Sala de Imprensa - USP – Universidade de São Paulo
E-mail: 
Fone:   +55 11 3091-3220 / 3300
Blog da USP - 15/12/2010 - Imprimir Imprimir

USP terá graduações em saúde pública e ciências biomédicas

Cursos serão oferecidos no vestibular 2012, com 80 vagas no total e durações de 4 anos

A USP oferecerá no vestibular para 2012 duas novas graduações na capital paulista: ciências biomédicas, na Cidade Universitária, e de saúde pública, em Pinheiros. Cada bacharelado contará com 40 vagas, com duração de oito semestres. A decisão foi aprovada ontem pelo Conselho Universitário.

A graduação em ciências biomédicas será em tempo integral. O formado poderá atuar em hospitais, escolas ou em pesquisas, nas áreas de biofísica, imunologia, microbiologia e parasitologia.

Já o bacharelado em saúde pública, cujo foco é a gestão hospitalar, será oferecido no período vespertino e abordará a atenção à saúde, gestão de sistemas e serviços de saúde, gestão ambiental e desenvolvimento sustentável.
Outra decisão foi criar o Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos.

BÔNUS
A universidade decidiu não pagar neste ano um bônus a professores e funcionários, implementado há dois anos. Em 2009, o valor havia sido de R$ 1.500.

Segundo avaliação da comissão interna, a USP não atingiu as metas de qualidade medidas em rankings internacionais. A universidade caiu em três das quatro listas.

O grupo sugeriu também que os critérios para avaliação sejam reavaliados. O benefício foi criado pela ex-reitora Suely Vilela. “Nunca apoiamos o bônus”, disse o presidente da Adusp (sindicato dos docentes), João Zanetic. “Reivindicamos aumento salarial. O bônus foi dado para evitar reajustes.”

(Matéria publicada no caderno Cotidiano do jornal Folha de S.Paulo, em 15/12/10)

•  •  •  •