Análise funcional da permanência das mulheres nos relacionamentos abusivos: Um estudo prático

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Daniely Cristina de Souza Pereira
Vanessa Silva Camargo
Patricia Cristina Novaki Aoyama

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal identificar as possíveis variáveis que afetam a permanência da mulher em relacionamentos abusivos. Sabe-se que mais da metade das mulheres que já sofreram algum tipo de violência não denunciaram seus agressores, algumas inclusive permanecem no relacionamento. Para conhecimento dessa realidade, foi realizada pesquisa de campo por meio de entrevista semidirigida com três mulheres vítimas de violência doméstica. Para análise e compreensão desse contexto, utilizou-se o referencial analítico-comportamental. Como resultados, foram identificadas contingências mantenedoras para a permanência no relacionamento abusivo, sendo elas: a esperança sobre a mudança de comportamento do parceiro, dependência financeira, emocional, preocupação com a criação dos filhos, falta de rede de apoio e passividade.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave:
Relacionamento Agressivo, Violência Conjugal, Violência Doméstica.
Como Citar
Pereira, D., Camargo, V., & Aoyama, P. (2018). Análise funcional da permanência das mulheres nos relacionamentos abusivos: Um estudo prático. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 20(2), 6-22. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v20i2.1026
Seção
Pesquisas originais
Biografia do Autor

Daniely Cristina de Souza Pereira, UNIVERSIDADE PARANAENSE - UNIPAR

Acadêmica do 5º ano do curso de Psicologia da Universidade Paranaense - UNIPAR

Vanessa Silva Camargo, UNIVERSIDADE PARANAENSE - UNIPAR

Acadêmica do 5º ano do curso de Psicologia da Universidade Paranaense - UNIPAR

Patricia Cristina Novaki Aoyama, Universidade Paranaense - UNIPAR

Mestre em Psicologia e docente na Universidade Paranaense - UNIPAR