo sua localização geopolítica e suas debilidades política, econômica e social. Para tal, recorreu-se a três teorias em seus pressupostos básicos: o Realismo; a Interdependência; e, a Geopolítica. As relações do Paraguai com seus vizinhos de bloco apresentam elementos paradoxais de uma integração notadamente assimétrica.

 

Valéria Cintra Dall'Aqua

 

Franchising no Mercosul: Perspectivas para uma Legislação Harmonizada

Defesa: 27/11/2001, mestrado, 204 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo Borba Casella

Palavras-chave: franchising, Mercosul, ordenamentos jurídicos.

O franchising é um sistema complexo de cooperação comercial que visa a distribuição de bens de serviços, mediante o emprego de métodos de gestão empresarial voltados a tais produtos e serviços, sob uma marca determinada. As dificuldades de se entender plenamente as características do sistema acarretam problemas quanto a adequação da aplicação de normas jurídicas na regulação do funcionamento do franchising, possibilitando equívocos interpretativos lesivos as partes envolvidas e ao próprio sistema. Esse problema de âmbito nacional vê-se ampliado, quando a questão jurisdicional envolve vários ordenamentos jurídicos, como no caso dos organismos de integração econômica, como o Mercosul, onde estão em confronto as diversidades culturais, econômicas e políticas de cada Estado-membro. Nesse contexto, surge a idéia da presente dissertação: a análise das perspectivas legislativas do franchising perante o Mercado Comum do Cone Sul, o Mercosul, apresentando o panorama atual de seu desenvolvimento na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, e buscando indicar uma alternativa para sua disciplina legal, uma vez que somente o Brasil legislou a respeito, valendo-se dos ensinamentos da experiência da União Européia, principalmente.

 

Solane Marines Grando Scorsatto

 

Perspectiva de déficit público e crise cambial

Defesa: 03/09/2002, mestrado.

Orientador: Prof. Dr. Simão Davi Silber

Palavras-chave: crise cambial, Brasil, Chile, modelo de Burnside, Eichenbaum e Rebelo.

O presente trabalho visa analisar as crises cambiais ocorridas no Brasil (1999) e no Chile (1982) causadas por uma perspectiva de elevado déficit relacionado com a assistência ao sistema bancário por parte do governo, utilizando o modelo de Burnside, Eichenbaum e Rebelo (2000).
A expectativa de que este déficit fosse, pelo menos parcialmente, financiado por rendas de senhoriagem ou um imposto inflacionário na dívida nominal leva a um colapso do regime de câmbio fixo. Para mostrar como isto acontece usaremos um modelo de equilíbrio geral dinâmico cuja principal suposição é que um ataque especulativo é inevitável quando ocorre um aumento na expectativa de déficit do governo no futuro. O governo não pode evitar um ataque especulativo, mas pode afetar seu timing. Quanto mais ele atrasar o ataque, maior será a inflação no regime de câmbio flexível. Finalmente, quando calibramos o modelo para o Brasil e o Chile, verificamos que os resultados brasileiros para a crise de 1999 não foram satisfatórios, ocorrendo o oposto para o Chile.

 

Rosana Núbia Sorbille

 

No olvidamos, no perdonamos, no nos reconciliamos. A constituição e atuação das organizações de familiares de desaparecidos políticos na Argentina e no Brasil: 1973 – 1995.

Defesa: 02/10/2002, mestrado.

Orientador: Prof. Dr. Osvaldo Luis Angel Coggiola

Palavras-chave: Brasil, Argentina, desaparecidos políticos.

Este trabalho apresenta uma narrativa sobre a constituição e atuação das organizações de familiares de mortos e desaparecidos políticos na Argentina e no Brasil entre os anos 1973 e 1995. Para tal, recupera, a partir de fontes diversas, a trajetória (origens, finalidades e ações), sentidos e significados destas entidades na história política latino-americana. Familiares de Detenidos y Desaparecidos por Razones Políticas, Asociación Madres de Plaza de Mayo, Asociación Abuelas de Plaza de Mayo, Madres de Plaza de Mayo – Línea Fundadora, H.I.J.O.S. – Hijos por la Identidad, por la Justicia contra el Olvido e el Silencio, na Argentina e a Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos, no Brasil, tornam-se, então, os atores centrais em movimento e objetos de estudo desta dissertação.

 

Thelma Perez Soares Corrêa

 

A Harmonização da Tributação da Renda no Âmbito do Mercosul – Impacto na Circulação dos Trabalhadores

Defesa: 05/12/2003, mestrado, 229 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo Borba Casella

Palavras-chave: Mercosul,espaço econômico comum, circulação de trabalhadores,sistema tributário,Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai.

Ambicionando criar verdadeiro espaço econômico comum, favorecendo a complementação econômica e as vantagens comparativas do conjunto para, com isso, promover a adequada inserção internacional dos países integrantes, esse desafio se coloca aos parceiros do Mercosul, cujo processo de integração ora se encontra no estágio de união aduaneira imperfeita, buscando arquitetar o seu mercado comum. No tocante à livre circulação dos trabalhadores, ainda que se reconheça que dentre os fatores produtivos, pela sua própria natureza, a mobilidade do trabalho deverá ser consideravelmente menor que a mobilidade dos capitais, a aplicação desarmonizada do imposto incidente sobre a renda das pessoas físicas poderá tornar ainda mais difícil a decisão por trabalhar em outro país, caso exista desvantagem financeira em transferir-se profissionalmente, desvantagem esta decorrente da divergência no sistema de tributação dos rendimentos auferidos pelas pessoas físicas. Pretende-se identificar as similaridades e dessemelhanças entre o imposto sobre a renda das pessoas físicas nos sistemas tributários vigentes na Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, e tecer considerações visando a sua harmonização.

 

Carlos Aberto Di Lorenzo

 

O Direito do Trabalho e o Mercosul: A Harmonização da Legislação Trabalhista entre o Brasil e a Argentina

Defesa: 27/07/2003, mestrado, 128 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Inês Garbuio Peralta

Palavras-chave: Direito do trabalho, Mercosul, Legislação Trabalhista, Brasil, Argentina.

O Mercosul, instituído pelo Tratado de Assunção, propõe uma união econômica entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. A situação decorrente da integração promovida pelo Tratado prevê a livre circulação de pessoas entre os países na fase do Mercado Comum que ainda não foi alcançada. O fluxo de trabalhadores consiste em uma situação que exige uma reflexão a respeito dos direitos trabalhistas a serem harmonizados. A nova situação trabalhista decorrente do fluxo migratório nos países componentes do Mercosul, leva à formulação de uma legislação harmônica apropriada, no tocante à aplicação dos contratos de trabalho. Essa dissertação propicia a análise dos principais direitos trabalhistas, tendo como foco a Argentina e o Brasil. Visa contribuir com parâmetros referenciais que conduzem a harmonização da legislação trabalhista. O estudo é pautado em instrumentos legais que partem da OIT – Organização Internacional do Trabalho, das Constituições Federais e das leis que regulamentam o contrato de trabalho brasileiro e argentino. As considerações finais possibilitam afirmar que o novo fluxo de trabalhadores gerado pela integração dos países do Mercosul, em especial, do Brasil e da Argentina, propicia a necessidade da harmonização do Direito Trabalhista, sendo a forma mais adequada de garantir os direitos dos trabalhadores independente do local em que prestam serviços.

 

Tadeu Zaccarelli Tavares

 

Direcionamento dos Investimentos e mobilidade das plantas automotrizes brasileiras e argentinas: grau de responsabilidade dos planos econômicos e políticas setoriais

Defesa: 14/04/2003, mestrado, 244 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Inês Garbuio Peralta

Palavras-chave: cinema latino americano, gênero político, teoria do desenvolvimento, Brasil, Bolívia

O trabalho procura esclarecer o grau de responsabilidade dos planos econômicos e políticas setoriais no direcionamento dos investimentos e mobilidade das plantas automotrizes brasileiras e argentinas no período de 1988 a 1998.
Em seu capítulo primeiro, aborda os fatores que atraíram os investimentos para a indústria automobilística para a Argentina. Dentre os fatores, destaca: a estabilidade política e financeira, o regime automobilístico argentino e os acordos e protocolos internacionais.
No seu capítulo segundo, busca os fatos e fatores que influenciaram os investimentos nas indústrias automobilísticas brasileiras, destaca os planos econômicos, as políticas setoriais brasileiras e o regime automotivo brasileiro. Salienta as oscilações abordadas em seu capítulo primeiro.
Em seu capítulo terceiro, traça um paralelo entre o comportamento industrial automobilístico brasileiro e argentino, suas relações comerciais bilaterais e com o exterior, as alterações no consumo interno de ambos os países, sua produção, a produtividade e o comportamento dos investimentos.
Nas considerações finais destaca que o capital internacional em busca de sua maximização de rentabilidade com segurança migra para região melhor estruturada quanto à estabilidade política e financeira. E ainda, que o Brasil e a Argentina foram palco receptores das novas plantas automotivas em tempos distintos, decorrentes dos planos e políticas setoriais adotadas em diferentes épocas.

 

Lúcia Elena Arantes Ferreira

 

O Mercosul e o Direito do Consumidor

Defesa: 21/05/2003, mestrado, 235 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Amaury Patrick Gremaud

Palavras-chave: Ecoturismo, Pantanal, Brasil, Bolívia.

A sociedade de consumo é um tema central nos nossos tempos. Constatamos que a demanda em massa gerou novos conflitos nas relações de consumo, e a posição de fornecedor e consumidor tem apresentado significativos desequilíbrios. Nosso estudo fundamenta-se nas conseqüências que o Mercosul provoca no âmbito da proteção aos direitos de consumidor, sob o ponto de vista jurídico; observando as legislações existentes nos quatro países-membros sobre o tema, suas semelhanças e divergências; enumerando as medidas já adotadas até o momento; bem como demonstrado a possível necessidade de poderes normativos que deveriam ser concedidos ao Mercosul a fim de se harmonizar o tratamento dispensado aos conflitos provenientes das relações de consumo. Pois, o que a integração econômica deveria objetivar é a colocação do produto ou serviço estrangeiro nas mesmas condições e patamar concedido ao produto ou serviço nacional, ou seja, um tratamento igualitário, sem discriminação, propiciando uma concorrência competitiva no mercado integrado. A condição ideal seria que , se um consumidor estivesse protegido diante dos tribunais de seu país, igual direito deveria ter na relação de consumo que viesse a celebrar com os fornecedores dos outros países que integram o bloco econômico.

 

Edmond Sakai

 

Análise Comparativa do Mecanismo de Solução de Controvérsias entre Estados e Particulares no Mercosul e no Nafta

Defesa: 20/05/2003, mestrado, 402 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Luiz Olavo Baptista

Palavras-chave: Direitos Humanos, Direitos dos Índios, Legislações, Brasil, Argentina.

No atual estádio das relações internacionais - caracterizado pela liberalização das economias nacionais - muitos países optaram pelo aprofundamento das integrações sub-regionais e regionais como uma forma de ganhar competitividade e produtividade no comércio mundial de bens visíveis e invisíveis. De fato, um dos corolários desse estratagema de inserção no comércio internacional foi o desenvolvimento de blocos econômicos como o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta). Dentro desse contexto, esta dissertação objetiva estudar, mormente, os mecanismos de solução de controvérsias desses dois blocos econômicos, especialmente quanto aos mecanismos e as regras aplicáveis à solução de controvérsias entre Estados e Particulares no Mercosul e no Nafta, em áreas específicas do comércio internacional como antidumping, investimentos, medidas sanitárias e agropecuárias. Ademais, a pesquisa analisa de forma comparativa as diferenças dos sistemas gerais de solução de litígios do POB/POP do Mercosul e do Capítulo XX do Nafta, seja em relação aos aspectos sócio-econômicos, quanto no que concerne aos aspectos jurídicos. Por último, este trabalho colima fazer o estudo de laudos arbitrais do Mercosul e do Nafta similares e que utilizam os sistemas gerais de resolução de controvérsias acima mencionados. Por fim, o trabalho desenvolve uma análise comparativa quanto aos prazos legais.

 

Tania Callado Borges

 

A regulamentação do comércio internacional de bens de tecnologia da informação em Brasil e México

Defesa: 11/04/2003, mestrado, 183 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Amaury Patrick Gremaud

Palavras-chave: cinema de ficção científica, alfabetização cinematográfica, Brasil, Argentina.

O presente trabalho tem como escopo analisar comparativamente o comércio internacional no setor de tecnologia da informação no Brasil e no México. Para tanto, verificam-se os aspectos econômicos e jurídicos particulares a esse setor nos âmbitos dos dois países, bem como na esfera internacional. Assim, avaliaram-se itens como produção, comércio exterior e grau de desenvolvimento tecnológico no setor de tecnologia da informação no mundo e nos dois países latino-americanos. No tocante à vertente legal, avaliou-se o Acordo de Tecnologia da Informação (Information Technology Agreement), da Organização Mundial do Comércio, bem como as legislações brasileira e mexicana referentes ao fomento à indústria de tecnologia da informação nestes paí

 


SOCIEDADE, ECONOMIA E ESTADO

 

Mestrado

 

Enrique Viana Arce

Contribuição para o estudo do desenvolvimento dos programas nucleares do Brasil e da Argentina durante os governos militares de 1966 a 1974.
Defesa: 12/1993, Mestrado, 146 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Estado, governos militares, energia nuclear, segurança nacional.
Examina as atitudes de setores dos governos militares do Brasil e da Argentina no sentido de empreender projetos e programas nucleares, almejando elevar seus países à categoria de grande potência, a partir da obtenção do artefato nuclear para fins civis e militares. Focaliza o fenômeno estatal como elemento central das relações internacionais na política de poder, a qual colocava as forças armadas como os fatores mais importantes do poder político de uma nação. Realça o domínio da energia nuclear e do seu produto imediato, a bomba atômica, na transformação desses países em potências regionais e mundiais, descrevendo a evolução dos programas nucleares argentino e brasileiro na definição da estratégia de desenvolvimento com segurança nacional.

 

Alceu Van Der Sand

A integração regional fronteiriça: um estudo sobre a região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul e a Província de Missiones.
Defesa: 04/1994, Mestrado, 115 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Economia e Estado, integração fronteiriça, integração latino americana, mercado comum.
Estuda a região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, e a Província de Missiones, na Argentina, bem como sua inserção frente ao processo de integração. Analisa as atividades econômicas mais significativas, atentando para a agricultura, elemento importante nas regiões em estudo. Discute o processo de integração da América Latina em seus matizes teórico, político e ideológico. Aponta setores que potencialmente poderiam desenvolver-se em função da abertura de mercado, aproveitando a complementaridade existente nas diversas atividades econômicas.

 

Maria Teresa Mojica Rivadeneira

Separações conjugais em São Paulo e Bogotá no século XVIII e XIX.
Defesa: 08/1994, Mestrado, 169 páginas.
Orientador: Profª Drª Amália Inês Geraiges de Lemos
Palavras-chave: Sociedade, separações conjugais, família.
Trata das diferentes formas de dissolução da união conjugal, nas cidades de São Paulo e Bogotá nos séculos XVIII e XIX. Estuda as uniões conjugais católicas e as uniões decorrentes de compromisso de convivência marital entre duas pessoas de sexos distintos, incluindo as relações no concubinato. Destaca as sevícias e o adultério como as principais causas de divórcio assim como analisa o processo de escolha do cônjuge, por seu significado como mecanismo de organização social e familiar em sociedades mestiças como as latino-americanas. Elabora também uma análise sobre a correspondência entre as diferentes formas de separação do matrimônio católico com as condições de etnia, gênero e estamento social de seus protagonistas.

 

Carla Reis Longhi

Universidade e peronismo no período de 1945-1955.
Defesa: 10/1994, Mestrado, 108 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Pedro Roberto Jacobi
Palavras-chave: Sociedade, universidade, peronismo, ideologia.
Analisa os condicionantes político-econômicos e político-ideológicos que possibilitaram a ascensão do peronismo e da Doutrina Justicialista, seus
referenciais teóricos e discursos que lhe garantiram sustentação. Discute a universidade argentina, procurando rastrear os elementos que possibilitaram a conformação de sua identidade, delineando os conflitos político-ideológicos presentes nesta instituição. Verifica como o governo peronista agiu em relação à instituição universitária e as respostas por esta oferecidas.

 

Rosa Maria Juarez Hernandez

A integração centro-americana conforme a proposta dos movimentos guerrilheiros.
Defesa: 11/1994, Mestrado, 139 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, integração centro-americana, movimento guerrilheiro, mercado comum.
Analisa a situação da integração centro-americana no período de 1950 até o final da década de 80, ressaltando a importância do Mercado Comum Centro-Americano, sua degradação pela concentração dos benefícios econômicos, e o aumento acentuado da pobreza na região. Apresenta entrevistas a ex-membros da guerrilha centro-americana, cujo material foi selecionado, catalogado e alocado em grupos que refletem seu pensamento a respeito da Integração Centro-Americana. Conclui, baseada nas entrevistas citadas, que a guerrilha desenvolve uma proposta alternativa para a integração da América Central.

 

Carol Colffield Lopez

Crise internacional e organização territorial: tendências recentes da urbanização na América Latina.
Defesa: 12/1994, Mestrado, 241 páginas.
Orientador: Profª Drª Rebeca Scherer
Palavras-chave: Sociedade, urbanização, crise internacional, cidades latino-americanas.
Determina de que maneira a crise vivificada a partir dos anos oitenta em nível mundial, vinculada, entre outros fatores, a modificações no sistema capitalista internacional, incidiu na configuração sócio-espacial das cidades latino-americanas. Toma-se os casos de Montevidéu e São Paulo, analisando, em perspectiva histórica, todos os aspectos que resultaram numa dada configuração urbana, tanto no nível local-regional, quanto no nacional. Demonstra de que modo fenômenos, aparentemente, semelhantes assumem um caráter diferenciado, quando se considera que os mesmos têm raízes profundamente fincadas em processos históricos particulares. Analisa ainda a cidade latino-americana a partir de suas particularidades e nuances e, não somente, a partir de seus fatores de unificação.

 

Roberto Eduardo Morales Urra

Elaboração étnico-cultural do poder hegemônico estatal.
Defesa: 12/1994, Mestrado, 183 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Emir Simão Sader
Palavras-chave: Estado, identidade étnica, sobrevivência cultural.
Analisa os recursos culturais que permitem a continuidade da existência do povo Mapuche como grupo etnicamente diferenciado, inserido na realidade de duas sociedades constituídas como Estados Nacionais _ o Chile e a Argentina durante as ditaduras militares iniciadas nos anos 70. Os recursos culturais dos Mapuche são entendidos como estratégias de sobrevivência, considerando-se os aspectos relacionados aos conteúdos culturais de sua relação com o meio ambiente natural, de seu exercício do poder, de suas relações com o Estado e a manutenção de sua saúde mental nos contextos de forte opressão.

 

Maria Florencia Ferrer

A construção do poder desde o campo popular: os anos 70 na Argentina.
Defesa: 03/1995, Mestrado, 265 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Emir Simão Sader
Palavras-chave: Estado, poder, movimentos populares, reivindicações sociais.
Contribui para o esforço coletivo de refletir, compreender, explicar a derrota moral e política sofrida pelo campo popular na argentina dos anos 70. Analisa historicamente a sociedade e a força de trabalho em suas relações com o poder, focalizando-as desde os princípios do século XX até o Peronismo, e os conflitos ocorridos nos anos 60 e 70. Questiona como foi possível a brutal mudança nas relações de poder, produção e propriedade que se verificou no final daquele período.

 

Vânia Leal Cintra

A integração e a tradição da América Latina: um estudo sobre o poder político das classes médias.
Defesa: 09/1995, Mestrado, 377 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Emir Simão Sader
Palavras-chave: Sociedade, Estado, integração cultural, comunicação, poder.
Analisa o projeto de integração cultural da América Latina sob a perspectiva de sua dimensão política, apresentando o contexto histórico em que ele foi concebido e seu desenvolvimento por meio dos setores públicos (Estado) e privados (Sociedade). Caracteriza as relações entre conceitos tais como democracia, autoritarismo, Estado e mercado com as práticas que se referem ao exercício de políticas determinadas e que privilegiam a Soberania, o planejamento ou o neoliberalismo. Evidencia as relações entre a proposta de modernização e o culto a tradição. Constata que a idéia de Integração Cultural da América Latina é retratada nos estudos sobre integração como um processo vital, necessário e complementar ao processo de Integração Econômica preconizado pela ALALC/ALADI.

 

Sidney Antônio da Silva

Costurando sonhos: etnografia de um grupo de imigrantes bolivianos que trabalham no ramo da costura em São Paulo.
Defesa: 12/1995, Mestrado, 291 páginas.
Orientador: Prof. Dr. João Baptista Borges Pereira
Palavras-chave: Sociedade, etnografia, imigração, identidade nacional
Trata a problemática dos imigrantes bolivianos que vivem clandestinamente no Brasil, particularmente na cidade de São Paulo. Caracteri
za a busca de trabalho e melhores oportunidades de vida como o principal motivo de sua vinda ao Brasil. Analisa a incidência do processo imigratório na construção de uma nova forma de representar o mundo e de organizar-se socialmente, por meio de uma complexa rede de relações sociais, estabelecida entre os imigrantes e a sociedade local. O estabelecimento de novas relações implica a adoção de valores e estratégias de ação no novo contexto sociocultural paulista bem como a recriação dos seus próprios valores culturais, os quais passam a ser também o suporte para a reelaboração de sua própria identidade nacional, étnica e cultural.

 

Sonia Maria Marcocin Pfeifer

O sistema hidrográfico do Prata e sua importância no desenvolvimento do Cone Sul.
Defesa: 01/1996, Mestrado, 265 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca
Palavras-chave: Economia, Cone Sul, subagrupamentos regionais, hidrovias, sistemas hidrográficos.
Destaca a importância dos subagrupamentos regionais, enfocando o Sistema Hidrográfico do Prata, formalizado em 1969 por meio do "Tratado de Brasília", documento que regularizou o aproveitamento dos recursos naturais proporcionados pela Bacia do Prata, nos países por ela banhados: Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina e Bolívia. Analisa a questão da soberania dos Estados no referido Tratado, considerando os regimes não-democráticos vigentes nos países signatários. Estuda a inserção da América Latina no novo cenário de formação de grandes blocos econômicos internacionais, realçando a importância das hidrovias como fator estrutural na implementação do comércio regional e como estímulo à conformação do mercado comum.

 

Iris Walquiria Campos

O papel do Estado no discurso industrial - um contraponto entre as entidades patronais do Brasil e da Argentina.
Defesa: 03/1996, Mestrado, 197 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Sociedade, Economia, entidades patronais, indústria, neoliberalismo, Estado.
Retrata as relações entre as elites industriais brasileiras e argentinas com o Estado. Estuda o reordenamento da estrutura capitalista privada sob o impacto das políticas neoliberais por meio dos discursos dos porta-vozes das principais entidades patronais da indústria no Brasil (FIESP, IEDI e PNBE) e na Argentina (UIA), no período compreendido entre 1992 e 1995. Constata que a conduta das lideranças do patronato reflete a ideologia do empresariado na manipulação da realidade econômica. No Brasil, o moto da preservação do parque produtivo nacional cria uma zona de interseção entre as diferentes matrizes discursivas das entidades patronais, sendo o Estado chamado a dar suporte ao projeto e a zelar pelos interesses da categoria, necessitando, para isso, (re)aparelhar e (re)ordenar sua estrutura, bem como (re)qualificar sua burocracia. Na Argentina, ao contrário, a destruição da máquina estatal e a dicotomia entre os interesses industriais e neoliberais torna difícil a tarefa de reconstrução do Estado.

 

Adriana Noemi Pucci

A arbitragem comercial nos países do MERCOSUL: contribuição ao estudo da arbitragem na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.
Defesa: 06/1996, Mestrado, 260 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Luiz Olavo Baptista
Palavras-chave: Economia, arbitragem comercial, mercado comum, Mercosul
Apresenta a Arbitragem Comercial como forma de solução a ser utilizada nas controvérsias e disputas surgidas no mercado regional ampliado. Centraliza o estudo na análise comparativa da legislação, jurisprudência e doutrina dos autores da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai sobre a Arbitragem Comercial, com o objetivo de apresentar a discussão sobre a referida temática na região. Estuda os conceitos sobre o instituto em análise como também mostra a realidade prática da arbitragem no Mercosul, apresentando uma pesquisa entre empresários e escritórios de advocacia da região.

 

Sandra Maria Xavier

Os mercados acionários do Brasil e da Argentina: desenvolvimento na década de 90 e perspectivas.
Defesa: 08/1996, Mestrado, 196 páginas.
Orientadora: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Economia, mercados acionários, mercados emergentes, Mercosul.
Analisa o desempenho dos mercados acionários do Brasil e da Argentina no princípio da década de 90, quando os presidentes Collor e Menem promoveram reformas estruturais em seus mercados, com o objetivo de adequá-los à globalização financeira. Estuda a viabilidade dos acordos de integração das Bolsas de Valores, assinados com a criação do Mercosul em 1991. Conceitua os mercados emergentes assim como o papel desempenhado pela International Finance Corporation (IFC) nesse novo cenário mundial. Focaliza a América Latina como mercado emergente, o impacto causado pela crise mexicana nos mercados acionários do continente, o desenvolvimento histórico das bolsas de valores no Brasil e na Argentina e suas estruturas de funcionamento.

