RedeComCiência

É importante que cada país tenha organizações, entidades e associações que promovam discussões e reflexões sobre a Ciência, e em especial, a comunicação com o público do conteúdo produzido nessa Ciência. Seja ela feita por cientistas, pesquisadores, jornalistas ou comunicadores em geral.

No Brasil podemos citar a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBPC, criada em 1948, e a Associação Brasileira de Jornalismo Científico, a ABJC, fundada em 1977, esta com atuação ativa por 36 anos. Ambas foram instituídas com a participação de José Reis, médico, pesquisador, educador e jornalista, reconhecido desde então como o patrono do jornalismo científico no Brasil.

No entanto, mais recentemente, o destaque fica para a Rede Brasileira de Jornalistas e Comunicadores de Ciência, a RedeComCiência, que reúne profissionais interessados em melhorar a qualidade de jornalismo e da comunicação de ciências do Brasil.

A ideia da RedeComCiência começa a tomar forma em 2017, quando o jornalista brasileiro André Biernath participava da Conferência Mundial de Jornalistas, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Ao retornar ao país ele conversou com alguns colegas sobre a importância dessas associações e suas articulações pelo mundo e a falta de uma iniciativa semelhante por aqui, já que a ABJC não estava mais em ação.

Mais precisamente, em 2018, jornalistas e comunicadores de ciência criaram um grupo fechado no Facebook, passaram a realizar reuniões mensalmente e a Rede ganhou consistência. Havia uma inquietude comum em todos: “falar sobre o fazer jornalismo de Ciência”.

Assim, a RedeComCiência passou a incluir não apenas jornalistas responsáveis pela cobertura de ciência em veículos da imprensa mais geral, mas também profissionais de comunicação com atuação em instituições públicas e privadas relacionadas à pesquisa, além de pesquisadores interessados em divulgação científica, jornalistas do campo científico e estudantes de jornalismo.

Oficialmente a Rede foi fundada em Assembleia, na cidade de São Paulo, no dia 4 de fevereiro de 2019. De lá para cá foram realizados em diferentes estados workshops, oficinas, tanto para cientistas quanto para jornalistas, falando de Jornalismo Científico e Divulgação Científica em universidades, hospitais etc.

Como destaque menciono o projeto “O Jornalismo Científico em 5 Minutos” que nasceu eu 2020 e tem o objetivo de contribuir para a formação de jornalistas e comunicadores de ciência no Brasil por meio de vídeos curtos com dicas práticas de jornalismo científico. A iniciativa é coordenada pela jornalista Mariana Lenharo, tem o apoio do International Center for Journalists (ICFJ) e já está na segunda temporada.

Quer conhecer mais sobre o conteúdo produzido pela RedeComCiência? Acesse:

https://www.redecomciencia.org/

https://www.facebook.com/redecomciencia/

@redecomciencia

https://www.youtube.com/c/redecomciencia

A Coluna JorCiência traz personagens, iniciativas, pesquisas e livros ligados ao jornalismo científico ou ao jornalismo de ciências que integram a pesquisa de Doutorado da autora. O estudo é desenvolvido por Carla de Oliveira Tôzo no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (PPGCOM-ECA-USP). Orientação: Prof. Dr. Luciano Victor Barros Maluly.