Programas de manejo de estresse ocupacional: uma revisão sistemática da literatura

Autores

  • Sheila Giardini Murta

DOI:

https://doi.org/10.31505/rbtcc.v7i2.27

Palavras-chave:

intervenção, estresse ocupacional, cognitivo-comportamental, intervention, occupational stress, cognitive-behavioral

Resumo

Esta revisão buscou identificar as características metodológicas e de intervenção de programas de manejo de estresse ocupacional. Sessenta e um estudos, acessados através de bancos de dados eletrônicos, foram codificados, e os dados analisados através do programa estatístico SPSS. Os resultados indicaram que os programas têm sido implementados principalmente junto a profissionais de saúde e educação, com amostras pequenas, delineamentos experimentais ou quase-experimentais, avaliação de variáveis dependentes individuais e técnicas cognitivocomportamentais. Foram encontradas evidências de que os programas com conteúdo multicomponente são os mais efetivos na redução de indicadores individuais, como ansiedade e depressão. Implicações para novos estudos e aplicação são discutidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Murta, S. G. (2005). Programas de manejo de estresse ocupacional: uma revisão sistemática da literatura. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 7(2), 159-177. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v7i2.27

Edição

Seção

Pesquisas originais