Perla Brígida Zusman

Sociedades geográficas na promoção do saber a respeito do território - estratégias políticas e acadêmicas das instituições geográficas na Argentina (1879-1942) e no Brasil (1838-1945).
Defesa: 09/1996, Mestrado, 209 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Antonio Carlos Robert Moraes
Palavras-chave: Sociedade, sociedades geográficas, formação territorial, projetos políticos.
Analisa o papel desempenhado pelas Sociedades Geográficas, em contextos históricos, na Argentina e no Brasil. As instituições abordadas são, na Argentina, o Instituto Geográfico Argentino, a Sociedade Geográfica Argentina e a Sociedad Argentina de Estudios Geográficos; no Brasil, o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, a Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro e a Associação de Geógrafos Brasileiros. Expõe a existência de um forte vínculo entre os processos de formação territorial, as necessidades nacionais estatais de legitimar os projetos políticos em determinadas conjunturas, e o tipo de atividade e discurso produzido por estas associações geográficas. Elas encarregaram-se de promover tanto os projetos territoriais quanto as práticas destinadas a socializar aos indivíduos os valores nacionais por meio de um discurso legitimado socialmente como científico.

Celso Norimitsu Mizumoto

A comunicação empresarial na avicultura de postura: Brasil e Argentina.
Defesa: 10/1996, Mestrado, 154 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Leonel Itaussu de Almeida Melo
Palavras-chave: Economia, avicultura de postura, comunicação empresarial.
Estuda a comunicação empresarial e sua importância na avicultura de postura do Brasil e da Argentina, países que produzem mais de 90% dos ovos de todo o Mercosul. Conjunto de formas e meios por meio dos quais é realizada a transmisão e recepção de informações das empresas, a comunicação empresarial tornou-se um dos fatores decisivos ao desenvolvimento da empresa tanto no aspecto estratégico como no administrativo _ andamento das operações empresariais cotidianas. Analisa comparativamente o nível de estruturação das empresas do setor e sua correspondência no nível de relacionamento entre seu público interno e externo. Conclui que a avicultura de postura brasileira desenvolveu um modelo de comunicação empresarial mais avançado, possuindo tecnologia melhor aperfeiçoada tanto na área de técnica veterinária como na de técnica administrativa. Como conseqüência, a produtividade do plantel brasileiro é superior ao argentino, possibilitando ao Brasil produzir ovos mais baratos a partir de insumos mais caros.

 

Rubén Mauricio Lagos Bustos

Relação empresa-trabalhador _ estudo comparativo entre refinarias de petróleo - REPLAN (Brasil) _ PETROX (Chile).
Defesa: 11/1996, Mestrado, 220 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Pedro Roberto Jacobi
Palavras-chave: Economia, integração, relação empresa-trabalhador, comunicação institucional.
Estuda células empresariais de países em processo de integração, a partir da análise das diferenças organizacionais existentes na relação empresa-trabalhador nas refinarias de petróleo PETROBRÁS/REPLAN, no Brasil, e ENAP/PETROX no Chile. Por meio da comunicação institucional, aborda aspectos teóricos e conceituais relacionados aos processos de parcerias entre nações, suas conseqüentes realizações bem como os fatores que levam a iminentes conflitos organizacionais. Por meio da aplicação de questionários aos funcionários das duas empresas, é verificado de que modo e em que medida as peculiaridades culturais e sociais se manifestam no interior dessas organizações.

 

José Dalmo Silva de Souza

O comércio como elemento estratégico de negociação internacional _ Estados Unidos, Argentina e Brasil: uma agenda neoliberal nos anos 80.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 230 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Economia, neoliberalismo, relações internacionais, teoria do poder.
Aborda, baseado na teoria de poder desenvolvida por Albert O. Hirschman, a dinâmica das inter-relações dos Estados independentes dentro da sociedade internacional. Aplica tal modelo ao caso particular dos Estados Unidos, Argentina e Brasil na década de oitenta. Procura compreender a orientação dessa relação, seu vetor de transmissão, seu veículo, o objetivo perseguido, e os expedientes utilizados. Avalia seus resultados como década perdida ou "el aprendizage dolorozo" para os países latino-americanos e a não reversão do quadro de declínio, em relação ao Poder Internacional, para os Estados Unidos.

 

Francisco José Pires

Transporte metroviário em Buenos Aires e São Paulo _ período compreendido entre 1910 e 1990.
Defesa: 04/1997, Mestrado, 182 páginas.
Orientadora: Profª Drª Amalia Inés Geraiges de Lemos
Palavras-chave: Sociedade, urbanização, metrô, metrópoles latino- americanas.
Analisa a importância representada pelo transporte metroviário em Buenos Aires e São Paulo. Enfatiza a questão da reorganização do espaço urbano a partir das obras do Metrô, assim como os projetos para sua construção, elaborados em diferentes épocas. Discute a transformação do espaço urbano das duas cidades, decorrentes do seu surgimento. Além de confrontar graficamente a extensão das linhas do Metrô e o seu atendimento à demanda em ambas cidades, compara as tecnologias implementadas, valorizando o ponto de vista dos usuários para a avaliação das Companhias do Metrô e para a melhoria dos serviços oferecidos.

 

Maria Mónica Arroyo

O Mercosul além da integração comercial: as estratégias empresariais argentinas e brasileiras.
Defesa: 05/1997, Mestrado, 170 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, globalização, MERCOSUL, integração regional, estratégias empresariais.
Caracteriza o processo de globalização para entender o porquê das tentativas de criação de mercados regionais no momento atual. Estuda a implementação do Mercosul como proposta de formação de um espaço e de um tempo supranacionais, superpostos àqueles dos territórios nacionais. Analisa as estratégias empresariais argentinas e brasileiras, mostrando as diferenças existentes em função do poder econômico e político de cada tipo de empresa e enfoca o processo de transnacionalização do território, que decorre tanto das políticas de aberturas, implementadas pelos governos nacionais, quanto da forma diferenciada em que as empresas se inserem no novo contexto.

 

Guilherme Antonio de Moura Costa

Programas governamentais de saúde pública. Estudo de caso: o programa de controle do dengue na Costa Rica, Venezuela e Estado de São Paulo (Brasil), seus recursos e custos. O custo-efetividade no período de 1990 a 1994.
Defesa: 08/1997, Mestrado, 164 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Estado, políticas públicas, programas governamentais de saúde pública, dengue, relação custo-efetividade.
Estuda os programas governamentais de saúde pública, especialmente os de controle e combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor do dengue, doença endêmica na América Latina. Ante a progressão da doença, a qual caminha a curto prazo para um nível epidêmico de dengue hemorrágico, em várias regiões da América Latina e Caribe, é feito um diagnóstico sobre a situação, nesse período, do grau de expansão da epidemia na Costa Rica, Venezuela e São Paulo (Brasil). Analisa os recursos orçamentários destinados aos programas de controle do dengue, seus custos totais e unitários de produção bem como os custos-efetividade, no período compreendido entre 1990 à 1994.

 

Neusa Romero Barazal

O confronto comunidade e sociedade perante os direitos humanos: o caso Yanomami.
Defesa: 12/1997, Mestrado, 245 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, yanomami, políticas indigenistas, direitos humanos.
Identifica as origens do conflito entre as comunidades indígenas e as sociedades modernas, enfocando principalmente os povos Yanomami, cujo território compreende parte do Brasil e Venezuela. Traça um panorama das políticas indigenistas, adotadas pelas sociedades dominantes ao longo da história bem como retrata a organização e as principais características da aldeia yanomami Karawethari, localizada na região em estudo. Nota que, por falta de políticas satisfatórias, os indígenas recorreram às Nações Unidas para que se elaborasse a Declaração de Organizações, Povos e Nações Indígenas, assim como o Projeto de Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas. Ressalta que em função da pressão política exercida por instituições que trabalham em prol dos direitos indígenas, perceberam-se modificações na postura política de vários países em relação aos índios.

 

Elisabeth Xavier de Oliveira

A nação sonhada e editada: análise do discurso totalitário na década de 30 _ Brasil e Uruguai.
Defesa: 12/1997, Mestrado, 108 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras-chave: Sociedade, totalitarismo, integralismo, jornalismo.
Analisa o discurso totalitário veiculado por jornais de movimentos integralistas do Brasil - Ação Integralista Brasileira, por meio do jornal "Acção", publicado na segunda metade da década de 30; e, do Uruguai - "Acción Nacional", por meio do jornal "Avdacia". Analisa a documentação do líder do movimento integralista brasileiro, Plínio Salgado, a qual se encontra no Arquivo Municipal de Rio Claro. Traça o perfil histórico e jornalístico dos dois movimentos, realizando uma análise do discurso que considera a posição sócio-histórica do emissor e a relação de seu enunciado com a sociedade. Por meio do levantamento dos temas mais recorrentes nos referidos jornais, estabelece suas semelhanças e diferenças, ressaltando as características de seu projeto totalitário na América Latina.

                                                                                                                       

Gabriel Ramón Joffré

Cidade ordenada: intervenção urbana e projeto político na hispano-américa _ Lima, na segunda metade do século XIX.
Defesa: 01/1998, Mestrado, 229 páginas.
Orientador: Profª Drª Inez Garbuio Peralta
Palavras-chave: Sociedade, urbanismo, intervenção urbana, espaço público-privado.
Analisa os projetos de reforma urbana na América Hispânica no século XIX, estabelecendo a relação existente entre as modalidades de intervenção no tecido urbano e os projetos políticos que os impulsionaram. Caracteriza as crises que as cidades atravessaram como conseqüência da quebra do sistema colonial hispânico, abordando o momento das reformas urbanas na segunda metade do século XIX assim como a consolidação do denominado pacto neocolonial. Observa as características genéricas dos principais centros urbanos hispano-americanos para analisar o caso particular de Lima, mostrando como foi afetada a infra-estrutura desta cidade pela intervenção urbana das autoridades republicanas.

                                                                                                                    

Márcia Guena dos Santos

Operação Condor - uma conexão entre as polícias políticas do Cone Sul da América Latina, em particular Brasil e Paraguai, durante a década de 70.
Defesa: 04/1998, Mestrado, 342 páginas (2 volumes).
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, repressão, direitos humanos, polícia política.
Reconstrói parte da história da Operação Condor, conexão estabelecida entre os militares e as polícias políticas do Cone Sul da América Latina (Bolívia, Brasil, Chile Paraguai e Uruguai), durante a década de 70, cujo principal objetivo era a troca de prisioneiros e informações sobre os diversos movimentos de oposição existentes nessa parte do continente. Focaliza a conexão estabelecida entre Brasil e Paraguai, retratando os ramos civis e militares que a constituíram. Consulta o "Archivo del Horror", oficialmente denominado "Centro de Documentación y Archivo para la Defensa de los Derechos Humanos del Poder Judicial", órgão uruguaio, o qual contém documentos da polícia política da extinta ditadura do general Alfredo Stroessner Matiauda, além de acervos dos extintos Departamentos de Ordem Política e Social dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Analisa, ainda, o funcionamento da Operação Condor, tipo e características dos documentos trocados bem como testemunhos de militares e ex-presos políticos. Apresenta, em anexo, cópias de documentos dos referidos arquivos.

 

Myriam Ruth Lagos Bustos

Programas educativos em unidades de conservação: Assis, no Brasil; Temuco no Chile.
Defesa: 05/1998, Mestrado, 128 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Pedro Jacobi
Palavras-chave: Sociedade, política pública, unidades de conservação, programas de educação ambiental, preservação e conservação.
Realiza estudo comparado entre duas Unidades de Conservação, localizadas no Brasil e no Chile, delimitando como área de pesquisa a Estação Experimental de Assis _ São Paulo/Brasil; e, o Monumento Natural Cerro Ñielol _ Temuco/IX Região/Chile. Investiga a contribuição dos programas educativos para aumentar o conhecimento ambiental, em contextos marcados por uma incipiente vivência por parte da população em tornar-se co-responsável pela proteção ambiental. Contextualiza a problemática da pesquisa, situando suas raízes numa conjuntura mundial que aborda a criação das áreas protegidas e a influência da legislação na formação de Unidades de Conservação.

 

Maria do Carmo Bueno Guerra

As ONG´s de assessoria a movimentos sociais por habitação: estudo de caso _ Brasil e Chile _ a partir da década de 80.
Defesa: 06/1998, Mestrado, 201 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Pedro Jacobi
Palavras-chave: Sociedade, política pública, ONGs, habitação popular, movimentos populares.
Analisa a atuação _ concepção de políticas públicas, práticas vinculadas aos Movimentos Sociais por Habitação e relação com o Poder Público _ de Organizações Não Governamentais de Assessoria Técnica no Brasil (região metropolitana de São Paulo) e no Chile (região metropolitana de Santiago). Pesquisa o período de 1980 a 1997, enfatizando o trabalho das ONG´s no contexto da redemocratização dos dois países. Apresenta, como resultado do trabalho das ONG´s de Assessoria Técnica, a obtenção de moradias pela população e a transformação de pessoas socialmente excluídas em cidadãos, portadores não só de deveres, mas também de direitos. Ressalta a pouca divulgação do trabalho das ONG´s na sociedade e a sua relação _ geralmente conflituosa _ com o Poder Público.

 

Célia Aparecida Pavanelli

Abandono, lei e legitimidade: um estudo sobre a adoção no Brasil e na Argentina.
Defesa: 09/1998, Mestrado, 169 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, política pública, adoção, legislação, direitos da criança.
Estuda a instituição de adoção tal como prevista nas legislações brasileira e argentina. Por meio do método comparativo, analisa as semelhanças e diferenças no modo como a criança é percebida e tratada nas referidas legislações. Apresenta um histórico do instituto de adoção na Argentina e no Brasil bem como uma análise do Estatuto da Criança e do Adolescente.

 

Maria Theresa Vargas Escobar Ferraz de Camargo

A reivindicação do direito à saúde: um estudo de caso no contexto do Mercosul.
Defesa: 11/1998, Mestrado, 112 páginas.
Orientador: Profª Drª Sueli Gandolfi Dallari
Palavras-chave: Estado, políticas públicas de saúde, movimentos populares.
Identifica as estratégias de participação democrática utilizada por movimentos sociais da periferia de dois grandes centros urbanos latino-americanos: São Paulo (Movimento dos Moradores de Vila Brasilândia) e Buenos Aires (Organização Popular de Vila Inta). Considera as associações representativas como canais extraordinários de representação da sociedade. Identifica como os movimentos intervêm no processo de reivindicação de direitos e como a sociedade civil e o ordenamento jurídico atuam no meio social para legitimar a distribuição de recursos para as Políticas Públicas de Saúde.

 

Vicente Penteado Meirelles de Azevedo Marques

Integração regional, negociações coletivas e organização sindical: desafios para a agricultura familiar.
Defesa: 11/1998, Mestrado, 422 páginas.
Orientador: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Economia, agricultura familiar, estrutura agro- industrial, MERCOSUL.
Estuda as mudanças nas ações coletivas e na organização de segmentos subalternos de agricultores nos países que compõem o Mercosul, as quais indicam a conformação de uma nova identidade baseada, entre outros elementos, no caráter familiar das suas explorações. Constata que a construção dessa identidade, entre os produtores de leite, está determinada pela necessidade de buscar uma maior influência efetiva (informal ou contratual) diante do processo de reestruturação agro-industrial, associado ao Mercado Comum. Reconstitui passagens históricas de dispositivos institucionais, assumidos pela organização técnica e social da produção agrícola, em geral, e de produtos lácteos, em particular. Analisa as posições das organizações de agricultores familiares e outros atores no MERCOSUL, especialmente, no Uruguai e Rio Grande do Sul.

                                                                                                                      

Sônia Maria Geraldes

Bemmalquer, análise da vulnerabilidade feminina a contaminação do HIV no Brasil e no México.
Defesa: 12/1998, Mestrado, 134 páginas.
Orientador: Profª Drª Cremilda Celeste de Araújo Medina
Palavras-chave: Estado, políticas públicas de saúde, AIDS, campanhas de prevenção e conscientização.
Analisa a vulnerabilidade feminina a contaminação pelo Vírus da AIDS no Brasil e no México. Aponta as lacunas deixadas pelas campanhas de prevenção da AIDS, os depoimentos de profissionais da saúde, de portadoras do vírus e os discursos da Imprensa. Conclui que estratégias mais comunicativas de conscientização para a prevenção, devem levar em consideração a "negociação" feminina do prazer, a preocupação feminina com a manutenção dos relacionamentos bem como a utilização dos espaços públicos para transformar comportamentos e hábitos.

 

Solange Baraldi

Sobre o significado da morte e do morrer: identificando similaridades e diferenças no Brasil (São Paulo) e Cuba (Havana).
Defesa: 01/1999, Mestrado, 119 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, política pública de saúde, morte social, terminalidade, enfermagem, família, processo saúde doença.
Analisa o significado da morte-morrer, segundo familiares de pacientes em estado terminal, no Estado de São Paulo (Brasil) e em Havana (Cuba). Identifica a inserção social dos pacientes, bem como dos "familiares" que vivenciam o processo morte-morrer, junto a seus parentes em estágio terminal, internados nas unidades hospitalares da cidade de São Paulo e Havana, assim como analisa as representações e percepções que estes "familiares" têm acerca do fenômeno da morte-morrer. Utiliza-se das teorias da representação social, numa perspectiva dialética e comparativa, para a análise dos dados. Aponta similaridades e diferenças nos enfoques sobre o fenômeno da morte, tanto nos aspectos sociais, quanto no núcleo familiar dos parentes terminais. Constata que a estrutura sócio-econômica tem interferido de modo expressivo nestas situações, nas tomadas das decisões familiares e nas representações sociais acerca do fenômeno morte-morrer.

 

Gilvanir Batista da Silva

Ação sindical tripartite: CUT/Brasil e PIT-CNT/Uruguai.
Defesa: 02/1999, Mestrado, 123 páginas.
Orientadora: Profª Drª Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: Sociedade, ação sindical tripartite, gestão pactuada, autonomia política, conselho de salário.
Examina a ação sindical com respeito às novas demandas, colocadas para o sindicalismo brasileiro nesta década. Constata que no Brasil dos ano 90, o ator sindical passa a integrar diversos organismos tripartites, compostos pelas representações de trabalhadores, empresários e governo, para atuar articuladamente a exemplo da tradição uruguaia de gestão pactuada. Reconstitui uma breve história do socialismo brasileiro e uruguaio. Examina como se expressa a autonomia política e a ação sindical tripartite nos dois países. Processa uma comparação entre o sindicalismo brasileiro e uruguaio, enfatizando a ação tripartite melhor sucedida de ambos os países, o Conselho Deliberativo do FAT-CODEFAT, no Brasil; e, os Conselhos de Salários, no Uruguai.

 

Karin Ianina Matzkin

Políticas públicas para a criação de postos de trabalho no marco da reestruturação econômica (1980_1998): estudo comparativo das regiões metropolitanas de Buenos Aires e São Paulo.
Defesa: 04/1999, Mestrado, 178 páginas.
Orientadora: Profª Drª Rebeca Scherer
Palavras-chave: Sociedade, políticas públicas de trabalho, reestruturação econômica, emprego.
Reconstitui um breve histórico da crise do emprego no período que correspondeu à expansão econômica do segundo pós-guerra, a deflagração da crise política, econômica e social das duas últimas décadas. Contextualiza a problemática do emprego para os casos argentino e brasileiro, abordando primeiramente os processos político-econômicos que levaram a instauração da crise do emprego e, depois, o perfil que ela adquiriu em ambos os países. Examina os efeitos das políticas públicas na geração de empregos, suas contribuições e seus limites. Aponta o precário desempenho das políticas públicas no enfrentamento da problemática do desemprego, bem como seu caráter meramente compensatório.

 

Sérgio Pereira Antunes

O sistema bancário do Mercosul.
Defesa: 05/1999, Mestrado, 114 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone
Palavras-chave: Economia, sistema bancário, banco do Mercosul, convênio de créditos recíprocos.
Discute a formação de um sistema bancário do Mercosul. Contextualiza a importância do papel dos bancos estatais nacionais, em especial, do Banco do Brasil e do Banco de La Nación Argentina, destacando que pouco tem sido feito no interesse de explorar o setor na integração da região. Pontua que em contrapartida, ações isoladas têm sido implementadas, como o oportuno Convênio de Créditos Recíprocos e a incipiente constituição de um Banco do Mercosul, seja por meio da transformação do FONPLATA ou da efetivação das operações conduzidas pelo BANASUR.

 

Carlos Alberto Morais Pacheco da Silva

Impacto do Mercosul nas pequenas e médias empresas da Bahia
Defesa: 08/1999, Mestrado, 200 páginas.
Orientador: Profª Drª Antonia Fernanda Pacca de Almeida Wright
Palavras-chave: Economia, intercâmbio comercial, pequenas e médias empresas, Mercosul.
Analisa o intercâmbio comercial existente na atualidade entre as Pequenas e Médias Empresas (PMEs) do estado da Bahia e os países do Mercosul. Pontua que apesar deste se constituir um mercado promissor para estas empresas, está longe de ser viável. As PMEs são responsáveis por apenas 1,20% do volume de exportação do estado da Bahia. Interesses de grandes grupos econômicos continuam prevalecendo, fixando zonas de influência políticas e comerciais, mesmo após a formação do Mercosul. Por outro lado, o Governo do estado, apesar de divulgar empenho em aumentar as exportações das PMEs, não consegue simplificar os mecanismos de liberação das linhas de crédito. Conclui que uma participação reduzida da sociedade nas decisões estratégicas para o país, aliado a uma cidadania debilitada pelo baixo nível de escolaridade da população, levando à alienação, à resignação e ao conformismo, torna qualquer possibilidade de mudança do quadro atual de participação das PMEs do estado da Bahia no Mercosul muito distante.

 

José Ricardo Meirelles

Impostos indiretos no Mercosul e integração.
Defesa: 09/1999, Mestrado, 207 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Paulo Borba Casella
Palavras-chave: Economia, impostos indiretos, Mercosul, integração.
Traçam-se as linhas gerais do processo de integração, trazendo à baila as experiências européia e latino americana bem como enfatizando as diretivas do Tratado de Assunção no que tange à harmonização das legislações. Adentra-se no estudo das estruturas das normas tributárias, especialmente dos impostos indiretos, e na análise dos sistemas nacionais de tributação indireta, incidente em cada um dos países-membros do Mercosul. Além disso, abordam-se os problemas específicos do Brasil e dos demais países-membros, e definem-se os caminhos e propostas de harmonização da tributação indireta do Mercosul. Reafirma-se a necessidade da harmonização dos impostos indiretos para se chegar à almejada integração no âmbito do Mercosul.

 

Sabrina Rodrigues Santos

Algumas práticas contratuais no comércio de alimentos do Mercosul: uma contribuição aos estudos dos contratos internacionais.
Defesa: 09/1999, Mestrado, 185 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca
Palavras-chave: Economia, práticas contratuais, comércio de alimentos, Mercosul.
A integração econômica entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, por meio do Mercosul, fomentou o surgimento de algumas práticas contratuais no comércio de alimentos, que não a forma solene. São, pois, os princípios gerais de direito e os usos e práticas do comércio internacional, além das leis, que fundamentam as relações comerciais entre comprador e vendedor. Entre as principais conclusões, destacam-se: a) a falta de uma teoria específica dos contratos, concluídos em diferentes territórios, é óbice para os estudos dos contratos internacionais do comércio; b) as práticas contratuais e as formas de que se revestem os contratos de compra e venda no Mercosul variam em razão das necessidades, dos entendimentos, e do grau de confiabilidade; c) a transferência dos riscos e da propriedade da mercadoria dá-se de acordo com a modalidade de INCOTERM escolhida; d) o contrato verbal nem sempre possui requisitos para ser considerado como título extra-judicial apto a ensejar a execução forçada da obrigação, sem contar o fato de que estes requisitos variam de acordo com as legislações internas dos Estados-membros.

 

Mônica Aparecida da Rocha Silva

Reformas da educação superior na América Latina: estudo de dois casos (Brasil e Chile).
Defesa: 12/1999, Mestrado, 174 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras-chave: Sociedade, política pública de educação de terceiro grau, reforma da educação de terceiro grau.
O trabalho tem por objetivo realizar uma análise comparativa das mudanças introduzidas na educação superior do Brasil (década de 90) e do Chile (décadas de 80 e 90), com base nas reformas do Estado. Ressalta-se que a intenção é, sobretudo, compreender o processo de privatização que tem caracterizado o ensino de terceiro grau, mediante a análise de documentos oficiais, da legislação universitária de ambos os países, bem como uma síntese efetuada com base em uma bibliografia atualizada. Os resultados da pesquisa indicam que, no caso dos dois países, a reforma ocorrida na educação superior privilegia a expansão institucional, acompanhada de vários fatores, como a diferenciação, a diversificação de fontes de financiamento, a avaliação institucional e a flexibilização do acesso ao ensino de nível superior. Percebe-se, também, uma nova concepção de Estado, cujo ponto central é concentrar-se na formulação e avaliação das políticas públicas. A conjuntura, pela qual os países em estudo estão passando tem propiciado a formação de um novo habitus no ensino superior do Brasil e do Chile, qual seja, a mercantilização do campo educacional.

