Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Blog da USP - 07/06/2016 - Imprimir Imprimir

Professor da Esalq é homenageado com a medalha João Pedro Cardoso

A distinção é dedicada a personalidades que contribuíram de maneira relevante para a educação, a preservação e a recuperação ambiental do estado de São Paulo.

2013_09_13_ESALQ_ACOM_Fotos_dos_Docentes_do_LCF_Paulo_Yoshio_Kageyama_0001 (1)

Paulo Yoshio Kageyama era docente do Departamento de Ciências Florestais da Esalq

No dia 5 de junho, o professor da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), Paulo Yoshio Kageyama, falecido em 17 de maio de 2016, foi homenageado postumamente com a medalha João Pedro Cardoso.

A homenagem foi realizada na cerimônia em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, promovida pela Secretaria do Meio Ambiente. Além de Kageyama, também receberam a medalha Caroline Vigo, Branca da Cruz, Paulina Chamorro, João Carlos Meirelles e Paulo Passos.

Instituída pelo Governo do Estado de São Paulo em 2002, a Medalha João Pedro Cardoso é destinada a personalidades que contribuem para a educação, a preservação e a recuperação ambiental do estado de São Paulo. A distinção é tradicionalmente conferida no Dia do Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho.

Falecido no dia 17 de maio de 2016, Paulo Yoshio Kageyama era docente do Departamento de Ciências Florestais, atuando na área de Genética e Conservação com ênfase em Genética de Espécies Arbóreas, Conservação de Ecossistemas Tropicais, Restauração de Áreas Degradadas, Sementes Florestais, Variabilidade e Estrutura Genética.

Foi Diretor de Conservação da Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente do Governo Federal (2003-2007) e era representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário na Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBio. Também figurava, desde 1988, como membro do grupo de Experts da FAO/Roma – para Conservação Genética.

(Com informações da Divisão de Comunicação da Esalq / Foto: Gerhard Waller)

•  •  •  •

Deixe um comentário

Política de moderação de comentários

Este blog reserva-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou outros princípios da boa convivência. Dessa forma, serão suprimidos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa ou falsidade ideológica.