Contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais

O livro "Polinizadores no Brasil: contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais" é o resultado de pesquisas promovidas pelo CNPq e Fundo Setorial do Agronegócio, implementadas  pelo Instituto de Estudos Avançados da USP, cujo objetivo foi conhecer a situação dos polinizadores do Brasil, seu impacto na agricultura, na biodiversidade e no agronegócio; o estudo reuniu, no total, 85 pesquisadores de 36 instituições científicas do país. O volume inicia-se com estudo da conservação de biomas e as síndromes de polinização e polinizadores vertebrados, apresentando uma lista inédita destes, reunida por especialistas brasileiros. Em seguida, os artigos concentram-se nas abelhas, os polinizadores mais manejados para a agricultura. Tratam também de bases de dados plantas /polinizadores, métodos de avaliação de biodiversidade, coleções de polinizadores, palinoteca e modelagem climática, trazendo um resumo do que se conhece sobre o tema e apresentando três estudos de caso. Além de uma análise global do tema e abordar os impactos da ação antrópica sobre os polinizadores, os autores apresentam uma proposta de estratégia de desenvolvimento da área para o Brasil. O livro não esgota o assunto, mas representa uma mobilização sem precedentes da comunidade brasileira de estudos sobre abelhas e polinizadores (do Brasil).

Foto da capa. Autor: Giorgio Cristino Venturieri. Esta foto mostra uma operária de Melipona fasciculata visitando uma flor de berinjela. Nunes-Silva (2011) verificou que esta é uma polinizadora brasileira muito eficiente para plantas que necessitam de polinização por vibração, como tomate, berinjela e jiló, podendo ser comparada, em termos econômicos, às mamangavas européias do gênero Bombus.

livro

Loja virtual da EDUSP

http://webbee.webhostusp.sti.usp.br/statuspolin/

http://www.usp.br/statuspolin/