 

Miriam da Silva Pacheco Nobre

Arranjos e rupturas familiares: legislação, práticas e representações de agricultoras e agricultores brasileiros residentes no Paraguai.
Defesa: 03/2000, Mestrado, 152 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Renato da Silva Queiroz
Palavras-Chave: Sociedade, agricultores, agricultoras, relações familiares.
O foco do estudo é a comunidade de Santa Maria, no município de Santa Rosa del Monday, Paraguai, formada praticamente por agricultores(as) brasileiros(as). Estes consideram-se imigrantes e não brasiguaios, combinando referências do Brasil e do Paraguai, inclusive no que tange ao aspecto legal. O trabalho procura descrever as preocupações das agricultoras no interior das relações familiares, após a evolução dos direitos das mulheres com a promulgação da Constituição Brasileira em 1988 e da Lei de Reforma Parcial do Código Civil Paraguaio em 1992.

 

José Aparecido Rolon

O Paraguai no Mercosul: limites e possibilidades
Defesa
: 05/2000, Mestrado, 104 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali
Palavras Chave: Economia, Mercosul, integração regional, política externa
Este trabalho analisa algumas dimensões do processo de integração ao Mercosul, sob a ótica do Paraguai, privilegiando alguns aspectos de sua política externa. Procura-se a partir da perspectiva guarani, avaliar qual o significado da integração para este país, sua forma de relacionamento com os demais países, particularmente Argentina e Brasil, e o seu modo de fazer política externa, resgatando um pouco desta trajetória em sua história. Assim sendo, partindo do processo da integração regional, procura-se fazer um recorte nacional a partir do Paraguai, tendo como pano de fundo sua localização geopolítica e suas debilidades política, econômica e social. Para tal, recorreu-se a três teorias em seus pressupostos básicos: o Realismo; a Interdependência; e, a Geopolítica. As relações do Paraguai com seus vizinhos de bloco apresentam elementos paradoxais de uma integração notadamente assimétrica.

 

Maria Rita Guércio

Reestruturação produtiva e transformações tecnológicas na América Latina: Os casos Argentino e Brasileiro
Defesa: 06/2000, Mestrado, 124 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Osvaldo Luis Angel Coggiola
Palavras Chave: Sociedade, reestruturação produtiva, economia de mercado, neoliberalismo, abertura comercial
As transformações tecnológicas se tornaram uma variável essencial para a economia de mercado. As economias latino-americanas se alinharam aos preceitos neoliberais e de abertura econômica, propagados pelos centros hegemônicos, cujo paradigma se assenta sobre a questão tecnológica. Os principais efeitos que estas medidas neoliberais desencadearam na região, resultaram na valorização das atividades financeiras e no detrimento do aparato produtivo nacional, em razão da abertura financeira e comercial que se vislumbra, o que resulta na mudança do perfil industrial e tecnológico da região. Este trabalho analisa estas transformações apontando as principais mudanças ocorridas com o processo de reestruturação industrial brasileiro e argentino, destacando as diferenças e semelhanças, bem como os principais efeitos que delas se repercutem.

 

Samarone Lima de Oliveira

A penumbra compartida _ solidariedade e resistência na noite de terror do Cone Sul da América Latina: a ação do grupo Clamor (1978-1991)
Defesa: 09/2000, Mestrado, 155 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras Chave: Sociedade, CLAMOR, ditadura, resistência, solidariedade
O trabalho reconstrói a história do CLAMOR (Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul), grupo criado na Arquidiocese de São Paulo em 1978, para dar apoio ao crescente número de vítimas das ditaduras do Cone Sul que chegavam ao Brasil. O grupo teve uma destacada atuação na denúncia internacional das violações de direitos humanos, especialmente nos casos referentes às crianças, filhos de desaparecidos políticos. O grupo encerrou oficialmente seus trabalhos em 1991. Através de depoimentos orais e de consultas a arquivos de entidades congêneres no Chile, Argentina e Uruguai, fez-se uma narrativa mostrando o surgimento, formas de atuação e impacto do CLAMOR e seu gesto solidário no Cone Sul da América Latina.

 

Alessandro Golombiewski Teixeira

O Novo Contexto Mundial e o Desafio Tecnológico da América Latina. Um estudo de caso: Argentina, Brasil e México
Defesa: 09/2000, Mestrado, 224 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali
Palavras Chave: Estado, dependência tecnológica, Sistema Nacional de Inovação, globalização, inovação
O objetivo do trabalho é mostrar empírica e evolutivamente que a América Latina estará fadada ao atraso econômico e à dependência tecnológica se não desenvolver um sistema capaz de gerar, adaptar e difundir tecnologia, o qual é denominado Sistema Nacional de Inovação. Para tal, procedeu-se uma análise do novo paradigma econômico - globalização econômica - sob a ótica sistêmica, identificando o papel da tecnologia como variável central. Em seguida, traça-se uma correlação empírica e evolutiva entre competividade (pilar do Novo Contexto Mundial) e tecnologia, e sua institucionalização quanto aos processos de geração, adaptação e difusão que são traduzidos na criação e na evolução do conceito de Sistema Nacional de Inovação. Por fim, descreve a evolução dos Sistemas Nacionais de Inovação da Argentina, do Brasil e do México, evidenciando-se suas potencialidades e fraquezas e buscando-se esboçar alternativas para a evolução e a consolidação desses sistemas como forma de atenuar a dependência econômica e tecnológica da América Latina.

Álvaro Castroman Polero

Estratégias para uma inserção global: Empresas do setor de engenharia e construção - estudo de caso Brasil-Argentina
Defesa: 09/2000, Mestrado, 155 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali
Palavras Chave: Economia, engenharia e construção, competitividade, Mercosul, globalização
O trabalho analisa as estratégias competitivas do setor de Engenharia e Construção do Mercosul, no contexto de uma economia globalizada. A análise é feita através do estudo de caso de duas empresas: Odebrecht S.A. (Brasil) e Techint S.A. (Argentina), aplicando o modelo de Michael Porter denominados de Atributos que moldam a vantagem nacional competitiva e de Diretrizes da Atuação Global. Para tal analisou-se as variáveis-objetivo selecionadas: competências essenciais; análise de oportunidades e campo de atuação; objetivo na globalização; estratégia na globalização; e, competitividade na globalização. O estudo conclui que a competitividade do setor no Mercosul deve ser analisada sob o enfoque da eficiência da estratégia global das empresas e do aprimoramento eficaz das vantagens comparativas de seu país-sede.

 

Umberto Catarino Pessoto

As políticas de saúde para América Latina e Caribe da Organização Panamericana de saúde e do Banco Mundial: uma análise dos documentos e seus discursos.

Defesa: 17/03/2001, Mestrado, 74 páginas.
Orientador: José da Rocha Carvalheiro
Palavras-chave: Estado, OPAS, Banco Mundial, América Latina e Caribe.

Este estudo faz uma análise dos discursos da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) sobre políticas de saúde para a América Latina e Caribe, no período compreendido entre os anos de 1986 a 1994. A análise é realizada tendo como contraposição os discursos do Banco Mundial, no mesmo período. Procura-se demonstrar que os dois discursos se construíram, se realizaram e se atualizaram em relação de heterogeneidade constitutiva. Para a realização desta tarefa na corrente denominada de 'escola francesa de análise do discurso' (AD). Após a manutenção de uma longa polêmica discursiva, foi possível chegar à conclusão que a OPAS atualizou seu discurso a partir dos temas apresentados pelo Banco Mundial: financiamento, eficácia e eficiência. Houve um desequilíbrio associativo semântico entre universalidade, integralidade e gratuidade da atenção à saúde defendida pela OPAS. A defesa do principio da não-exclusividade, pelo Banco, foi decisiva para aquele desequilíbrio.

 

Clovis Antonio Brighenti

Integração e Desintegração Análise do tratamento dispensado pelos Estados brasileiros e argentino ao povo Guarani de Santa Catarina e da província de Misiones.

Defesa: 22/05/2001, Mestrado, 257 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Antonio Carlos Robert Moraes
Palavras-chave: Sociedade, Povo Guarani, Estado brasileiro e argentino.

Ações internacionais, alcançadas graças à ampla participação dos indígenas e de setores da sociedade civil organizada, essa perspectiva foi alterada para uma relação de reconhecimento da preexistência cultura e da organização social, costumes, línguas, crenças e tradições além dos direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam. Mas essas mudanças na legislação ainda estão longe de serem implementadas nas políticas públicas, especialmente na conflitiva luta pela demarcação das terras, que a pesar das pressões, o Estado demarca terras minúsculas, sem condições de sobrevivência, desrespeitando a tradicionalidade da ocupação. Concluímos que a meta atual do Estado não é mais a integração/incorporação cultural do indígena, como vinha ocorrendo até recentemente, mas a fragmentação e a desintegração enquanto povo, dificultando a migração tradicional e não garantindo espaços suficientes para sua reprodução física e cultural.

 

Maria Silvia Portella de Castro

As mudanças nas leis trabalhistas e no perfil sindical no Brasil e Argentina na década de 90.

Defesa: 30/07/2001, Mestrado, 126 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade,leis trabalhistas, perfil sindical.

Nesta dissertação apresentamos, na primeira parte, uma descrição resumida dos modelos brasileiro e argentino de regulação trabalhista, com o objetivo de apresentar suas principais semelhanças e diferenças. Na segunda parte, tratamos das mudanças que se operaram no funcionamento e composição do mercado de trabalho e, na terceira, os reflexos desse processo no perfil social e político dos sindicatos. Na quarta parte descrevemos o que, e como, já foi mudado em termos da legislação trabalhista e a título de conclusão, comparamos aspectos de duas fotografias apresentadas, para tornar mais visível os objetivos estabelecidos.

 

Luís Carlos Bassi

Brasil e Cuba: Uma Análise Comparativa dos Instrumentos que Influenciam a Participação Popular em Segurança Pública nas cidades de Havana e São Paulo na década de 1990.

Defesa: 15/08/2001, Mestrado, 218 páginas.
Orientador: Dr. Renato da Silva Queiroz
Palavras-chave: Estado, segurança pública, participação popular.
O foco de nossos estudos neste trabalho está voltado aos instrumentos governamentais que influenciaram a participação popular no gerenciamento de políticas governamentais de segurança pública adotadas nas cidades de Havana e São Paulo, na década de 1990, que estão inseridas no contexto social, político e econômico de dois países distintos da América Latina, sendo eles Brasil e Cuba.

 

Valéria Nagy de Oliveira Campos

Metropolização e Recursos Hídricos na América Latina: o caso da Região Metropolitana de São Paulo e da Zona Metropolitana da Cidade do México. 1970 a 2000.

Defesa: 14/09/2001, Mestrado, 224 páginas.
Orientador: Profª. Dra. Rebeca Scherer
Palavras-chave: Sociedade, metropolização, recursos hídricos, RMSP, ZMCM.

Este trabalho tem como tema o impacto do processo de metropolização sobre os recursos hídricos. Evidencia os impasses que se apresentam à gestão destes recursos, face às peculiaridades político-administrativas das áreas que sofreram este processo. Versa especificamente sobre a atuação dos órgãos públicos na gestão destes recursos na Região Metropolitana de São Paulo - RMSP, e na Zona Metropolitana da Cidade do México - ZMCM, as maiores metrópoles da América Latina. A reflexão sobre o tema cobre as décadas de 70, 80 e 90. Procura apontar as peculiaridades da gestão dos recursos hídricos efetuada, hoje, na RMSP e na ZMCM, levantando alguns problemas que têm dificultado a adoção integral de um modelo de gestão fundamentado nos preceitos do desenvolvimento sustentável - gestão descentralizada e participativa, no âmbito da bacia hidrográfica. Entre estes problemas verificados nestas áreas, destacam-se a necessidade de compatibilizar a divisão político-administrativa - estados e municípios -, e a divisão natural do território - bacia hidrográfica -, e a necessidade de criar um ambiente adequado a esta gestão, com arranjos institucionais e leis apropriados.

 

Edson Rildo Penha de Alencar

Mortes violentas na cidade de São Paulo na década de noventa: os números da violência na América Latina e Caribe nos anos 90.

Defesa: 18/12/01, Mestrado, 112 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Sedi Hirano
Palavras-chave: Sociedade, violência, criminalidade, homicídios.

As grandes cidades na América Latina têm sido atingidas por enormes taxas de criminalidade, que comprometem seu capital social e, sobretudo, deixam como herança para os mais jovens o perigo constante de serem vítimas ou vitimizadores dessa realidade que parece tornar-se tendência em nossa região. As enormes diferenças sociais que existem em nosso continente não explicam por si só os altos índices de criminalidade da região, porém o seu aprofundamento nos últimos vinte anos contribuiu enormemente para o incremento da violência. A partir desta visão, o presente trabalho procura analisar os aspectos que levam à prática criminosa, sobretudo a prática dos homicídios na cidade de São Paulo e a nova ambientação do modo de vida urbano dos indivíduos em uma sociedade violenta como a nossa.

 

Jaime Kitawara Wada

Direitos humanos e direitos dos índios: um estudo comparativo entre as legislações atuais do Brasil e da Argentina.

Defesa: 05/02/2002, mestrado, 221 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Renato da Silva Queiroz
Palavras-chave: direitos humanos, direitos dos índios, legislações, Brasil, Argentina.

A presente dissertação de mestrado tem como proposta de estudo uma análise comparativa da legislação vigente que normatiza os direitos dos índios no Brasil e na Argentina, tendo como foco central as Constituições Federais de 1988 e 1994, respectivamente, que são analisadas, principalmente, através dos conceitos de terra, território indígena e contato inter-étnico.

 

Cecília Éster Romo Jorquera

Reformas projetadas e reformas decretadas: o ensino médio chileno nos anos 80 e 90. Contrapontos para a América Latina.

Defesa: 03/05/2002, mestrado, 145 páginas.
Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani
Palavras-chave: ensino médio, reforma educacional, Chile, América Latina.

Este trabalho objetiva investigar a trajetória que o ensino médio chileno tem percorrido nas duas últimas décadas do século XX, analisando as reformas educacionais implantadas nessa época. No desenvolvimento educacional do Chile, num nível contraditório, problemático e controverso, estabeleceram-se particularidades geradas pela ambigüidade de seu caráter e permanentes transformações de suas funções. O crescimento do ensino médio no país tem pairado entre dois critérios: a valorização educativa, ou seja, a educação concebida como um bem do qual ninguém pode ser privado, e a capacitação de recursos humanos para atender as necessidades do progresso econômico. No Chile, nas décadas de 80 e 90, a privatização transformou o segundo critério em alvo central das mudanças. Tais modificações resultaram do processo de reforma integral do Estado, iniciadas durante o regime militar. Efetivaram-se alterações principalmente nos objetivos do ensino médio, procurando adequá-los às novas estruturas sócio-políticas e econômicas, de acordo com as exigências da reestruturação econômica internacional.
Inserido neste contexto, o trabalho pretende identificar as semelhanças entre as soluções adotadas por um governo autoritário e as de duas administrações "democráticas". Nossa hipótese é de que tais semelhanças decorrem do fato de que as políticas educacionais dos governos chilenos dos últimos anos procuraram incorporar esse setor educacional às bases produtivas, via iniciativa privada.

 

Franco de Matos

Avaliação comparativa das atividades de microcrédito Brasil e Bolívia.

Defesa: 06/06/02, mestrado, 111 páginas.
Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali
Palavras-chave: microcrédito, Brasil, Bolívia.

O objetivo desta dissertação é proceder a uma avaliação comparativa da atividade de microcrédito entre Brasil e Bolívia. Essa avaliação se fará a partir da proposição e aplicação de um indicador capaz de sistematizar o cotejamento das principais iniciativas de cada país e seus respectivos arcabouços institucionais. Os critérios que permitirão a avaliação estarão embasados nas respostas que os instrumentos de microcrédito fornecem aos problemas relacionados à assimetria de informação subjacente ao mercado de crédito que excluem empreendedores de baixa renda ou sem garantias reais do acesso ao crédito.

 

Franco de Matos

 

Avaliação comparativa das atividades de microcrédito Brasil e Bolívia.

Defesa: 06/06/02, mestrado, 111 páginas.

Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali

Palavras-chave: microcrédito, Brasil, Bolívia.

O objetivo desta dissertação é proceder a uma avaliação comparativa da atividade de microcrédito entre Brasil e Bolívia. Esta avaliação se fará a partir da proposição e aplicação de um indicador capaz de sistematizar o cotejamento das principais iniciativas de cada país e seus respectivos arcabouços institucionais. Os critérios que permitirão a avaliação estarão embasados nas respostas que os instrumentos de microcrédito fornecem aos problemas relacionados à assimetria de informação subjacente ao mercado de crédito que excluem empreendedores de baixa renda ou sem garantias reais do aceso ao crédito.

 

Sérgio Salazar Salvati

 

Ecoturismo no Pantanal brasileiro e boliviano: estudo de políticas e alternativas sustentáveis.

Defesa: 27/06/2002, mestrado, 139 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Paulo César Milone

Palavras-chave: ecoturismo, pantanal, Brasil, Bolívia.

A ausência de políticas nacionais efetivas para o desenvolvimento do ecoturismo em todo o contexto sul-americano, em particular para a planície do pantanal brasileiro e boliviano, foi o ponto de partida para este estudo, considerando que se trata de região transfronteiriça, de baixa densidade populacional e com fortes limitações para implantação dos modelos de desenvolvimento econômico tradicionais. O Pantanal é a região detentora de vastos recursos naturais de potencial ecoturístico, mas possui lacunas em estratégias de conservação da biodiversidade. Foram analisados os contextos políticos e de desenvolvimento econômico das regiões de interesse, partindo-se do âmbito sul-americano para o nível mais local. Foram abordadas as diferentes visões em turismo sustentável e ecoturismo e apresentados os principais programas de desenvolvimento ecoturístico nestas regiões, estabelecendo-se estudos comparativos e discutindo propostas de integração político-governamental para harmonizar a proteção das paisagens e dos recursos naturais e culturais e seu aproveitamento para o ecoturismo. São oferecidas, também, algumas alternativas de sustentabilidade da atividade, notadamente a certificação de produtos e serviços.

 

Rosane de Lourdes Silva Vianna

 

Jovens à busca de identidades culturais: ser jovem em São Paulo e Medellín.

Defesa: 28/06/2002 mestrado, 217 páginas.

Orientador: Prof. Dr. José da Rocha Carvalheiro

Palavras-chave: São Paulo, Medellín, jovens, identidade cultural.

Esta tese apresenta um estudo sobre jovens privados de liberdade da Fundação do Bem-Estar do Menor de São Paulo (Febem) que através da arte – rap, break, grafite – falam de seu universo: a vida na periferia, o contexto em que buscam identificar-se com uma cultura juvenil constituída de estilos, estéticas, consumo. Através das letras de rap revelam os impasses da vida, a privação de liberdade onde o poder da cultura institucional penetra em seus corpos, gestos, afetos, movimentos; deixam entrever seus sonhos, fantasias, expectativas para a vida em liberdade. Por outro lado, o conhecimento da experiência colombiana de reeducação de jovens em conflito com a lei foi revelador porque lá os desafios da guerra estão postos claramente, seus atores identificados e a sociedade mobilizada para criar outros mecanismos além da internação.

Através desses universos, São Paulo e Medellín, foi possível identificar como os jovens se movem para criar suas identidades culturais com as marcas locais, nacionais e internacionais e como a sua inserção social pode se concretizar, mais pelo contato com seus locais de moradia, com os grupos musicais e artísticos com os quais se identificam, do que com técnicas pedagógicas com privação de liberdade.

 

Reynaldo Zorzi Neto

 

Reformas no ensino superior latino-americano: Brasil e Argentina nos anos 90.

Defesa: 28/06/2002 mestrado, 177 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani

Palavras-chave: Brasil, Argentina, autonomia universitária, avaliação universitária, Banco Mundial.

É consenso que o ensino superior encontra-se numa situação de grave crise em todo o mundo e, em particular na América Latina. Nesta se deve, em grande parte, à eclosão de dois fenômenos: primeiro, a expansão da demanda pelo acesso ao ensino superior ocorrida entre as décadas de 70 e 80; segundo, a emergência do discurso de que é preciso repensar o papel desempenhado pelo Estado nesse setor da educação e na sociedade como um todo. Esse postulado, assumido pelos organismos financeiros internacionais, sobretudo o Banco Mundial, influencia as políticas governamentais na década de 90. Partindo-se do fato de que existem entre os casos argentino e brasileiro inúmeras semelhanças no que diz respeito ao funcionamento de seus sistemas universitários, a presente dissertação analisa as políticas relativas ao ensino superior implementadas nesses dois países na década de 90, durante os governos Fernando Henrique Cardoso e Carlos Menem. A conclusão a que chega essa pesquisa é a de que o aumento da ingerência do Banco Mundial na formulação de políticas públicas nos dois países tem levado a um processo gradativo de descompromisso do Estado em relação à educação superior. Isso se dá através da transferência de suas responsabilidades para a esfera privada, que cada vez mais amplia sua participação nesse setor.

 

Rosa Maria Ranzani

 

O papel do psicólogo no poder judiciário - Comparação de uma experiência: Brasil e Argentina.

Defesa: 02/07/2002 mestrado, 193 páginas.

Orientador: Prof. Dr. José da Rocha Carvalheiro

Palavras-chave: psicologia judiciária, Brasil, Argentina.

Neste estudo, foi realizada uma comparação entre duas experiências profissionais – uma brasileira (Bauru) e outra argentina (Buenos Aires) – de dois psicólogos judiciários. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação. Os objetivos deste estudo foram: a) auxiliar na construção de um quadro conceitual para a Psicologia Judiciária; b) identificar e divulgar a legislação que norteia o trabalho do psicólogo nessa área; c) identificar possibilidades de atuação para o profissional, no Tribunal de Justiça; d) descrever o trabalho de um psicólogo brasileiro e o de um argentino; e) apresentar as construções teóricas que subsidiaram as atividades desenvolvidas no Fórum. As legislações que nortearam o trabalho dos dois profissionais – brasileiro e argentino – foram identificadas e apresentadas, o trabalho de ambos foi descrito e comparado. Percebeu-se que o momento histórico dos profissionais são diferentes, sendo que o brasileiro está desenvolvendo sua identidade profissional, enquanto o profissional argentino vive outro momento histórico – apresenta análises reflexivas de sua prática, já bem caracterizada. No entanto, pode-se perceber que existem questões político-ideológicas que são comuns a ambas experiências.

 

Sonia Marisa Marcocin Pfeifer

 

O sistema hidrográfico do Prata e sua importância no desenvolvimento do Cone Sul

Defesa: 12/01/1996, mestrado, 265 páginas.

Orientador: Prof. Dr. José Roberto Franco da Fonseca

Palavras-chave: Economia, Cone Sul, subagrupamentos regionais, hidrovias, sistemas hidrográficos.

Destaca a importância dos subagrupamentos regionais, enfocando o Sistema Hidrográfico do Prata, formalizado em 1969 por meio do “Tratado de Brasília”, documento que regularizou o aproveitamento dos recursos naturais proporcionados pela Bacia do Prata, nos países por ela banhados: Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina e Bolívia. Analisa a questão da soberania dos Estados no referido Tratado, considerando os regimes não-democráticos vigentes nos países signatários. Estuda a inserção da América Latina no novo cenário de formação de grandes blocos econômicos internacionais, realçando a importância das hidrovias como fator estrutural na implementação do comércio regional e como estímulo à conformação do mercado comum.

 

Gabriel Uled Ramón Joffré

 

A Cidade ordenada: intervenção urbana e projeto político na hispano-américa – Lima, na segunda metade do século XIX

Defesa: 27/01/1998, mestrado, 229 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Inez Garbuio Peralta

Palavras-chave: Sociedade, urbanismo, intervenção urbana, espaço público-privado.

Analisa os projetos de reforma urbana na América Hispânica no século XIX, estabelecendo a relação existente entre as modalidades de intervenção no tecido urbano e os projetos políticos que os impulsionaram. Caracteriza as crises que as cidades atravessaram como conseqüência da quebra do sistema colonial hispânico, abordando o momento das reformas urbanas na segunda metade do século XIX assim como a consolidação do denominado pacto neocolonial. Observa as características genéricas dos principais centros urbanos hispano-americanos para analisar o caso particular de Lima, mostrando como foi afetada a infra-estrutura desta cidade pela intervenção urbana das autoridades republicanas.

 

Marcelo Ferreira Kawatoko

 

A previdência social na América Latina: contribuição ao estudo comparativo das políticas de previdência social no Brasil e na Argentina

Defesa: 16/12/2002, mestrado, 79 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Sueli Gandolf Dallarii

Palavras-chave: previdência social, Brasil, Argentina.

Esta pesquisa trata da dinâmica recente das transformações na área das políticas de previdência social, focalizando dois países importantes da América Latina, a Argentina e o Brasil. Para analisar o caso argentino, escolhemos o período que se inicia no governo de Raul Alfonsín, representante da União Cívica Radical (1983 a 1989) e se estende até o final do segundo mandato do justicialista Carlos Menem (1989 a 1995 e 1995 a 1999). No caso brasileiro, o período escolhido se inicia com o governo de José Sarney (1985 a 1989), do PMDB, passa pelo conturbado governo de Fernando Collor e Itamar Franco (1990 a 1994) e se prolonga até o primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso (1994 a 1998), do PSDB. A opção por estes períodos se deve as iniciativas que foram tomadas no sentido de implantar políticas liberalizantes voltadas para o mercado. Estruturas ligadas ao sistema de proteção social, as empresas e burocracias estatais e aquelas ligadas a infra-estrutura econômica foram alvo de mudanças ou de tentativas de mudanças muito profundas. Os diagnósticos apontavam quase sempre para a incapacidade da manutenção dos níveis de gastos públicos dentro de um quadro de crescimento econômico lento e de internacionalização das relações de produção. A necessidade de se manter o equilíbrio fiscal foi a motivação das reformas dos sistemas de proteção social, e os modelos adotados foram objeto de debates por todo o período, e ainda continuam sendo debatidos. Discute-se, no âmbito deste trabalho, as concepções políticas e ideológicas que serviram de pano de fundo das propostas. Examinamos, também, quais os atores envolvidos mais diretamente nos processos e os interesses que os motivaram. Além disso, são abordadas as novas possibilidades de se encarar a questão da relação Estado/sociedade, que surgem em momentos de crise.

 

Marquilandes Borges de Sousa

 

Semear aos quatro ventos. O uso do radio pela propaganda política dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra: os casos do Brasil e do México

Defesa: 11/12/2002, mestrado, 139 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Lígia Coelho Prado

Palavras-chave: propaganda política, Segunda Guerra, Brasil, México, Estados Unidos.

Esta dissertação busca apresentar a propaganda política norte-americana, desenvolvida durante a Segunda Guerra Mundial, que tinha como área de divulgação os países da América Latina. Para tanto, foi estudado o papel desempenhado por uma agencia de esforço de guerra criada pelo governo de Franklin Delano Roosevelt, em 1940, e que, um ano depois passou a se chamar Office of the Coordinator of Inter-American Affairs (OCIAA). Este órgão, que era comandado por um dos principais incentivadores de sua criação, Nelson Rockefeller, tinha a função de coordenar todos os projetos norte-americanos destinados aos seus vizinhos latino-americanos. Assim, sua atuação pode ser considerada o principal momento da política de boa vizinhança, proposta originalmente por Roosevelt na sua posse, em 1933.
O OCIAA era composto por vários departamentos, porém esta dissertação trabalha apenas com a Divisão de Rádio. Assim, busca-se apresentar qual era o papel da radiodifusão sonora no programa de propaganda política desenvolvido pelos Estados Unidos, durante e guerra. Apesar de ser apresentada a atuação desta divisão na América Latina, de uma maneira geral, dois países são estudados mais detalhadamente: Brasil e México. Desta forma, busca perceber, no bloco de países que compõem a América Latina, como os Estados Unidos lidaram com as especificidades brasileiras e mexicanas.

 

Armando Chibante Pinto Coelho

 

Trabalho e AIDS: representações dos profissionais de saúde do Brasil e da Argentina
Defesa: 19/09/2002, mestrado, 153 páginas.
Orientador: Prof. Dr. José da Rocha Carvalheiro
Palavras-chave: AIDS, saúde, Brasil, Argentina.
O presente estudo abordou as representações de profissionais de saúde do Brasil e da Argentina no trabalho com os portadores do HIV/AIDS. Para o desenvolvimento deste estudo, optou-se por uma metodologia qualitativa embasada na teoria das Representações Sociais. Foram entrevistados profissionais da área de saúde de cada país. A análise das entrevistas possibilitou a construção das seguintes unidades temáticas: No suor do rosto...; A difícil arte de cuidar; Prevenção e Adesão: palavras ao vento? Os resultados revelaram que o trabalho dos profissionais de saúde do Brasil e da Argentina envolve grande desgaste emocional, agressões verbais, ameaças físicas, demonstrando que a racionalidade do discurso técnico sobre a prevenção e adesão ao tratamento da AIDS não é suficiente para deter o avanço da epidemia.

 

Telma Maria Lima

 

O centro das metrópoles latino-americanas: o trabalho informal nas cidades do México e de São Paulo.

Defesa: 03/12/2002, mestrado, 190 páginas.

Orientadora : Profa. Dra. Amália Inês Geraiges de Lemos

Palavras-chave: América Latina, espaços públicos, comércio informal, metrópole, centro histórico.

Esta dissertação tem como objetivo investigar as metrópoles latino-americanas: Cidade do México e São Paulo, abordando o centro velho, os importantes centros financeiros para ambas até 1960. Para isto, são estudados diversos aspectos, desde suas formações históricas, acompanhando os processos de urbanização e industrialização, focalizando o fenômeno mais recente, que afeta as grandes metrópoles latino-americanas, que é o processo de informalidade. Enfatiza-se o período que compreende as décadas de 1980 e 1990, que se caracteriza por duas grandes crises que afetam o setor econômico, por conseguinte, se constituem em fatores essenciais para tentar entender o quadro que se desenha na ocupação dos espaços públicos nos centros velhos das duas metrópoles.

 

Antonio Sergio Bichir

 

O Banco Mundial e as estratégias para a reforma da educação na Argentina e no Brasil nos anos 90: diagnósticos e receitas.

Defesa:29/11/2002, mestrado, 263 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Afrânio Mendes Catani

Palavras-chave: Banco Mundial, reforma da educação, Brasil, Argentina.

Este trabalho analisa o papel do Banco Mundial como ator proeminente da reforma educacional dos anos 90, na Argentina e no Brasil. O estudo é organizado em três movimentos: o primeiro compreende tais políticas como um esforço contra a pobreza e a desigualdade nos países subdesenvolvidos, num quadro de transformações econômicas e políticas do continente. O segundo busca perceber o modo de produção dessas políticas, na perspectiva de investimentos em capital humano, visando o desenvolvimento sustentado, com equidade. O terceiro verifica os modos de inserção dessas políticas na Argentina e no Brasil.
Esses movimentos aparecem como estratégias sócio-educacionais e conformam algumas linhas mestras, a saber: a universalização do acesso ao ensino fundamental; a qualidade/eficácia/competitividade da educação oferecida; a centralização e a descentralização da gestão educacional do Estado; a busca por equidade social através da educação. O pano de fundo político e econômico da postura do BM poderia ser inscrito na emergência da crise fiscal do Estado, e no caso do campo socialista, nas novas tendências econômicas mundiais na reorganização do trabalho e da produção.

 

Rosinei Aparecida Naves

 

A General Motors no Mercosul na Década de 90 - transformações produtivas em um bloco comercial periférico

Defesa: 17/03/2003, metrado, 157 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Osvaldo Luis Angel Coggiola

Palavras-chave: Brasil, Argentina, autonomia universitária, avaliação universitária, Banco Mundial

O objetivo deste trabalho foi apurar a aceleração do processo de transformações ocorridas nos modelos produtivos automotivo instalados no Brasil e Argentina, na década de 90, do século XX. Embora o presente estudo não seja inédito, poderá acrescentar novos elementos para ilustrar o processo no período mencionado. Para tanto, foram escolhidas as filiais da maior empresa do mundo, A General Motors (GM), localizadas no Brasil e na Argentina. As medidas adotadas pela GM ajudaram a consolidar um novo paradigma de acumulação capitalista na América do Sul. Dentro de suas unidades foram operadas mudanças, introduzindo-se formas de organização e gestão de trabalhos mais flexíveis, bem como a modernização tecnológica de seus equipamentos. Para passar por esse período de substituição do velho padrão de acumulação capitalista para um novo, a GM valorizou as políticas de recursos humanos, na tentativa de envolver seus empregados com seus objetivos.

 

Kátia Regina Riedel

 

Características da urbanização e da modernização na América Latina

Defesa: 05/05/2003, mestrado, 158 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Sueli Terezinha Ramos Schiffer

Palavras-chave: urbanização, modernização, estruturas urbanas, São Paulo, Buenos Aires.

Esta dissertação tem como tema central de análise os processos de modernização e urbanização da América Latina. Tem por objetivo analisar as características da urbanização e da modernização ocorridas nas cidades de São Paulo e Buenos Aires, entre o período de 1880 e 1950. A questão central abordada refere-se às transformações das estruturas urbanas produzidas pelos processos de modernização e urbanização ocorridos nas cidades de São Paulo e Buenos Aires no período em questão.

 

Carlos Enrique Tupiño Salinas

 

Programas de Microcrédito e seus Efeitos no Desenvolvimento Local no Brasil e no Peru: um Estudo Comparativo sobre o Banco do Povo de SantoAndré/São Paulo e Mibanco da Villa El Salvador/Lima, 1998-2001

Defesa: 22/08/2003, mestrado, 118 páginas.

Orientador: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali

Palavras-chave: Microcrédito, efeitos impulsionadores de desenvolvimento local, o Banco do Povo de Santo André /São Paulo/Brasil, Mibanco da Villa El Salvador/Lima/Peru.

A proposta deste trabalho consiste em analisar os programas de microcrédito e seus efeitos impulsionadores de desenvolvimento local. Nesse sentido, comparamos e interpretamos o Banco do Povo e Mibanco e seus efeitos em Santo André/São Paulo e na Villa El Salvador/Lima, 1998-2001.
Certamente o Banco do Povo e Mibanco foram criados como programas compensatórios. Na atualidade, vem se destacando como impulsionadores do desenvolvimento em Santo André e na Villa El Salvador. Atendendo, sem exclusão, microempresárias e microempresários. Além de melhorar os negócios, gerar empregos vem incrementando serviços, estimulando a poupança e a confiança e desenvolvendo a capacidade de projetar novos negócios.
O estudo de ditos programas e seus efeitos será desenvolvido através de um referencial metodológico comparativo e interpretativo; utilizando como técnicas a história de vida, a análise de conteúdo e a construção de tabelas; e como instrumentos de campo, a entrevista e o cadastro.

 

Ana Maria Belavenuto e Freitas

 

A Descentralização da Negociação Coletiva de Trabalho como Instrumento de Legitimação da Reforma Trabalhista: Análise Comparada dos Acordos e Convênios Coletivos, no Brasil e na Argentina, na Década de 1990

Defesa: 18/08/2003, mestrado, 103 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Cristina Cacciamali

Palavras-chave: Flexibilização, negociação coletiva, competitividade, descentralização, legitimação, década de 1990, Brasil, Argentina.

O presente trabalho tem como objetivo analisar a influência da descentralização das negociações coletivas, na introdução de elementos flexibilizadores das normas trabalhistas, nos acordos e convênios coletivos de trabalho. Nesse sentido, a partir dos dados disponíveis no banco de informações dos Ministérios do Trabalho do Brasil e da Argentina, será analisado se o processo de descentralização das negociações que tem ocorrido em ambos os países vem cumprindo o papel de legitimação da flexibilização das normas trabalhistas, introduzidas na década de 1990, nestes países.
As transformações que ocorreram na economia mundial, a partir da maior liberalização comercial e integração econômica dos países, intensificaram a competição levando as empresas a reestruturarem sua organização produtiva com profundos reflexos sobre o sistema de relações de trabalho. Enquanto fenômeno geral, há em curso um processo de internalização nas empresas das definições das normas e das relações de trabalho.
O Estado, no intuito de promover a competitividade empresarial, vem introduzindo modificações nas normas trabalhistas e incentivando a negociação. Contudo, a negociação coletiva, descentralizada por empresa, se constitui no elemento chave para a legitimação da flexibilização.

 

Adriana Alves Loche

 

Direitos Humanos e Democracia no Brasil e na Argentina – um Estudo de Caso: Centro Santo Dias e Centro de Estúdios Legales y Sociales

Defesa: 07/08/2003, mestrado, 151 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Renato da Silva Queiroz

Palavras-chave: Direitos Humanos, Democracia, Brasil, Argentina.

O presente estudo se propõe a fazer uma análise descritiva do Centro de Estúdios Legales y Sociales, na Argentina, e do Centro Santo Dias de Direitos Humanos, no Brasil, desde a sua fundação, em final dos anos 1970 e começo dos anos 1980, até os dias atuais. O parâmetro para esta análise são os desafios e as perspectivas colocados pelos processos de transição ara a democracia nos dois países, privilegiando a visão de seus protagonistas. Como fonte primária para a análise foram realizadas entrevistas com diretores e membros das duas entidades. Como fonte secundária, foram utilizados documentos oficiais produzidos pelos próprios centros, em especial estatutos e publicações. É seu objetivo refletir sobre o papel dessas entidades, bem como sobre o futuro dos direitos humanos nas sociedades democráticas, oferecendo propostas para os principais desafios e elementos para a definição de políticas de cooperação internacional.

 

Eliete Marreiros de Carvalho

 

O Enfrentamento da Morte – um Estado Psicológico com Instituições do Brasil e da Argentina

Defesa: 07/08/2003, mestrado, 169 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Sueli Gandolfi Dallari

Palavras-chave: Morte, enfrentamento da morte, estudo psicológico, Brasil, Argentina.

Diante do objetivo de estudar os modos de enfrentamento da morte, procurei no contexto deste acontecimento vital, a razão de viver de quatro instituições (duas brasileiras e duas argentinas) que concentraram o culto ao desaparecimento e/ou morte de pessoas na época do regime militar. A escolha de estudar a experiência de pessoas que se depararam com a morte do outro, foi motivada pela busca de ampliar a possibilidade de compreensão desta expressão humana em um contexto no qual o tema da morte apresentasse evidenciado. O interesse pelo estudo da experiência do enfrentamento da morte na interface do “viver”, parece esclarecer algumas questões sobre aquilo que consiste os variados modos relativos à aceitação do fato e a elaboração da experiência. Foi eleito o método documental enquanto meio de encaminhar a presente investigação, que permitiu a elaboração de uma síntese de dados significativos de cada instituição, apresentados nesta pesquisa através dos dados da Visão psicológica da instituição e Avaliação dos Modos de Enfrentamento da Morte. Em síntese, os resultados globais apontaram duas possibilidades de luto no enfrentamento da morte – o normal e o patológico, que mostram dois modos frente à vida, o da maturidade e o da imaturidade emocional. Considero que o estudo merece aprofundamento para que sejam alcançados maiores esclarecimentos sobre o desafio humano de aceitar a terminalidade da existência, que pode ser entendido como sinônimo de saúde psicológica.

 

Carlos César Almendra

 

A Crise do México de 1994/1995 e o Efeito Tequila na América Latina

Defesa: 30/05/2003, mestrado, 207 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Osvaldo Luis Angel Coggiola

Palavras-chave: Crise no México, efeito tequila, Argentina, México.

O México, desde a gestão de Miguel De La Madrid (1982-1988), vinha gradativamente abrindo a Economia aos investimentos estrangeiros. A partir da eleição fraudulenta de Carlos Salina de Gortari (1988-1994) adotaram-se definitivamente os princípios neoliberais através do plano azteca. Conforme decorria a gestão de Salinas, o presidente afirmava que estava conduzindo seu país ao “primeiro mundo”, embora as contas públicas governamentais, a cada ano que passava, estavam mais deficitárias; além do problema da desigualdade social que se agravava. No ano de 1994, integrou-se ao bloco comercial da América do Norte (NAFTA) e no primeiro dia de sua vigência viu o movimento zapatista (EZLN) rebelar-se contra a miséria de Chiapas e do próprio país. Os assassinatos políticos que ocorreram durante o ano, as disputas entre governo e zapatistas, entre outros movimentos, provocaram uma fuga de capitais em dezembro de 1994 e levou o México a uma crise econômica, obrigando o país a emprestar cerca de US$ 50 bilhões para contornar seus problemas internos. Os efeitos da crise forma sentidos nas diferentes partes do mundo - efeito tequila – sobretudo na Argentina e no Brasil.

 

Karina de Oliveira Leitão

 

Gestão Participativa e Qualificação Urbana: Belém e Montevidéu

Defesa: 20/01/2004, mestrado, 230 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Maria Lucia Refinetti R. Martins

Palavras-chave: gestão municipal, políticas públicas, Belém, Montevidéu.

Este trabalho se propõe a identificar tendências inovadoras que vêm se delineando na gestão municipal em cidades latino-americanas, a partir de um estudo comparativo das políticas públicas desenvolvidas em Belém e Montevidéu (respectivamente nos períodos de 1997 a 2002 e 1990 a 2002), resultantes da implantação de processos de planejamento e gestão de modo participativo e de projetos políticos que assumem a temática da qualificação urbana como central e contemplam a promoção do desenvolvimento econômico local, através da valorização do tecido social e dos empreendimentos existentes.
Esta pesquisa verifica de que maneira a adoção de mecanismos participativos e a incorporação da noção de estratégia, no que tange especificamente à formulação e implementação de políticas de qualificação urbana e de desenvolvimento econômico local, podem contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população em ambos municípios.



 

 

 

PROLAM/USP: 13 Anos Pesquisando a América Latina (1989_2002).
Trajetórias e Perspectivas

Ementas das Teses Defendidas

Práticas Políticas e Relações Internacionais
Sociedade, Economia e Estado
Comunicação e Cultura




COMUNICAÇÃO E CULTURA

Doutorado

 

Eliane Ganev

 

Dize-me com quem andas e saberei quem és. O método de Alcoólicos Anônimos à luz da comunicação social no contexto latinoamericano: Brasil e Uruguai

Defesa: 01/07/2002, doutorado, 185 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Cremilda Medina

Palavras-chave: práticas comunicativas, Alcoólicos Anônimos, Brasil, Uruguai.

A presente pesquisa mergulha no cotidiano e na intimidade das práticas comunicativas de grupos de Alcoólicos Anônimos no Brasil e no Uruguai, desde as interpessoais até as internacionais e desde suas origens históricas até suas dinâmicas contemporâneas locais; flagra as vozes dos sujeitos através de histórias de vida e também de contatos mais breves; e compara-os no contexto latino-americano, com o objetivo de perceber, a um só tempo, como é que elementos da cultura de A.A. e das culturas locais atravessam a sua singular convivência, produzindo certa qualidade de subjetividade que muito interessa à perspectiva de integração humanizada dos povos da região, porque se apresenta pluralmente, como patamares de reapropriação do sujeito por si mesmo, ou seja, de relativa desalienação. É um estudo ancorado na comunicação social, mas com enfoque interdisciplinar e uma preocupação epistemológica, problematizada em seu capítulo final.

 

Angela Maria Pimenta

 

Sustentabilidade: Ressonância de Vida na América Latina – Reflexão, Transcendência e Crítica de Programas em Desenvolvimento para Sociedades Sustentáveis [PRODESA (Peru) e PSDA (Brasil)]

Defesa: 10/03/2004, doutorado, 229 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves

Palavras-chave: sociedades sustentáveis; crise social; crise ecológica; vida ambiental; Peru; Brasil.

Partindo da constatação de uma crise social e ecológica vemos que indicadores quantitativos, tais como produtividade e PIB, são insuficientes na hora de dar resposta às questões ligadas ao desenvolvimento. Também constatamos o surgimento de uma ideologia planetária centrada na qualidade de vida ambiental que tem como premissa de ação a intersubjetividade e a solidariedade da espécie humana com as outras espécies naturais da Terra e do Universo. A partir das propostas teóricas de SACHS, SANTOS e SEM, queremos refletir sobre a prática da sustentabilidade na América Latina, particularmente na Bacia Amazônica, através de programas de desenvolvimento para sociedades sustentáveis (PRODESA/Caritas/Peru, PDSA e IDA-CEFLURIS/Brasil). Apoiamo-nos nas abordagens Antropológica, sócio-educativa-organizacional (SINGER), gestão ambiental (CASTRO) e vontade política geradora de estratégias de ajuste às mudanças de indivíduos/coletividades para a capacitação do Ser Sustentável. No contexto da reflexão foram coordenadas Oficinas “Arte e Ambiência da Paisagem”, utilizando a pesquisa-ação e grupos focais, propiciando uma leitura do encontro introstranspecultural (PIMENTA).

 

José Paulo Germano

 

Ficção Televisiva e Cotidiano em Bogotá e São Paulo: a construção dos novos papéis da família na metrópole

Defesa: 09/03/2004, doutorado, 251 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Cremilda Celeste de Araújo Medina

Palavras-chave: ficção televisiva; família contemporânea; sociabilidade; São Paulo; Bogotá.

As relações entre a ficção televisiva e a família contemporânea, no contexto das metrópoles de São Paulo e Bogotá, constituem o foco desta nossa pesquisa.
Pensar a nova realidade da família paulistana e bogotana é compreender os processos de representações através dos quais a comunicação entre homens e mulheres concebe o novo papel e seu lugar nestas famílias e o tipo e a importância da nova sociabilidade por eles ordenados e associados.
Mas serão as novelas e seriados que vão permitir às pessoas ter mais claridade conceitual e contribuir para novas percepções da comunidade televisiva, desmistificando situações de poder e colaborando para que a cidadania adquira sua própria consciência.
É muito forte a presença da comunicação televisiva nos espaços da família e, conseqüentemente, ela propaga um novo comportamento familiar, criando um novo olhar para indicadores, leituras do cotidiano de um futuro incerto.

 

PRÁTICAS POLÍTICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

 

Doutorado

 

Enio José Verri

 

Reestruturação Produtiva no Paraná nos Anos 90: o Papel da Globalização e do Mercosul

Defesa: 12/12/2003, doutorado, 150 páginas.

Orientador: Prof. Dr. Márcio Bobik Braga

Palavras-chave: globalização, regionalização, capitalismo, políticas liberalizantes, fluxo comercial, Mercosul, Brasil, Paraná.

O processo de globalização, acompanhado das experiências de regionalização, foi um dos marcos do capitalismo dos anos 1990, alterando as relações entre os vários países do mundo. As políticas liberalizantes, adotadas nos países que se inseriram neste processo histórico, contribuíram para um aumento no fluxo de comércio e, em grande parte, para a atração de investimentos, tanto especulativos como produtivos. Este trabalho pretende mostrar quais foram os efeitos da globalização e regionalização em um país subdesenvolvido, no caso o Brasil, e mais especificamente, um estado da federação, o Paraná. No caso da economia paranaense, trata-se de analisar se a globalização e a implantação do Mercosul, a partir de 1991, contribuíram na atração de investimentos produtivos e nas Fusões e Aquisições ocorridas no período, assim como, se estes influenciaram diretamente na reestruturação produtiva ocorrida no Estado no decorrer dos anos 1990.



 

SOCIEDADE, ECONOMIA E ESTADO

 

Doutorado

 

Rosío Feranández Baca Salcedo

 

A Reabilitação da Residência como Instrumento de Salvaguarda dos Centros Históricos de Cusco (Peru) e Ouro Preto (Brasil), Patrimônio Cultural da Humanidade.

Defesa: 12/11/2003, doutorado, 282 páginas.

Orientadora: Profa. Dra. Amália Inès Geraiges de Lemos

Palavras-chave:arquitetura, centro histórico, patrimônio arquitetônico, patrimônio cultural, reabilitação, residência, salvaguarda.

A cidade de Cusco está localizada a 3.555m de altitude, na parte mais alta do vale do rio Huatanay, vertente oriental da Cordilheira Andina, sudeste do Peru, Região Inca. A cidade de Ouro Preto está situada no Estado de Minas Gerais, Brasil, aproximadamente a 100 km da capital do Estado, Belo Horizonte. Pela relevância histórica, urbana, arquitetônica e cultural, ambos centros históricos foram reconhecidos pela Unesco como “Patrimônio Cultural da Humanidade”.
A presente tese tem como objetivo: mostrar os processos de formação dos espaços urbanos e caracterizar a arquitetura residencial nos centros históricos de Cusco e Ouro Preto através dos períodos históricos, analisar a relação dos moradores e de suas residências, a qualidade da residência e propor uma reflexão sobre os critérios para a tal reabilitação da residência como instrumento de salvaguarda dos centros históricos. Para tal, utilizamos o método comparativo que é um procedimento ordenado e sistemático de pôr em relação para observar, descrever, explicar e interpretar semelhanças, diferenças e relações, objetos, fenômenos e instituições.
Assim, a tese consta de cinco capítulos. No primeiro capítulo: As medidas de salvaguarda do patrimônio arquitetônico nos centros históricos, Patrimônio Cultural da Humanidade, abordamos o pensamento sobre a salvaguarda do patrimônio arquitetônico desde o século XVIII até as Cartas Patrimoniais Internacionais. No segundo capítulo: Origem dos Centros Históricos e a Arquitetura residencial na América Espanhola e Portuguesa nos remetemos às situações fundamentais que deram origem à formação urbana e aos estilos arquitetônicos que influenciaram a arquitetura residencial. No terceiro capítulo: Os processos de formação dos espaços urbanos dos centros históricos de Cusco e de Ouro Preto,9 a arquitetura residencial e as instituições do patrimônio, cotejamos a organização do espaço urbano e a arquitetura residencial pelos períodos em que evoluiu. No quarto capítulo: realizamos a pesquisa de campo: A residência nos centros históricos de Cusco e Ouro Preto, seus resultados mostraram o adensamento, a descaracterização, a deterioração, a destruição do patrimônio arquitetônico e a deficiente qualidade das residências. No último capítulo, com base na revisão da literatura, na pesquisa de campo e em nossa vivência nestas cidades, realizamos uma Reflexão sobre os critérios para a reabilitação da residência como instrumento de salvaguarda nestes centros históricos.
Com a presente tese pretendemos contribuir com os estudos sobre a reabilitação das residências e a salvaguarda dos centros históricos de Cusco e Ouro Preto, Patrimônio Nacional e Cultural da Humanidade.