ISSN 2359-5191

05/12/2001 - Ano: 34 - Edição Nº: 16 - Ciência e Tecnologia - Instituto de Pesquisas Tecnológicas
Criação do Centro São Paulo Design reforça "Marca Brasil"

São Paulo (AUN - USP) - O Instituto de Pesquisas Tecnológicas em parceria com a Secretaria de Ciência Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, a FIESP/CIESP e o SEBRAE/SP acaba de inaugurar o Centro São Paulo Design. Com o intuito favorecer o produto brasileiro frente à competitividade do mercado internacional, o centro vai valorizar o papel do design com a chamada marca "Brasil". "O 'Selo Brasil' seria um identificador dos produtos brasileiros para a exportação. Algo mais forte que 'Made in Brazil'", diz Maria Cecília Maia Di Celio, coordenadora de Marketing do Centro. O papel deles será disponibilizar tendências, medidas, materiais e processos produtivos, assim como informações atualizadas, com características positivas e de grande aceitação. "Não produziremos patentes, mas indicaremos empresas capacitadas para isso", explica ela, ressaltando o papel de assessoria e intermédio da entidade.

A iniciativa foi concretizada após diversos estudos (IPT, Unicamp, além de associações de diversos setores econômicos) constatarem que existia uma lacuna a ser preenchida, caso as empresas quisessem superar as deficiências encontradas pelo processo de desenvolvimento e competitividade de produtos.

O projeto é parte de uma grande estratégia de mercado, em que os produtores reconhecem a importância do design de qualidade em seus produtos. Segundo o instituto, as indústrias investem hoje nesta tecnologia cerca de 1,5% da receita operacional líquida, quase o dobro do que investia em 1998 (0,8%).

Este trabalho irá beneficiar grande parte da indústria do estado de São Paulo e abrange setores da economia como moveleiro, embalagens, cerâmico, couro e calçados, têxtil e vestuário, jóias e bijuterias e iluminação.

A idéia é antiga. A preocupação com essa tecnologia teve início na década de 70 com o estabelecimento de uma política de design para o Estado pela Secretaria da Cultura, Ciência e Tecnologia e juntamente com a Secretaria do Planejamento para oficializar o Núcleo de Desenho Industrial. Mais tarde, em 1995, foi criado o Programa São Paulo Design, para promover a inserção no mercado internacional e evolução tecnológica dos produtos brasileiros. Em 2000, foi lançada a segunda fase do programa, que já contava com os participantes da instituição atual.

Já existem alguns projetos encaminhados de empresas interessadas na área que, provavelmente, serão realizados no ano que vem. Para isso, o Centro São Paulo Design aguarda somente a regulamentação do estatuto que vai regê-lo e permitir que ele atue. Ele está sendo elaborado e têm sua legalização prevista para 31 de janeiro de 2002. Hoje, o Centro conta com núcleos de Prototipagem Rápida, Antropometria, Ergonomia, Referência em materiais, Gestão do Design e Eco Design entre outros.

Leia também...
Nesta Edição
Destaques

Educação básica é alvo de livros organizados por pesquisadores uspianos

Pesquisa testa software que melhora habilidades fundamentais para o bom desempenho escolar

Pesquisa avalia influência de supermercados na compra de alimentos ultraprocessados

Edições Anteriores
Agência Universitária de Notícias

ISSN 2359-5191

Universidade de São Paulo
Vice-Reitor: Vahan Agopyan
Escola de Comunicações e Artes
Departamento de Jornalismo e Editoração
Chefe Suplente: Ciro Marcondes Filho
Professores Responsáveis
Repórteres
Alunos do curso de Jornalismo da ECA/USP
Editora de Conteúdo
Web Designer
Contato: aun@usp.br