Respostas a uma intervenção baseada em ACT de acordo com a severidade da compulsão alimentar em mulheres

Breno Irigoyen de Freitas, Ana Carolina Maciel Cancian, Renata Klein Zancan, Margareth da Silva Oliveira

Resumo


Evidências apontam que a compulsão alimentar está associada a sintomas psicológicos relacionados ao peso e pode interferir em intervenções para controle de peso. Este estudo objetivou investigar o impacto de uma intervenção breve baseada na Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) de acordo com a severidade da compulsão alimentar em mulheres com sobrepeso e obesidade, analisando diferenças em sintomas psicológicos associados ao peso e na perda de peso. Participantes (56) foram recrutadas a participar de uma intervenção baseada na ACT com duração de sete horas, em formato de workshop, e foram avaliadas novamente após 3 meses. Os resultados foram avaliados usando os instrumentos: BES, AAQ-W, CFQ, BSQ, MEQ. Diferentes perfis de redução de sintomas foram identificados de acordo com a severidade da compulsão alimentar. O grupo com sintomas mais severos teve um tamanho de efeito maior quando comparado aos outros grupos. A severidade dos sintomas de compulsão alimentar parece influenciar nas respostas ao tratamento numa intervenção breve baseada em ACT. Investigações futuras dos mecanismos subjacentes da compulsão alimentar são necessárias.

Palavras-chave


compulsão alimentar; terapia de aceitação e compromisso; sobrepeso; obesidade; intervenção

Texto completo: PDF

Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva ISSN 1517 - 5545
Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental