Outras funções do reforçador reflexões sobre a descrição do reforçamento

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Lorismario Ernesto Simonassi
João Lucas Bernardy
José Vinícius Bernardy

Resumo

É comum, durante a formação de futuros analistas do comportamento, se ensinar que a definição de reforçamento passa exclusivamente pelo aumento da frequência ou taxa de uma única classe de respostas. Com base em dados disponíveis na literatura discute-se a pertinência da versão padrão da teoria do reforço, bem como busca-se uma descrição mais abrangente das seguintes funções: (1) seleção; (2) indução; (3) ordenação e organização; e (4) expansão do repertório comportamental. A frequência, embora seja uma medida conveniente, não compreende a abrangência de uma teoria plausível do reforçamento, que deve compreender sua relação com filogênese, com outras classes de resposta que não aquela à qual o reforçador é contingente, e com as decorrências da aplicação sistemática do reforçamento no repertório comportamental. Uma teoria restrita à medida da frequência já não se sustenta à luz dos dados operantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Simonassi, L. E., Bernardy, J. L., & Bernardy, J. V. (2020). Outras funções do reforçador: reflexões sobre a descrição do reforçamento. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 22(1). https://doi.org/10.31505/rbtcc.v22i1.1185
Seção
Artigos Conceituais