Efeitos de um treino em Psicoterapia Analítica Funcional sobre a identificação feita pelo terapeuta de comportamentos clinicamente relevantes de seu cliente.

Autores

  • Jocelaine Martins da Silveira
  • Glenn M. Callaghan
  • Alexander Stradioto
  • Bruna Emanuelly Maeoka
  • Mariana Neves Maurício
  • Paula Goulin

DOI:

https://doi.org/10.31505/rbtcc.v11i2.409

Palavras-chave:

Terapia Analítica Funcional, Análise Comportamental Clínica, Treino de terapeutas, Interação terapeuta/cliente

Resumo

O presente artigo relata um estudo que investigou o efeito de um treino, com supervisões de acordo com a Psicoterapia Analítica Funcional (FAP) sobre a identificação feita pelo terapeuta de comportamentos clinicamente relevantes de seu cliente. O método consistiu de um delineamento A/B aplicado a 15 sessões de psicoterapia. As sessões foram conduzidas por um terapeuta iniciante e um cliente cujo problema clínico estava centrado em dificuldades interpessoais. Nas cinco sessões iniciais o terapeuta em treino recebeu uma supervisão convencional e leu literatura sobre assertividade. A partir da quinta sessão o terapeuta recebeu a supervisão conforme a FAP. Os principais componentes da supervisão foram o preenchimento de um questionário (FIAT), que investiga padrões de comportamento interpessoal, a modelagem direta pelo supervisor no aqui/agora da supervisão de comportamento interpessoais relevantes para a terapia, a indicação de bibliografia sobre a FAP e discussão das leituras, além de esclarecimentos acerca dos comportamentos clinicamente relevantes do cliente. Os resultados indicaram que após a introdução da FAP, o participante tendeu a indicar mais comportamentos do cliente relacionados à melhora e mais verbalizações de autoconhecimento, enquanto que as indicações dos comportamentos relacionados ao problema tenderam a decrescer ao longo das sessões. Os resultados sugerem que o terapeuta passou a indicar dimensões do comportamento de seu cliente que iam além do problema clínico. Tais resultados foram discutidos em termos das contribuições da FAP para a promoção da mudança clínica que se torna mais viável quando as dimensões comportamentais que possibilitam a modelagem direta na sessão são percebidas pelo terapeuta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-08-24

Como Citar

Silveira, J. M. da, Callaghan, G. M., Stradioto, A., Maeoka, B. E., Maurício, M. N., & Goulin, P. (2009). Efeitos de um treino em Psicoterapia Analítica Funcional sobre a identificação feita pelo terapeuta de comportamentos clinicamente relevantes de seu cliente. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 11(2), 346-365. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v11i2.409

Edição

Seção

Pesquisas originais