Verificação dos Prováveis Efeitos da Metáfora em um Processo Terapêutico Analítico-Comportamental

Main Article Content

Maria Cecília de Abreu e Silva
Jocelaine Martins da Silveira

Resumo

O tato, especialmente na sua extensão metafórica, relaciona-se com elementos fundamentais do contexto clínico como a emoção, a descrição de eventos privados e o relato de situações adversas. A literatura indica ao menos cinco importantes funções da metáfora na clínica: 1) permitir o acesso a variáveis controladoras do comportamento do cliente; 2) possibilitar tatos de eventos privados; 3) promover o surgimento de emoções; 4) aumentar a eficácia do comportamento verbal, e 5) facilitar a emissão de respostas que passaram por uma história anterior de punição. O presente estudo teve os objetivos de avaliar as relações entre: 1) a emissão de metáforas e os comportamentos de uma cliente e de sua terapeuta em um processo terapêutico analítico-comportamental, considerando as prováveis funções indicadas pela literatura; e 2) avaliar a emissão de metáforas e suas relações com indicadores de melhora clínica do cliente, conforme a conceituação do caso, comparando-a nas sessões com e sem recursos para evocá-la. Nove sessões de terapia analítico-comportamental foram registradas e analisadas, com a apresentação de uma atividade para evocar metáforas na sexta sessão. Os resultados indicam que as metáforas emitidas pelo terapeuta e pela cliente descreveram variáveis do comportamento da cliente e que as metáforas emitidas pela cliente também promoveram tatos de eventos privados e descreveram eventos de conteúdo aversivo. Discute-se a relação entre a emissão de metáforas e os comportamentos de melhora clínica e o papel da metáfora ao promover descrição de variáveis controladoras do comportamento, tato de eventos privados e emissão de resposta verbal com conteúdo aversivo.

Article Details

Como Citar
Silva, M., & Silveira, J. (2017). Verificação dos Prováveis Efeitos da Metáfora em um Processo Terapêutico Analítico-Comportamental. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 19(1), 4-17. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v19i1.946
Seção
Pesquisas originais