Emoções: fundamentos conceituais dos fenômenos psicológicos

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Eileen Pfeiffer Flores
Fabio Hernandez de Medeiros
Carlos Barbosa Alves de Souza

Resumo

Este estudo tem por objetivo apresentar a análise de Gilbert Ryle (1949/2009)do funcionamento lógico dos conceitos relacionados à emoção, incluindo sentimentos, inclinações, agitações e estados de ânimo.Ryle não propõe uma nova teoria das emoções, e sim uma análise de como os conceitos funcionam em seu “lar original”. Por meio desta leitura guiada da análise de Ryle, busca-se oferecer um exemplo concreto e desfazer confusões frequentes sobre o papel desse tipo de elucidação conceitual, mostrando que ela é condição prévia para o estabelecimento das condições de sentido de perguntas empíricas. Antes de fazer parte de teorias psicológicas, os conceitos de emoção nascem e se transformam nos contextos das interações cotidianas, dos quais é inseparável o entendimento das regras lógicas para seu uso. Quando nos esquecemos disso, há o risco de formular revisões conceituais inadvertidas que levam a confusões na teorização e a perguntas de pesquisa que não podem, logicamente, ser respondidas empiricamente.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Palavras-chave:
emoções, sentimentos, estados de ânimo, análise conceitual, Gilbert Ryle
Como Citar
Flores, E., Medeiros, F., & Souza, C. (2017). Emoções: fundamentos conceituais dos fenômenos psicológicos. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 19(1), 49-60. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v19i1.949
Seção
Artigos Conceituais