Transtorno de personalidade borderline: Estudos brasileiros e considerações sobre a DBT

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Débora Cassiane Finkler
Julia Luiza Schäfer
Ana Cristina Wesner

Resumo

O transtorno de personalidade borderline (TPB) é um quadro de acentuada instabilidade no campo afetivo, comportamental, na autoimagem e nos relacionamentos. O tratamento de primeira escolha é psicoterápico, com maior acúmulo de evidências de efetividade sobre a Terapia Comportamental Dialética (DBT). A condução de um estudo piloto apontou apenas uma publicação específica sobre a DBT no Brasil. Diante disso, foi realizada uma revisão sistemática para investigar a produção científica sobre o TPB no País, incluindo áreas de conhecimento e regiões de sua produção ao longo dos últimos 30 anos. Dos 60 artigos incluídos, 40 foram relativos à Intervenção Terapêutica (orientações analíticas, n=33; TCCs, n=5; existenciais, n=2), 8 de Neurofisiologia e 5 de Neuropsicofarmacologia. São Paulo e Rio Grande do Sul produziram 78% dos estudos. Discute-se o panorama geral da produção científica brasileira sobre o TPB, práticas baseadas em evidências e possibilidades da pesquisa, sobretudo clínica.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave:
transtorno de personalidade borderline, terapia comportamental dialética, terapia comportamental, prática clínica baseada em evidências, Brasil
Como Citar
Finkler, D., Schäfer, J., & Wesner, A. (2017). Transtorno de personalidade borderline: Estudos brasileiros e considerações sobre a DBT. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 19(3), 274-292. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v19i3.1068
Seção
Revisões sistemáticas de literatura