Correspondência verbal na Terapia Analítica Comportamental: Contribuições da pesquisa básica

Main Article Content

Nathalie Nunes Freire Alves de Medeiros
Carlos Augusto de Medeiros

Resumo

Terapeutas têm acesso aos relatos dos eventos que ocorrem fora da sessão, e não aos eventos em si, tornando a precisão dos relatos fundamental à psicoterapia. O presente artigo tem como objetivo discutir como as regularidades descritas nos relatos de pesquisa básica em correspondência verbal podem ajudar terapeutas analítico-comportamentais a compreender variáveis que interferem na precisão dos relatos verbais. Este artigo teórico adotará como metodologia apresentar os conceitos fundamentais e os principais dados de pesquisa básica em correspondência verbal, os quais serão aplicados na compreensão de exemplos clínicos. Ainda com base nos exemplos, será discutido como algumas práticas de terapeutas podem afetar a correspondência verbal de seus clientes. Concluiu-se que o modo como são feitas perguntas solicitando os relatos, as consequências apresentadas pelo terapeuta aos comportamentos dos clientes e o modo com as regras são trabalhadas constituem-se em variáveis que afetam a correspondência verbal na clínica.

Article Details

Como Citar
Medeiros, N., & Medeiros, C. (2018). Correspondência verbal na Terapia Analítica Comportamental: Contribuições da pesquisa básica. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 20(1), 40-57. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v20i1.1136
Seção
Artigos Conceituais