Procedimento de bloqueio de respostas de esquiva e aumento da tolerância emocional

Michele de Andrade Gouveia, Francine Porfirio, Juliane Muniz da Silva, Liliane Ocalxuk, Yara Kuperstein Ingberman

Resumo


A pesquisa em clínica tem como um dos seus objetivos estudar a interação entre terapeuta e cliente, identificando possíveis preditores dos resultados clínicos. Este estudo visa a identificar e analisar os episódios verbais no decorrer de 21 sessões de terapia analítico-comportamental. Identificou-se no cliente um padrão comportamental caracterizado pela resposta de esquiva. Tal padrão teve um tratamento diferenciado, e subcategorias foram criadas para analisá-lo. Categorizou-se o comportamento verbal da terapeuta a partir do Sistema Multidimensional de Categorização das Habilidades Terapêuticas (SiMCCIT) de Zamignani (2007), e sinalizaram-se as habilidades utilizadas com a função de bloqueio de esquiva. Concluiu-se que a intervenção, nomeada no estudo como procedimento de bloqueio de esquiva, obteve mudanças clínicas relevantes no repertório comportamental do cliente, tal como o aumento da frequência das seguintes respostas: autorrelato, exposição de sentimentos, permissividade, acesso a eventos privados aversivos e auto-exposição a aversivos, o que produz tolerância emocional.

Palavras-chave


bloqueio de esquiva; exposição ao aversivo; habilidades terapêuticas; tolerância emocional; autorrelato

Texto completo: PDF

Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva ISSN 1517 - 5545
Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental