Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Blog da USP - 31/10/2016 - Imprimir Imprimir

“Monstra – Cinema Queer”, em cartaz no Cinusp até 13 de novembro

Está em cartaz no Cinusp, até o dia 13 de novembro, a mostra “Monstra – Cinema Queer”. A mostra propõe um debate sobre identidade de gênero e diversidade sexual, com curadoria diversificada que evita as narrativas melodramáticas e privilegia a celebração e a resistência de corpos subversivos. Entre os filmes escolhidos estão desde o cult trash “Pink Flamingos” (1972), de John Waters, aos documentários “Línguas Desatadas” (1989) e “Paris is Burning” (1990).

Duas sessões especiais aprofundam a discussão: no dia 3 de novembro haverá debate com Dário Neto, professor da Unespar, sobre raça, gênero e sexualidade após a exibição do filme “Línguas Desatadas”, às 19h. No dia seguinte, 4 de novembro, às 19h, após uma sessão de curtas-metragens haverá performances de drag queens e debate com realizadores dos curtas e performers.

Todas as sessões da mostra serão acompanhadas de curtas-metragens de diretores como Andy Warhol, Shuji Terayama, Madonna, Jean Genet e Kenneth Anger, além de videoclipes de Derek Jarman e da Mc Linn da Quebrada.

As sessões são gratuitas e acontecem na Cidade Universitária, de segunda a sexta-feira, às 16h e às 19h; e no Centro Universitário Maria Antonia, aos sábados e aos domingos, às 16h, às 18h e às 20h. A sala do Cinusp na Cidade Universitária fica na Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia, Favo 4, e a sala Maria Antonia está localizada na Rua Maria Antônia, 294 – Consolação, São Paulo.

Confira a programação completa da mostra no site do Cinusp. Mais informações pelo telefone: (11) 3091-3540 ou por e-mail: cinusp@usp.br.

(Com informações do Cinusp)

•  •  •  •

Deixe um comentário

Política de moderação de comentários

Este blog reserva-se o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou outros princípios da boa convivência. Dessa forma, serão suprimidos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa ou falsidade ideológica.