Análise funcional do comportamento verbal de humor

Ricardo Marinho de Mello de Picoli, Júlio César de Rose, Ana Arantes

Resumo


Com base nas considerações do livro Verbal Behavior (Skinner, 1957), este trabalho faz uma análise funcional do humor verbal em quatro paródias decorrentes do poema “Canção do Exílio” de Gonçalves Dias (1846). A análise funcional se deu pela identificação dos prováveis estímulos antecedentes aos operantes utilizados nos textos e das consequências que podem ter controlado o comportamento dos autores das paródias. Também foram identificadas as fontes formais e temáticas de cada obra e apontadas as causas do efeito humorístico pretendido pelos autores das paródias. Verificou-se que o contexto e o timing são de suma importância para gerar humor e as variáveis controladoras (fontes) suplementam o contexto de forma específica, gerando o efeito humorístico. Concluiu-se que a análise é passível de extensão para o campo não verbal, que o riso é uma consequência mantenedora da resposta “humorística” e não o com¬portamento.

Palavras-chave


Humor; Paródia; Comportamento Verbal; Análise Funcional do Comportamento

Texto completo: PDF

Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva ISSN 1517 - 5545
Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental