Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Blog da USP - 08/05/2014 - Imprimir Imprimir

Docente do IFSC toma posse como membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos

Segundo Bagnato, ao assinar o histórico livro da Academia, onde constam assinaturas de cientistas como Albert Einstein, ele sentiu a responsabilidade de ser cientista e mais ainda de ser um cientista Brasileiro. E, abaixo, recebendo os cumprimentos do presidente da Academia Ralph Cicerone

O professor do Instituto de Física de São Carlos, Vanderlei Salvador Bagnato, que também é o coordenador da Agência USP de Inovação, tomou posse no final de abril, na Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos – em inglês National Academy of Science (NAS), durante a 151a reunião magna do ano na sede da Academia, em Washington (EUA), na qual tomaram posse os novos membros.

A NAS foi fundada pelo presidente americano Abraham Lincoln (1809-1865), com o objetivo de que a ciência fosse uma dos pilares de apoio do governo Americano. Desde sua fundação ela elege anualmente novos membros e dentre estes, um pequeno número pode ser de estrangeiros. Bagnato foi eleito no final de 2013 “pelos relevantes trabalhos na área de átomos frios, pesquisa em ciências da vida e programas de difusão de ciências”, conforme está na citação da sua nomeação. Ele é o segundo físico de instituição Brasileira eleito para esta Academia, da qual também faz parte o físico teórico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luiz Davidovich.

Responsabilidade social

Como novo membro, Bagnato fez uma apresentação de seu trabalho na reunião, e participou de diversos eventos. “Para mim é uma honra, talvez até nem merecida, estar recebendo este grande reconhecimento de ser escolhido pelos próprios cientistas americanos como membro de sua prestigiosa instituição, certamente temos inúmeros físicos brasileiros que merecem estar lá muito antes de mim”, afirma. O docente diz enxergar nestas ocasiões a oportunidade de melhorar seu relacionamento e marcar a presença da ciência Brasileira nos fóruns mais importantes do mundo. Para ele, a ciência tem uma importante missão e uma responsabilidade social a desempenhar na sociedade, já que a ciência não é apenas para cientistas.

“Para mim toda ciência que fazemos perde um pouco o sentido se não fazemos o esforço de torná-la acessível a todos os cidadãos. É por isto que divido meu tempo entre ensinar, pesquisar, fazer inovação aplicando meu conhecimento e difundir ciências. A longo prazo isto faz uma enorme diferença, e eu já sinto a diferença que nossas atividades de difusão fazem aqui em São Carlos [cidade onde está localizado o IFSC ao qual ele é vinculado] e mesmo em todo Brasil. Fico feliz que cada vez mais pessoas compartilham e dão valor a esta ideia”.

Carreira

Bagnato concluiu simultaneamente Bacharelado em Física pela USP e Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); realizou o doutorado em Física pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Atua na área de Física Atômica e Aplicações da Física nas Ciências da Saúde, com ênfase nos temas: armadilha magneto-óptica, átomos, átomos de sódio, condensação de Bose-Einstein, átomos frios, colisões frias, desaceleração de átomos, espectroscopia, terapia fotodinâmica PDT.

Ele já foi eleito para outras importantes instituições, como a Academia Brasileira de Ciências, a Academia Pontíficia de Ciências do Vaticano e a Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS). Atualmente, coordena um Centro Estadual de Física e um Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia.


(Fotos: Arquivo Pessoal)

•  •  •  •

Deixe um comentário

Política de moderação de comentários

Este blog reserva-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou outros princípios da boa convivência. Dessa forma, serão suprimidos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa ou falsidade ideológica.