Avaliação do controle social no comportamento governado por regras ou modelado por contingências

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Letícia de Meneses Freitas
Naiara Morais Meira
Rafael Modenesi

Resumo

Estudos sobre comportamento governado por regras tem avaliado o efeito do controle social sobre a sensibilidade do comportamento às mudanças de contingências após diferentes histórias de aprendizagem (por regras ou contingências). Este estudo replicou sistematicamente Cortez e dos Reis (2008) incluindo o monitoramento durante a realização da tarefa. Oito universitários realizaram uma tarefa de matching-to-sample. Deveriam responder sob controle de estímulos instrucionais (palavras faladas pelo pesquisador VEK e ZID), que exigiam a escolha do comparação semelhante ao modelo ou diferente. Na Fase 1, quatro participantes passaram por treino de aprendizagem por contingências (instruções mínimas) e quatro por aprendizagem por regras (instrução completa). Fase 2 foi dividida: Blocos 1 e 3, instrução era correspondente; Blocos 2 e 4, instrução discrepante. Sete dos oito participantes atingiram o critério na Fase 1 e responderam sob controle das contingências na Fase 2. Dessa foram, não foi observado o efeito do controle social no seguimento de regras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
de Meneses Freitas, L., Meira, N. M., & Modenesi, R. (2020). Avaliação do controle social no comportamento governado por regras ou modelado por contingências. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 22(1). https://doi.org/10.31505/rbtcc.v22i1.1359
Seção
Pesquisas originais
Biografia do Autor

Rafael Modenesi, USP / Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE)

Esquivalência de estímulos, Go no Go, Discriminação contextual.